fbpx

TRE/RN deve votar e afastar em breve o prefeito cassado Gustavo e a vice Fabielle após parecer favorável da Procuradoria Regional Eleitoral


E o bafafá na cidade do Assú ainda continua a todo vapor, porque o trâmite de cassação completou hoje mais uma etapa importante, que foi a emissão do parecer da Procuradoria Regional Eleitoral favorável ao afastamento imediato do prefeito cassado Gustavo Soares e sua vice Fabielle Bezerra.

Em resumo, o parecer que teve 25 páginas, teve a  manifestação pela rejeição de todas as matérias suscitadas tanto por Gustavo, Fabielle e os outros envolvidos, uma delas era pedindo a nulidade dos procedimentos administrativos criminais instaurados e conduzidos pelo Ministério Publico Eleitoral, e a Procuradoria entendeu que as provas obtidas naqueles procedimentos bem como as derivadas deles são hígidas e hábeis produzir efeitos, inclusive as ações de investigação Judicial Eleitoral em referência.

Em linguagem popular, as provas obtidas são válidas e não houve nenhum ato ilícito que desabonasse essas provas.

O procurador ainda afirmou que foram produzidas provas contundentes e coesas, e que os autos demonstraram com toda a certeza que houve a cooptação ilicitamente votos em favor de GUSTAVO SOARES, mediante oferecimento e entrega de dinheiro como forma de viabilizar a eleição.

“Não é demais pontuar, finalmente, que o esquema ilícito de cooptação de votos liderado por GUSTAVO MONTENEGRO SOARES surtiu o efeito por ele esperado e foi decisivo para os destinos das eleição majoritária no Município de Assu/RN em 2020, uma vez que a chapa por ele encabeçada venceu o pleito com uma diferença de apenas 5 votos em relação ao seu adversário, evidenciando que o pleito foi maculado pela compra de votos”.

Dessa forma, o procurador manifestou – se pelo imediato afastamento de Gustavo e Fabielle e a convocação de novas eleições.

Após esse parecer, o pleno do TRE/RN julgará essa questão, se confirma ou não a cassação, mas como já houve esse parecer favorável e com situações que evidenciam a compra de voto, não será dificil o pleno julgar favorável e ai sim, deve ser emitido em breve o afastamento oficial da chapa cassada na última eleição em Assú, e em seguida, convocada novas eleições para prefeito e vice.

Então para quem achava que a justiça não chega, se enganou, porque pela primeira vez, a cidade do Assú terá novas eleições por compra de voto, mostrando que não vale a pena vencer a qualquer custo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: