fbpx

Prefeito de Ipanguaçu é alvo de oito inquéritos abertos pelo Ministério Público

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, através da Promotoria de Justiça da comarca de Ipanguaçu, começou a fechar o cerco contra o governo do prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo, por suposta prática de nepotismo, dispensa indevida e irregularidade de licitação e improbidade administrativa.

No total, o promotor de justiça Eugênio Carvalho Ribeiro, mandou  instaurar oito inquéritos civis públicos para apurar ações da prefeitura de Ipanguaçu.

Para combater o nepotismo, o Ministério Público investiga se Nelson Borges Montenegro Sobrinho, integra o quadro de servidores do município e se Juan Carlos Bezerra Montenegro ocupa algum cargo/função no município.

Nos dois casos, a secretaria de  Administração do governo Valderedo Bertoldo, terá que encaminhar, cópia da portaria de nomeação dos dois investigados e informar se há relação de parentesco entre eles.

O MP também apura o caso de dispensa de licitação acima do limite legal, que contratou a empresa Engeletrica Serviços Eletricos Ltda, e para apurar eventual irregularidade em inexigibilidade de licitação para custear evento festivo realizado na comunidade do Pataxó em 2017, que contratou a empresa F Ivo de Macedo Produções de Eventos e Festas.

O promotor também apura eventual improbidade por parte do prefeito de Ipanguaçu em face do não pagamento de verbas a terceirizados. Valderedo terá um prazo de dez dias para informar se os contratados pelo município receberam o pagamento de férias e 13º salário referente aos anos de 2016 e 2017.

O prefeito Valderedo Bertoldo também deverá informar se os funcionários públicos efetivos estão recebendo o salário em dia. VEJA AQUI

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: