fbpx

Prefeitura do Assú faz politicagem com Clinica de Fisioterapia e prejudica população

Desde que as pessoas tem sido infectadas pela COVID há mais de um ano atrás, que nunca se valorizou tanto os profissionais de fisioterapia como agora, porque eles tem um trabalho importante e essencial na recuperação
dos infectados, desde os mais leves como os que não precisam se internar, como os mais graves, que ficam dias entubados.

Em Assú, hoje já são mais de 4.563 infectados, com 124 mortes, e 3.660 recuperados segundo dados da SESAP/RN.

Só que desde de 01 de dezembro de 2020 até o dia de hoje, já foram infectados 2.570 pessoas, ou seja, em apenas 05 meses houve uma média de 514 pessoas por mês, e fica a pergunta, a Prefeitura do Assú consegue levar atendimento de fisioterapia a todos que precisam? Se a gestão justificou uma licitação por não dispor de pessoal e nem estrutura para atendimento, como de uma hora pra outra, eles solucionaram o problema? Já existia uma demanda reprimida antes da COVID e desde esse vírus, só aumentou ainda mais a procura pelo serviço.

A resposta é simples e está afligindo a população do Assú, a gestão não fornece o serviço de fisioterapia para população mesmo dispondo de um contrato vigente com a CCDP CLINICA MÉDICA, por questões políticas e mesquinhas, já que o que está em jogo é atender a necessidade da população e não um interesse político do grupo do deputado George Soares.

Existem diversas pessoas que mesmo que não tenham tido COVID tem problemas respiratórios, da mesma forma acontece com a diminuição da mobilidade e precisam de exercícios para recuperarem os movimentos, e hoje estão impedidos de terem atendimento por desavença política do prefeito Gustavo e da vice Fabielle, com os proprietários da Clínica que antes de serem eleitores, são profissionais que ganharam uma licitação de forma legal.

A fisioterapia tem inúmeros benefícios e a população não deveria ser privada disso, assim, quem estiver sem atendimento há mais de um mês, procure o MP e denuncie, porque atendimento é direito de todo cidadão, e a Prefeitura do Assú tem obrigação de fornecer o serviço, já que tem dinheiro para bancar bandas de forró em Live de São João, tem dinheiro para alugar uma PAJERO 0 pro prefeito andar, tem dinheiro para trocar a iluminação existente por LED em tempos de pandemia, e muitas outras situações que só causam raiva e revolta na população.

Então, a Prefeitura do Assú tem dinheiro sim para bancar serviços de fisioterapia pra população, mas o prefeito Gustavo e a vice Fabielle não fazem porque não querem, e o cidadão tem que ficar mendigando ajuda deles.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: