fbpx

Prefeitura do Assú vira cabide de emprego em ano PRÉ-ELEITORAL e pode ser vista como manobra pra reeleger George

Pra quem está acostumado com a velha política praticada em Assú, não estranha o aumento excessivos de cargos depois de uma campanha eleitoral em que a chapa Gustavo e Fabielle ganharam por apenas 5 votos e que ainda estão envolvidos em várias ações de abuso de poder e suposta compra de votos.

A cidade do Assú mostrou que está dividida, e isso assustou a oligarquia comandada por Ronaldo, que tem tentado a todo custo nos últimos anos, manter seu filho George no cargo de deputado estadual.

Então, em ano pré eleitoral, a dupla Gustavo e Fabielle, possivelmente estão distribuindo cargos ao vento, transformando a Prefeitura do Assú em um verdadeiro cabide de empregos, e passando a imagem de que eles estão trocando cargos por apoios para a eleição de 2022, em favor do deputado George.

Essa manobra “sombria” se for comprovada, poderá ser investigada e resultará em muita dor de cabeça para o prefeito Gustavo, a vice Fabielle e o deputado George, que poderiam realizar concurso para mostrar a lisura dos atos de nomeações, mas como eles nunca agiram em favor do povo, só pensam em si e em seus familiares, é fácil deduzir qual o real motivo do aumento exorbitante de cargos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: