PT aprova resolução contra eleições indiretas para a Presidência

PT aprovou neste sábado (3), durante a convenção do partido em Brasília, uma resolução orienta parlamentares da legenda a não vão participar de votação indireta para presidente da República caso Michel Temer seja destituído do mandato.

“O PT manifesta sua posição inegociável pelas Diretas Já e contra o golpe dentro do golpe”, diz a resolução. Segundo o texto, o “golpe dentro do golpe” seria eleger um presidente indiretamente, pelo Congresso, após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

“Enfrentamos quaisquer iniciativas das classes dominantes de impor eleições indiretas por meio de um Colégio Eleitoral”, diz o documento. A resolução também defende “antecipar as eleições para que a vontade livre e soberana do povo se manifeste nas urnas”.

A proposta tenta garantir pontos de consenso entre várias alas do partido para alçar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a uma nova eleição presidencial.

Outra resolução aprovada defende a instauração de uma Assembleia Nacional Constituinte para revogar medidas aprovadas no governo Temer. O texto também defende que a assembleia reforme as instituições e promova mudanças no Poder Judiciário.

“O PT lutará para que os golpistas interditem o direito do companheiro Lula ser candidato à presidência da República. A eleição de Lula presidente é uma condição para revogar as mudanças adotadas pelos golpistas”, diz a resolução.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: