fbpx

REVIRAVOLTA: General Girão rompe com Bolsonaro e declara apoio à governadora Fátima; entenda

Me desculpem a chamada audaciosa, mas o que está acima se faz explicar no que abaixo vai.

Não faz muito tempo, foi ali atrás, em julho deste ano, quando o presidente da OAB-RN, Aldo Medeiros, questionado sobre o impeachment do presidente Bolsonaro, disse assim:

“Não tem porque a OAB se antecipar nesse discurso. Eu entendo que impeachment não é o Senado que faz. É o povo que chega um momento, não quer mais e tira. Não vejo, não enxergo essa situação. Aqui no Rio Grande do Norte, nós debatemos esse assunto e chegamos à conclusão de que não há, ainda, crime de responsabilidade claramente demonstrado. O impeachment é uma situação tão traumática para uma república que eu entendo que é precipitado isso”, declarou o presidente da OAB-RN.

A declaração se deu em dois contextos:

1) A CPI da Pandemia já coletava elementos que fragilizavam o mandatário, especialmente na condução da crise sanitária;

2) Mais importante: a OAB Nacional levantava o debate sinalizando que poderia vir a pedir o impeachment.

Esse segundo ponto é realmente o mais importante.

Aldo Medeiros marcou posição se mostrando contrário a uma ação nacional, quando se sabe que Felipe Santa Cruz, presidente nacional da Ordem, endossava a ideia de deposição.

E nem se trata de alinhamento automático a Bolsonaro, pois quando o pai de Santa Cruz foi atacado pelo presidente, Aldo criticou a medida.

Mas decididamente Aldo e Santa Cruz não estão alinhados. Na pandemia, Santa Cruz quis fazer live com os presidentes das seccionais. Aldo se recusou.

As evidências estão aí.

Só não ver quem faz questão de ignorá-las.

Caso do General Girão.

Sem a menor cerimônia, ele pegou uma foto de Aldo Medeiros e Felipe Santa Cruz para relacionar as políticas de ambos.

Disse, em seu perfil no Instagram, que o primeiro, se reeleito, deve apoiar os projetos do segundo.

Imagina eu pegar uma foto de Girão com sua maior adversária, a governadora Fátima Bezerra e sapecar a chamada:

REVIRAVOLTA: Generão Girão rompe com Bolsonaro e declara apoio à governadora Fátima.

Isso, sim, é fake news.

É pegar algo que existiu – uma foto, como a de Aldo e Santa Cruz – tirar de contexto e contar o que quiser, ao sabor do que se quer passar.

Danem-se os fatos e as evidências em contrário.

É preciso estar atento para que esse expediente não passe por liberdade de expressão.

Fake news, em verdade, atenta contra essa liberdade.

Como investigado nos inquéritos das Fake News – do qual sou ferino crítico, Girão sabe a diferença.

Com informações Blog do Dina

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: