Se quiser ser candidato, Meirelles terá que trabalhar, diz Moreira Franco

Moreira Franco

“Candidato tem que ter charme”. A receita é do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, de 73 anos – 45 deles na política. Em entrevista ao Estado, ele diz que o candidato único da base à Presidência terá de ter trânsito nos partidos, capilaridade e força de mobilização.

“Ninguém vai tirar do bolso do colete um candidato”. Sobre uma candidatura do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), Moreira avisa: “se quiser ser candidato, Meirelles terá que trabalhar”. O ministro rechaça que as candidaturas de extremos, como do ex-presidente Lula e de Jair Bolsonaro, estejam ganhando espaço e diz que “a eleição não é a explosão de paetês e lantejoulas”, segundo Carla Araújo e Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo .

Moreira é cético em relação às regras eleitorais no Brasil que, segundo ele, têm fortalecido a minoria e não vão mudar nas próximas eleições. A negociação do próximo presidente com os novos congressistas, prevê, serão “quase que individual”. Moreira evita falar sobre a candidatura do tucano Geraldo Alkmin (SP) e diz que não foi o governo que exclui o PSDB da base. “Estamos de portas abertas ao PSDB ou a quem quiser, mas tem que ter compromisso”.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: