Suplentes de vereadores querem fundar partido forte e sem dono em Assú

Com o fim das coligações entre as legendas partidárias agora nas eleições municipais de 2020, um grupo de suplentes de ex-vereadores do Assú entre os quais, Heliomar Alves, Leosvaldo Paiva e Everaldo Marques e mais quatro integrantes, vem se reunindo e se articulando para fundar e tomar conta de um novo partido para disputar as 15 vagas de vereadores da Câmara Municipal.

O movimento desse grupo que ganhou o apelido de G7, vem deixando preocupados os atuais vereadores que querem renovar seus mandatos. Para garantir o apoio dos governistas à reeleição do atual prefeito do Assú Gustavo Soares que mora em Natal, construiu uma clínica de ortopedia em Mossoró e ganha R$ 15 mil por mes ou do super secretário Nuilson Pinto, o Pavão, os líderes da turma da patota da casa do Pataxó, começam a querer proibir e acabar com a intenção de criação de um partido forte e sem dono.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: