Prefeito não condenou ataques de vereadora de confiança dele a Tê

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Vereadora Elisângela, ligada ao prefeito e deputado do PR, desmoralizou Tê e o detonou com força, mas prefeito não reprovou em público

Após a vereadora Elisângela Albano, do PP, ligada ao deputado estadual do PR George Soares, agredir agressivamente o novo presidente da Câmara de Vereadores do Assú, Francisco de Assis Souto, o Tê, do Solidariedade, acusando-o de machismo, discriminação e constranger uma mulher vereadora a chorar em plenário, o prefeito Gustavo Soares que faltou a posse foi pedir desculpas mas não vai punir a vereadora de confiança do irmão e dele.

Apesar do pedido de desculpas e justificativas públicas nas redes sociais, o prefeito Gustavo Soares, não vai puni-la ou repreende-la politicamente por uma acusação tão grave que coloca o atual presidente do legislativo assuenses numa situação delicada e em maus lençóis com a maioria das mulheres que lutam hoje por respeito, dignidade e a condenação daqueles que as espancam ou as constrangem em público, reprovando e defendendo leis severas e punição contra homens que não a respeitam.

O prefeito do Assu Gustavo Soares não deu um pio, aprovando ou reprovando a suposta conduta condenável do presidente da Câmara Municipal do Assú por fazer uma colega de parlamento chorar em plenário, segundo relato da vereadora e aliada Elisângela Albano, durante entrevista ao programa Registrando, apresentado pelo radialista José Régis de Souza.

O Blog do VT coloca este espaço a disposição do vereador Tê para os esclarecimentos que achar necessário, porque ele até agora fez silêncio sobre o assunto.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: