Presidente da CCJ nega pedido para ouvir Janot sobre denúncia de Temer

O deputado federal Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), cotado para o Ministério da Justiça

O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, Rodrigo Pacheco (PMDB), negou nesta quinta-feira (6) o pedido da oposição para ouvir o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor da denúncia em que acusa o presidente da República, Michel Temer, de cometer o crime de corrupção passiva.

“O entendimento é que não se admite a sustentação oral ou qualquer tipo de esclarecimento do procurador-geral da República no âmbito da Câmara dos Deputados”, afirmou Pacheco. Os pedidos para ouvir testemunhas como o empresário Joesley Batista, dono da JBS, por exemplo, também foram rejeitados.

O deputado Alessandro Molon (Rede/RJ) já informou que judicializará a questão, ingressando com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal). A recusa de Pacheco serve alento ao governo, que tem pressa em concluir o processo para evitar que o desgaste de Michel Temer se estenda ainda por mais tempo. As informações são da Folha de São Paulo.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: