Seturn repudia paralisação dos ônibus na segunda (19)

Empresários do setor de transporte urbano, em Natal, reivindicam reajuste de 11,9% na passagem de ônibus, que hoje é R$ 3,35

A paralisação do transporte público em Natal, programada para a próxima segunda-feira (19), ganhou novos contornos nesta sexta-feira (16). Isso porque o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) emitiu uma nota repudiando o ato, que dificulta o ir e vir da população, diz o texto.

O ato, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro-RN), é em virtude da reforma da previdência, que está prestes a ser votada no congresso nacional. De acordo com o Sintro, a frota só vai andar com 30% do seu contingente de veículos.

O ponto do Seturn, que repudia o ato, é de que “o debate com o Governo Federal com relação a Reforma da Previdência deve ser tratado em foro específico e não impedindo a população de se deslocar”. A votação da Reforma da Previdência ganhou novas dimensões nesta sexta-feira (16). Isso porque, com o decreto de intervenção federal no estado do Rio de Janeiro, todas as pautas no Congresso Nacional que alterem a constituição são suspensas.

O debate da reforma na Câmara dos Deputados estava previsto para início justamente na próxima segunda-feira (19) e para ser aprovada e ir ao Senado, são necessários 308 votos positivos dos parlamentares. A proposta do Governo prevê aumento da idade mínima da concessão da aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens. Um ato está programado em Natal às 14h, em frente a agência do INSS, na Rua Apodi, no bairro do Tirol.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: