Solidariedade gasta quase 1,4 milhão com escritório de Cedraz

Resultado de imagem para partido solidariedade paulinho da força

O Solidariedade, de Paulinho da Força, usou R$ 1,37 milhão do Fundo Partidário para pagar serviços de consultoria jurídica do escritório Cedraz Advogados, de Tiago Cedraz, filho do ministro Aroldo, do TCU, em 2018.

Ocorre que Tiago é secretário de Assuntos Jurídicos do próprio partido. Consulta à prestação de contas da legenda no TSE mostra que a banca do filho do ministro emite, em média, três notas fiscais por mês – nos valores de R$ 25 mil, R$ 20 mil e R$ 68 mil.

Nas notas fiscais, constam como serviços prestados o “assessoramento jurídico da Comissão Executiva Nacional” e “patrocínio e acompanhamento de ações judiciais em trâmite a Justiça Comum.

Como alertamos no mês passado, a partir do próximo ano partidos terão liberdade total no uso dos fundos partidário e eleitoral para pagar escritórios de advocacia, que poderão receber recursos até de terceiros para pagamentos de interesse da legenda.

*O Antagonista

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: