fbpx

Tentativa de golpe contra o Ministério Público na CCJ da Câmara

Deputados do Centrão e da esquerda tentaram votar hoje, numa sessão da CCJ da Câmara, a admissibilidade de uma proposta de emenda à Constituição que muda a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, para incluir ministros do STF e do STJ no órgão.

O texto, do petista Paulo Teixeira, prevê que seja nomeado um corregedor de fora do Ministério Público.

Deputados do Novo tentaram retirar o tema da pauta, mas foram vencidos. Após obstrução de mais de 3 horas, Bia Kicis suspendeu a sessão sem votação da proposta.

A presidente da CCJ remarcou a votação para a sexta-feira (30).

Pelo Twitter, Deltan Dallagnol, alvo de vários processos disciplinares no CNMP, alertou para o risco de perseguição de procuradores por políticos que se opõem à Lava Jato, caso a proposta seja aprovada.

“A PEC aumenta a ingerência política no controle sobre o Ministério Público, afetando a independência do trabalho, especialmente em investigações e processos por corrupção política que envolvem poderosos”, afirmou.
O antagonista

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: