fbpx

Professores de Assú deflagrarão greve se Gustavo e Fabielle Bezerra não confirmarem implantação de piso da categoria e irão acampar em frente ao gabinete

O bafafá em Assú é grande por causa que os professores tiveram o novo piso salarial definido pelo Governo Federal valendo a partir de janeiro de 2022, e por isso, participaram de reunião com a Prefeitura do Assú sob o comando do prefeito Gustavo Soares, com membros do Sindicato dos Educadores e outros auxiliares da gestão, com exceção da vice Fabielle, que não quis tomar partido pelos professores que reivindicam a implantação imediata do piso.

Só que acabada a reunião, a Prefeitura do Assú divulgou nota informando que ainda avaliará em qual mês será implantando esse piso e com calendário para o pagamento dos outros meses, ou seja, eles não irão pagar tão cedo esse piso, e só depois disso é que irão anunciar o pagamento dos meses retroativos.

Logo após a matéria divulgada pela Assessoria da Prefeitura, áudios começaram a circular de membros do sindicatos e professores, reclamando pela falta de compromisso da gestão com os professores, e indignados, anunciam que se não tiver uma nota sobre esse assunto, será marcada ASSEMBLEIA, e deflagrarão greve e prometem acampar em frente ao gabinete do prefeito e da vice Fabielle.

Os professores não engoliram a desculpinha da gestão de que não tem dinheiro para pagar, e exigem mais respeito da gestão para com a categoria.

O que mais é engraçado nessa situação, é que a vice Fabielle se calou diante dessa reinvindicação legitima dos professores, não participou da reunião, e será a maior culpada pela não implantação do piso que culminará em greve.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: