Prefeito do Assu Gustavo Soares proíbe licitação de contrato de quase R$ 11 milhões

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Prefeito Gustavo Soares e seu irmão na foto, o deputado George Soares, estão recebendo propina para não realizar a licitação do lixo?

O prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR, já gastou mais de R$ 7 milhões com a empresa Anchieta & Fonseca Ltda – EPP, do cunhado presidente do diretório do PT Volclene Bezerra e agora sem licitação renovou a mamata por quase R$ 4 milhões, totalizando um negócio milionário nada republicano no valor de R$ 11 milhões apenas por indicação política ou favorecimento pessoal do chefe do executivo com a conivência dos 15 vereadores das bancadas governistas e oposicionistas.

O  prefeito  do Assú Gustavo Soares, tem verdadeiro pavor de licitação do lixo na Prefeitura do Assu, apesar de ser um procedimento administrativo formal regra que se estabelece de forma prévia às contratações de serviços, aquisições de produtos, ou até mesmo para registrar preços para contratações futuras principalmente de prefeituras pelo Brasil a fora. Desde de 2017, quando assumiu o governo que o prefeito Gustavo Soares, não faz licitação e se nega até hoje terminantemente, a realizar esse modelo de contratação adotado pela maioria dos gestores que não roubar ou receber propina por debaixo dos panos.

O prefeito Gustavo Soares, recebe alguma mesada da empresa do lixo ANCHIETA & FONSECA LTDA – EPP, do cunhado do presidente do diretório do PT Volclene Bezerra, para deixar de realizar a licitação ? Ou se ele e seu irmão, o deputado George Soares, querem acabar com a licitação pública, sem nenhuma outra motivação? O Ministério Público do Assu precisa investigar essa recusa do Doutor de não se render ao processo licitatório para o lixo inclusive.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: