Suspensa, vacina Johnson & Johnson iniciaria testes no DF esta semana

vacina sendo fabricada em laboratório

A candidata à vacina contra Covid-19 da Johnson & Johnson, cujos testes foram interrompidos em nível mundial na segunda-feira (12/10), começaria a ser aplicada em voluntários do Distrito Federal nesta semana.

O Instituto L2IP, contratado para acompanhar os ensaios clínicos, já havia selecionado os primeiros 400 voluntários e aguardava apenas as doses do imunizante chegarem à capital para começar a aplicação.

De acordo com o médico Eduardo Freire Vasconcellos, diretor do Instituto L2IP, as etapas prosseguirão assim que a farmacêutica obtiver a apreciação de um comitê independente. “É um protocolo que faz parte de ensaios clínicos de medicamentos. Se há um evento adverso não previsto em um voluntário, o estudo é pausado até que as circunstâncias sejam esclarecidas”, detalha o médico.

Vacina de Oxford
No caso da vacina de Oxford, os ensaios clínicos também foram interrompidos por 5 dias, depois que uma voluntária inglesa apresentou uma doença autoimune. Na ocasião, a avaliação do comitê independente foi a de que a reação apresentada não teria necessariamente relação com a vacina, o que autorizava, portanto, a retomada dos testes.

Johnson & Johnson
Em nota, a Johnson & Johnson afirmou que ocorrências desse tipo são comuns em testes de imunizantes, principalmente, em estudos em larga escala, e reforçou o compromisso com a segurança dos participantes.

O ensaio clínico da Johnson & Johnson está na fase 3, etapa anterior à aprovação e registro da vacina, e prevê a participação de 60 mil pessoas em todo o mundo, sendo que 7 mil voluntários são brasileiros. No DF, a previsão é aplicar o imunizante em 800 pessoas.

Metrópoles

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: