fbpx

Suspeito confessa ter matado e incinerado corpos de indigenista e jornalista na Amazônia, afirma TV

Um dos dois suspeitos pelo desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Pereira confessou, nesta quarta-feira (15), ter matado os desaparecidos.

Osney da Costa, preso pela Polícia Federal, afirmou que ele e Amarildo dos Santos mataram Dom e Bruno. Os corpos teriam sido decapitados e queimados na terra indígena do Vale do Javari, na Amazônia.

A informação é do jornalista Valteno de Oliveira, da BandNews.

Ainda nesta quarta, a Polícia Federal deve dar uma coletiva para dar encerramento ao caso.

O indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, desapareceram no último dia 5.

Com informações do Estado de Minas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: