Tê perdoa Elisângela de acusação de agressão psicológica contra mulher vereadora em Assú

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno
Elisangela, é integrante a tropa de choque do prefeito Gustavo e do seu irmão, deputado George Soares

O presidente da Câmara de Vereadores do Assú Francisco de Assis Souto, vulgo Tê, ficou satisfeito com a proposta do velho cacique e ex-prefeito Ronaldo Soares e pastor da Assembléia de Deus Alfredo Nascimento, de acabar com o grupo de suplentes de vereadores que trabalham para fundar um novo partido forte e sem dono na cidade, além de forçá-los a se filiarem ao Solidariedade, partido que comanda a nível municipal.

Com a manobra, o presidente do legislativo Tê ficou de esquecer e perdoar a vereadora Elisângela Albano, do PP, que acusou de agressão psicológica contra uma mulher vereadora do Assu, levando-a a chorar em plenário. Aliada do prefeito Gustavo Soares e do deputado estadual George Soares, não revelou o nome da vereadora que sofreu essa agressão de Tê.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: