fbpx

Príncipe Harry acusa William de agressão física em discussão sobre Meghan Markle

O príncipe Harry alega que seu irmão, o príncipe William, o agrediu fisicamente durante uma discussão sobre seu relacionamento com Meghan Markle.

William teria chamado a ex-atriz americana de “difícil, rude e abrasiva”, durante a briga que ocorreu em 2019, na residência real de Nottingham Cottage, onde Harry morava. Harry disse que o irmão tinha adotado a “narrativa da imprensa” sobre sua esposa.

A revelação foi feita em um relato do príncipe publicado em sua autobiografia, Spare, livro que será lançado mundialmente no próximo dia 10, de acordo com o jornal britânico The Guardian, que obteve um exemplar.

“William me agarrou pelo colarinho, arrebentou meu colar e me jogou no chão”, relata o príncipe sobre a briga com o irmão.

“Caí na tigela do cachorro, que rachou sob minhas costas, os pedaços me cortando. Fiquei ali por um momento, atordoado, depois me levantei e disse a ele para sair.”

William então desafiou seu irmão a revidar, mas Harry recusou. O herdeiro do trono britânico mais tarde voltou à cena, “parecendo arrependido, e se desculpou”, escreveu Harry, de acordo com o trecho, e seu irmão lhe pediu para não contar a Meghan sobre o “ataque”.

Porta-vozes do rei Charles 3º e do príncipe William se recusaram a comentar a notícia do The Guardian.

William e Harry já foram vistos como muito próximos após a morte de sua mãe, a princesa Diana, em um acidente de carro em Paris, em 1997.

Mas os irmãos se desentenderam quando Harry se casou com Meghan, em 2018, e os dois renunciaram aos deveres reais para se mudar para a Califórnia, dois anos depois.

Desde sua partida, o duque e a duquesa de Sussex, como o casal é oficialmente conhecido, fizeram críticas contundentes à família real e à monarquia britânica, incluindo acusações de racismo, que o próprio William rejeitou.

No mês passado, o documentário de seis partes da Netflix, que atraiu audiências recordes, foi ao ar com novas acusações, incluindo que William havia gritado com Harry durante uma reunião de crise para discutir seu futuro.

A principal crítica de Harry e Meghan é que os assessores reais não apenas se recusaram a revidar a cobertura hostil e imprecisa da imprensa, mas também foram cúmplices em vazar histórias negativas para proteger outros membros da realeza, principalmente William.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: