‘Se tem algum traidor não é o João, é o Alckmin’, diz mulher de Doria

A artista Bia Doria, mulher do candidato a governador de São Paulo João Doria (PSDB), rebateu a insinuação de Geraldo Alckmin(PSDB) de que o marido o traiu.

“João ficou totalmente engajado na campanha do Geraldo, o tempo inteiro. Quem não ficou engajado foi ele, que ficou do lado do Márcio França (PSB)”, afirmou.

“Se tem alguém traidor não é o João, é o Alckmin, o Alckmin que não ficou do lado do PSDB. João é que foi traído. Thais Bilenky – Folha de São Paulo

As duas campanhas correram apartadas. Doria não levou Alckmin aos seus programas eleitorais na televisão e, em pouquíssimas ocasiões, eles dividiram o palanque.

Na reta final do primeiro turno, diante do desempenho tímido de Alckmin e da liderança de Jair Bolsonaro (PSL), Doria se aproximou de simpatizantes do candidato do PSL e não inibiu o voto Bolsodoria (Bolsonaro presidente e Doria governador).

Para Bia, “Alckmin está magoado porque perdeu, é o tsunami Bolsonaro. Ele ficou chateado porque queria que João ficasse ali, colocando panos quentes, e João é uma pessoa que tem posição”.

“Geraldo ficou magoado, mas ele que insistiu em ser candidato, não era o que o povo queria. Vai passar, tenho certeza de que é passageiro”, continuou a ex-primeira-dama de São Paulo.

Ela disse que Lu e Geraldo Alckmin não têm motivo para ter raiva dela e o marido. “A gente não fez nada de errado. Eu votei nele, o João votou nele e o João, a campanha inteira, foi fiel, João nunca traiu”.

Nos meses em que Doria tentou substituir Alckmin na disputa presidencial, tampouco houve quebra de confiança, na opinião da artista plástica.

“Não era o João que queria, era o povo que queria que o João fosse candidato. E quem decide é o eleitor”, afirmou.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: