PREPOTÊNCIA OU INCOMPETÊNCIA? Prefeitura de São Rafael não se adequa a transparência exigida pelo Ministério Público

A prefeitura de São Rafael, comandada pelo prefeito Reno Marinho, parece estar remando contra a maré, pois onde deveria haver transparência com os recursos do povo, faz o contrário, gerando dúvidas e incertezas sobre a transparência no município.

Os dados foram extraídos ontem do portal Confúcio, idealizado pelo Ministério Público e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), que segundo o portal, entende que o ente Público fiscalizado, ou seja, o município de São Rafael não se adequa à Lei de Acesso, ao não apresenta-la no respectivo Portal da Transparência (acesse aqui o documento).

Além disso, o prefeito Reno Marinho recebeu a quantia de R$ 1.425.180,00, mas só gastou R$ 471.653,00, que totaliza cerca de 33.09% referentes aos gastos da Covid-19, segundo os dados extraídos ontem do portal (documento aqui).

Parece que  o prefeito Reno Marinho, não está muito preocupado com os órgãos fiscalizadores, e isso pode ser considerado em muitos casos como prepotência do prefeito ou apenas incompetência de sua gestão. Uma coisa é fato, o Brasil está cheio de escândalos e investigações, oriundos da falta de transparência e clareza nos dados dos portais, porque é uma obrigação do gestor explicar o que gasta e o que não gasta, e o mais importante, deixar os dados disponíveis para que todos saibam onde está indo o dinheiro que a Prefeitura recebe.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: