fbpx

Preço do petróleo despenca e Bolsonaro cobra Petrobras: “Espero que retorne preço do combustível”

Preço da gasolina chega a quase R$ 8 em postos de combustíveis de Natal após reajuste da Petrobras - Foto: Redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro (PL) cobrou e disse, nesta terça-feira (15), que “com toda a certeza” a Petrobras vai reduzir o preço dos combustíveis, diante da queda internacional do valor do barril de petróleo nos últimos dias.

“Estamos tendo notícia de que nos últimos dias o preço do petróleo lá fora tem caído bastante. A gente espera que a Petrobras acompanhe a queda de preço lá fora. Com toda certeza fará isso daí”, disse, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

Em outro trecho do discurso, o chefe do Executivo ironizou: “Espero que nossa querida Petrobras, que teve muita sensibilidade ao não nos dar um dia [para anunciar o aumento], ela retorne, como na semana passada, o preço do combustível no Brasil.”

Após a cotação do barril de petróleo beirar os US$ 140, a Petrobras anunciou na quinta-feira (10) um mega-aumento de 24,9% no diesel e de 18,8% na gasolina. Os preços estavam congelados desde 12 de janeiro. Em Natal, após o reajuste, o preço da gasolina chegou a R$ 7,99 o litro.

Agora, a pressão exercida pela cotação do barril de petróleo se inverteu. O aumento de casos de Covid-19 na China, que ameaça as perspectivas de crescimento da segunda maior economia do mundo, e as negociações de cessar-fogo entre a Rússia e Ucrânia derrubaram o preço abaixo de US$ 100 nesta terça-feira (15).

Assim como Bolsonaro, ministros da ala política também avaliam que a companhia deveria rever o reajuste, dado o novo cenário do petróleo no mercado internacional.

Com informações 98FM Natal

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: