Presidente do TJRN e auxiliares percorrem interior para visitas às obras de três novos fóruns

O presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador Amílcar Maia, cumpre agenda administrativa no interior do estado para acompanhar o andamento das obras de construção dos fóruns das Comarcas de Currais Novos, Pau dos Ferros e Açu, respectivamente nas regiões Seridó, Alto Oeste e Central.
Na manhã desta quinta-feira (22/2), o desembargador presidente visitou as obras do novo Fórum de Currais Novos. Os trabalhos começaram há pouco mais de um ano e a previsão de conclusão é para o segundo semestre de 2024. O investimento realizado pelo Poder Judiciário norte-rio-grandense nesse equipamento é de R$ 11,6 milhões na nova sede local da Justiça Estadual, o que atenderá a 44 mil habitantes daquela Comarca.
Acompanham o gestor do Judiciário potiguar, o juiz auxiliar da Presidência, João Afonso Morais Pordeus; o secretário de Administração Raphael Uchoa e os servidores Juvêncio Mendes, engenheiro Departamento de Arquitetura e Engenharia; Estevam Rêgo, do Departamento de Recursos e Materiais; e o representante da empresa contratada.
Instalações do Fórum de Currais Novos em fase de conclusão, unidade atenderá a população superior a 40 mil pessoas

Instalações do Fórum de Currais Novos em fase de conclusão, unidade atenderá a população superior a 40 mil pessoas

Ainda nesta quinta, a comitiva visita as obras Fórum de Pau dos Ferros cuja conclusão está prevista também para o segundo semestre de 2024. O investimento é da ordem de R$ 10,1 milhões.
Na sexta-feira (23/2), o grupo estará no canteiro de obras do Fórum da Comarca de Açu. O investimento feito pelo Poder Judiciário potiguar no projeto é de R$ 12,4 milhões na implantação das instalações, que proporcionarão melhores condições de atendimento à população daquele município e região. A obra será concluída ainda este ano.
O objetivo da visita oficial é observar a evolução dos serviços, com a execução de contratos administrativos que tramitam no Departamento de Arquitetura e Engenharia do TJRN. Segundo a equipe técnica, a execução dos serviços segue compatível com os respectivos cronogramas físico-financeiros definidos pela administração da Justiça Estadual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.