Quadro de servidores da Uern tem um déficit de mais de 300 vagas

Novo concurso públicos da Uern, com 106 vagas, vai suprir apenas as lacunas abertas por aposentadorias, óbitos e transferências. O quadro de servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte precisa ser ampliado por mais de 300 vagas

Por César Santos – Jornal de Fato

Após oito anos, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) vai realizar concurso público para cargos do Magistério, Técnicos de Nível Superior e Nível Médio. Esse será o primeiro certame desde a conquista da autonomia financeira da instituição, oficializada em 2021 pela governadora Fátima Bezerra (PT). O último foi realizado em 2016 para contratação inicial de 116 aprovados, mas que acabou convocando mais de 500 docentes e técnicos.

O novo concurso servirá para reposição de vagas abertas por aposentadorias, óbitos e dos que deixaram os cargos para ingressar em outras instituições. Atualmente, esses cargos são preenchidos por contratos temporários. Portanto, o concurso não resolverá a necessidade maior que é ampliar os quadros de servidores da Uern.

Essa é uma questão tratada com prioridade pela reitora Cicília Maia, mas não é de fácil solução. O ponto de partida será a alteração da lei que rege o quadro de servidores da universidade estadual. Daí, a iniciativa deve partir do Governo do Estado, pela razão que, mesmo com a autonomia financeira, a Uern ainda não tem a autonomia plena, uma vez que o seu quadro de servidores pertence ao Estado e, qualquer mudança, deve passar pelo crivo da Assembleia Legislativa.

A gestão de Cicília Maia elaborou o projeto de ampliação do quadro de servidores. O documento foi apresentado à governadora Fátima Bezerra (PT). Uma análise será feita pela equipe técnica do governo, antes de seguir para apreciação e aprovação do Legislativo.

Déficit

A lei em vigor é antiga, bem antes do processo de expansão da Uern. Nas últimas duas décadas, a instituição experimentou um panorama de crescimento, com as suas atividades alcançando quase todas as regiões do Rio Grande do Norte. Mesmo assim, o quadro de servidores não foi alterado, o que aumentou consideravelmente o déficit de professores e técnicos de níveis superior e médio.

Um levantamento ao qual o Jornal de Fato teve acesso mostra que atualmente os quadros de servidores ativos da Uern são formados por 763 docentes e 647 técnicos, no total de 1.410. Esses números envolvem os contratos temporários que preenchem as vagas abertas por aposentadorias e óbitos e que agora serão contempladas pelo novo concurso público.

O mesmo levantamento mostra que para atualizar o quadro de servidores, a Uern precisa contratar mais 166 docentes, 79 agentes técnico-administrativos de nível médio (TNM) e 56 técnicos de nível superior (TNS). A soma revela um déficit de 301 servidores.

Há oito anos

O último concurso público realizado pela Uern ocorreu em 2016. Foram mais de 12 mil inscritos. O concurso de 2016 ofereceu 116 vagas, no entanto, ao longo do período de validade do certame foram convocados mais de 500 servidores, entre professores e técnicos-administrativos.

 

 Reitora Cicília Maia e governadora Fátima Bezerra anunciaram o concurso da Uern

Quando assumiu o cargo de reitora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, a professora doutora Cicília Maia apostava as suas maiores expectativas na tão sonhada autonomia financeira da instituição. Entendia que a partir daí, a Uern entraria em nova fase do processo de autonomia plena.

O Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração e a ampliação do quadro de servidores eram consequência. O PCRM virou realidade, um ano após a autonomia financeira, mas ampliação do número de docentes e técnicos ainda é uma luta que exigirá muito.

Por isso, a reitora comemora o novo concurso público para recompor as vagas que foram abertas ao longo dos últimos anos por aposentadorias, óbitos e saída de profissionais para outras áreas do mercado de trabalho.

O novo concurso da Uern oferece 106 vagas para servidores efetivos, distribuídas para os cargos do Magistério, Técnicos de Nível Superior e Nível Médio. São 66 são para docentes e 40 para técnicos. A seleção de técnicos contempla vagas em áreas específicas com cargos de nível superior e médio.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 8 de fevereiro, por meio do site do IDECAN, no endereço: www.idecan.org.br. De acordo o cronograma, as provas objetivas para os cargos de técnicos de nível médio e nível superior e as provas discursivas para o cargo de docente serão aplicadas no dia 21 de abril.

Uma das novidades do concurso é a reserva de vagas para pessoas que se autodeclaram negras nos termos da lei n° 11.015/2021 e que precisarão passar por procedimento de heteroidentificação.

Valor das inscrições:

R$ 250,00 – Para cargos do Magistério

R$ 180,00 – Para cargos de Nível Superior

R$ 120,00 – Para cargos de Nível Médio

Os candidatos aprovados e classificados, dentro e além do número de vagas efetivamente disponibilizadas, poderão ser lotados, segundo adequação administrativa, em qualquer dos Campi da UERN localizados nas cidades de Mossoró, Natal, Caicó, Patu, Assú e Pau dos Ferros.

“Estamos muito felizes em começar o ano de 2024 dando essa notícia. Há toda expectativa da comunidade universitária e da sociedade também sobre esse concurso público, com 106 vagas em diversas áreas de conhecimento e também para diversos cargos. Agradecemos ao Governo do Estado pelo reconhecimento dado à Uern. Nosso reconhecimento também à comissão central do concurso da Uern por todo zelo, transparência e trabalho e que possamos em breve ter os novos(as) servidores(as) empossados(as) na Uern”, afirma a reitora Cicília Maia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.