Suspeita de fraude e suspensão de produtividade acelera apagão em greve geral na saúde do RN

Servidores da Saúde podem acelerar greve geral no RN

Com a suspeita de fraude levantada pelo secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia e a determinação de suspender a produtividade de médicos, enfermeiros e demais servidores de hospitais do Estado, deve acelerar a paralisação de advertência marcada para o próximo dia 10 de janeiro, com apagão de 24 horas no Hospital Walfredo Gurgel, para uma greve geral dos servidores da SESAP por tempo indeterminado.

A direção do Sindsaude enviou um ofício para o secretário de saúde do Estado Ciprino Maia e para o Ministério Público, para comunicar sobre a situação de atraso da folha dos servidores.

Ontem, o Fórum Estadual dos Servidores classificou o anúncio como “desrespeitoso” e a atitude do governo como “autoritária”, por não dialogar com os servidores. As categorias frisaram que faltou transparência da parte do Governo, por não apresentar planilhas com dados sobre o pagamento. Os sindicatos criticaram a postura da governadora Fátima Bezerra, nesta segunda, em um ato onde, segundo os sindicalistas, foi feito apenas um comunicado sobre o pagamento, sem a chance de que os representantes das categorias pudessem apresentar suas propostas.

“É a segunda vez que o governo nos chama e não nos deixa falar. Estamos indignados com essa proposta, queremos que o governo respeite os serviços púbicos e seus servidores. São mais de 105 mil servidores do poder executivo, que precisam de respeito”, disse a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado do Rio Grande do Norte (Sinsp/RN),  Janeayre Souto.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: