TCE condena Afonso Lemos pela gestão em Macau e o filho prefeito Tulio esforça-se para alcançar o mesmo

Imagem relacionada

O prefeito do município de Macau, Túlio Lemos, tem proporcionado a população macauense o verdadeiro sabor do fel, com sua negligência na saúde, educação e segurança deixando a cidade aos urubus.

Túlio Lemos, que foi eleito com 9.115 votos, não é capaz de honrar os macauenses que acreditaram em seu discurso, e está descumprindo tudo que disse em palanque quando prometeu cuidar da cidade.

Seu pai o ex-prefeito, Afonso Lemos, foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a pagar um pouco mais de 13 milhões em decorrência de problemas que aconteceu em sua gestão, e Túlio parece esforça-se para alcançar mesmo objetivo.

O desastre politico é hereditário, passando de pai para filho, e não vai demorar até se colher o que se está plantando, haja vista, que Túlio Lemos já está na mira do Ministério Público, pois o prefeito escancaradamente e debochando da população que acreditou nele, vai gastar no ano de 2019 – ANO ANTES DA ELEIÇÃO – um pouco mais de 11 mil por dia de combustível e cerca de R$ 900,00 diário para fornecimento de água mineral.

Não é preciso ser um grande administrador para entender que os gastos são absurdos e, infelizmente, quem leva a culpa é a população macauense que amarga ter votado no desastre político que é a família Lemos em sua gestão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: