Toffoli nega pedido de Witzel para suspender afastamento

Toffoli nega pedido de Witzel para suspender afastamento

Dias Toffoli negou o pedido de Wilson Witzel para derrubar a decisão do STJ que o afastou do cargo de governador.

“Sempre reputei pertinente, na esteira da jurisprudência editada por esta Suprema Corte a respeito do tema, a possibilidade de decretação e mesmo de prorrogação de afastamentos
desse tipo”, afirmou o ministro na decisão.

O pedido foi apresentado pela defesa logo após a decisão monocrática do ministro Benedito Gonçalves, no último dia 28 de agosto, que determinou a medida.

Na semana passada, por 14 votos a 1, a Corte Especial do STJ referendou o afastamento.

Witzel foi acusado de corrupção e lavagem de dinheiro por R$ 554 mil recebidos pelo escritório da primeira-dama, Helena Witzel, de empresas contratadas pelo estado.

Os ministros do STJ mantiveram o afastamento ao considerar que as investigações ainda estão em andamento.

O antagonista

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: