fbpx

Sargento da PM pede “socorro” e diz que Fátima persegue e ataca a democracia

O 3º sargento da PM RN Evandro Gonçalves da Silva Junior reagiu após saber que a Polícia Militar do RN instaurou uma sindicância contra ele após publicações feitas em redes sociais “em desfavor” da governadora do estado, Fátima Bezerra.

Em uma nota divulgada nas redes sociais, o PM pediu “socorro” e disse que apenas exerceu o “direito sagrado e constitucional da liberdade de expressão e opinião”.

“Infelizmente, com esta conduta a Governadora esquerdista Fátima Bezerra e os seus afilhados, demonstram mais uma vez que São perseguidores. Vivem a atacar, não apenas ao Sargento Policial Militar, mas, a democracia. São inimigos da liberdade de opinião”, diz trecho da nota.

Leia abaixo na íntegra:

SOCORRO!!!

Vi agora que o Comando da PMRN, à mando da Governadora Fátima Bezerra, abriu procedimento contra mim, 3° Sgt. PMRN Gonçalves, por exercer o direito sagrado e constitucional da liberdade de expressão e opinião.

O mais grave, foi determinado que a sindicância ocorra sob o mais absoluto sigilo.

“Tenho 17 anos de serviço prestado à sociedade Potiguar, todos eles no serviço operacional, colocando a minha própria vida em risco, para proteger os cidadãos de bem, até tiro já sofri em ocorrência, mas não desisti de combater o crime.

Já tenho muito serviço prestado à sociedade, muito veículo roubado recuperado, drogas, armas e munições apreendidas; ladrões, estupradores, homicidas tirados de circulação.

Honro a minha instituição Polícia Militar, o Estado do Rio Grande do Norte e o povo Potiguar.

Tenho uma conduta ilibada. Nunca respondi processo criminal ou administrativo, por desvio de conduta.

Sou honesto, e extremamente profissional no desempenho da atividade Policial.

Todas as vezes que me posiciono, faço na condição de cidadão, nunca exponho meus pensamentos Político-ideológicos estando de serviço, fardado, ou usando da condição de Policial Militar.

Por mais que tenha me tornado conhecido publicamente, sempre faço questão de separar minha condição de cidadão ou agente político, da função profissional Policial.

Infelizmente, com esta conduta a Governadora esquerdista Fátima Bezerra e os seus afilhados, demonstram mais uma vez que São perseguidores. Vivem a atacar, não apenas ao Sargento Policial Militar, mas, a democracia. São inimigos da liberdade de opinião.

Ainda não sei exatamente sobre qual postagem se trata esta sindicância. Mas, de uma coisa eu sei, “são dois pesos, e duas medidas”. Policiais da “Patrulha Vermelha”, “Policiais “anti-fascistas” comunistas, vivem atacando sem fundamentos, o presidente da república, o chefe da nação, de “genocida”, e não se apura, mas, vivem perseguindo, abrindo procedimento administrativo, para apurar meus posicionamentos indagatórios ao governo do RN, como por exemplo, quando pergunto aonde está os 5 MILHÕES DOS RESPIRADORES QUE NUNCA CHEGARAM AO ESTADO.

Sempre socorri! Nunca exito em colocar minha vida em risco para proteger a sua, cidadão de bem.

Agora, sou eu que peço SOCORRO!!!

Me ajudem! Exijam que esta governadora deixe de me perseguir, me deixe em paz! Preciso de paz e segurança, para continuar a proteger os senhores e senhoras.

Sargento Gonçalves – Um cidadão Brasileiro.

30/06/2021

Fonte: Portal Grande Ponto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: