Tarcísio vai lançar comitê e conselho para mudanças climáticas em SP

O governador de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas, fará nesta semana dois gestos com potencial de gerar atrito com o bolsonarismo, particularmente entre os mais estridentes negacionistas das mudanças climáticas. Na esteira do desastre causado pelas inundações no Rio Grande do Sul, Tarcísio vai lançar na próxima quarta-feira (5/6) um comitê e um conselho sobre mudanças climáticas no estado.

O Comitê Gestor da política estadual de mudanças climáticas, criado em um decreto publicado no último dia 29 de maio, vai mirar reduzir emissões de gases de efeito estufa e medidas para preparar cidades paulistas contra desastres. O governador vai formalizar a instauração do colegiado na quarta, Dia Mundial do Meio Ambiente.

O comitê vai reunir representantes das secretarias da Casa Civil; Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística; Ciência, Tecnologia e Inovação; Desenvolvimento Urbano e Habitação; Agricultura e Abastecimento; Transportes Metropolitanos; Fazenda e Planejamento.

No mesmo dia, Tarcísio vai anunciar a criação do Conselho Estadual de Mudanças Climáticas, que vai acompanhar a implementação da estratégia de São Paulo para o clima.

O conselho terá 18 membros não remunerados, dos quais seis representantes do governo, seis dos municípios e seis da sociedade civil – estes últimos incluirão representantes de universidades estaduais, da Fiesp e de uma organização socioambiental com atuação na área, a ser escolhida em um edital.

As diretrizes desse conselho vão orientar prefeituras sobre prioridades na elaboração e implementação de planos, ações emergenciais e obras de infraestrutura nessa seara. A Defesa Civil paulista poderá participar das reuniões do conselho e do comitê como convidada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.