fbpx

Senador do PT desafia Carlos Eduardo em briga por vaga ao senado: “Venha para o ringue”

O vice-governador Antenor Roberto (PCdoB) defende a candidatura do senador Jean-Paul Prates (PT) ao Senado, mas também mostrou-se aberto para que o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, componha a chapa com Fátima Bezerra. Nesta aliança, Carlos Eduardo seria um outro nome possível como candidato a senador.

Na entrevista à Jovem Pan News Natal, e reproduzida pelo jornal Tribuna do Norte, Antenor afirmou que entende a necessidade de composição com outros partidos por parte da governadora Fátima Bezerra (PT), mas levantou dúvidas sobre a aceitação da população para uma chapa composta também pelo deputado federal Walter Alves (MDB) e pelo ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT). Para ele, muitos Alves na chapa geraria “congestionamento”.

No entanto, em entrevista ao programa “Boa Noite, Cidade”, da Rádio Difusora, nesta terça-feira (11), o senador Jean afirmou que vê a vaga de Senado como algo conquistado com muita dificuldade, o que deveria ser levado em consideração. Para ele, o partido não poderia abrir mão deste posto. “As pessoas não podem simplificar porque Fátima teve dois sucessos seguidos . Isso é mérito dela, do partido, mas o fato de ter conquistado uma vaga no Senado é muito importante para o Partido dos Trabalhadores e para a esquerda e o PT localmente”, disse.

O senador acredita que negociar este cargo exige qualificação de quem iria ocupá-lo, neste caso, diante das intenções de Carlos Eduardo. “Não adianta dizer: `Eu estou disponível pelo partido tal…´. Meu amigo, você aporta o quê? Qual o seu cacife eleitoral? Ele ainda existe? Ele continuará existindo se você vier para cá ou será chamado de traidor e diluir para ficar um cara deste tamaninho? Tudo isso precisa ser analisado”, ressaltou o senador.

Jean Paul acredita que a sigla do PDT, onde Carlos Eduardo está associado, é importante para uma composição com a esquerda, pelo seu perfil histórico e por ter abrigado nomes como Leonel Brizola e Darcy Ribeiro. Porém, não consegue encontrar a mesma similaridade com Carlos Eduardo Alves, que destoaria do perfil original da legenda. “É uma sigla de esquerda, embora em alguns Estados tenha migrado para outras posições”, afirmou. “Assim, todas as siglas deste patamar são bem vindas, exceto a extrema-direita. É preciso conversar”.

Por fim, Jean lembrou que, em um passado recente, listou posições consideradas “incongruentes” de Carlos Eduardo. “Ele pediu voto para Bolsonaro e foi o adversário direto de Fátima. Ele e outros que o acompanhavam chamaram Fátima de tudo que foi nome. Isso é incoerência? Total. Isso é muito recente. E quem tem que se explicar sobre isso? Eu? Fátima? Não, é Carlos Eduardo. Ele que tem que se apresentar para querer ocupar uma vaga e dizer que é melhor que o Jean. Enquanto não fizer isso, estou aqui. Sou o senador com o cinturão dentro do ringue. Para tirá-lo, tem que vir para dentro”, comentou.

Com informações do Blog do Barreto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: