TV e Rádio Assembleia recebem premiação como vencedores do “Natal sem igual”

Aconteceu ontem (20) a noite de premiação do “Natal sem igual”, iniciativa que enaltece os melhores conteúdos jornalísticos sobre o patrimônio histórico e arquitetônico da cidade nas categorias texto, áudio e vídeo. A solenidade ocorreu no salão nobre do Teatro Alberto Maranhão, consagrando a TV e a Rádio Assembleia vencedoras nas categorias vídeo e áudio, respectivamente.

Matheus Magalhães, Cristiane Rodrigues, Cristiano Bezerra e Edson Alves, da TV Assembleia RN, foram os premiados em vídeo, com o mini documentário “Nos passos de Cascudo”. Na categoria áudio, Rita Machado, Bárbara Freire, Cleidi Vila Nova e Carol Reis, da Rádio Assembleia RN, ficaram em primeiro lugar com o podcast “Cenários da Arte Potiguar”. O deputado Ubaldo Fernandes (PSDB) esteve presente e entregou o prêmio da categoria vídeo, assim como a deputada Divaneide Basílio (PT) que entregou a premiação da categoria Rádio.

Cada uma das categorias também teve uma menção honrosa. E a TV foi novamente premiada na categoria vídeo com “O caminho de beber água – a história da primeira rua de Natal”, com a equipe formada por Cláudia Angélica, Rosa Medeiros, Nyander Rodrigues, Jefferson Hallyday, Cristiano Bezerra e J. Gonçalves.

Nas demais categorias premiadas, as jornalistas Mirella Lopes e Isabela Santos, da Agência Saiba Mais, ganharam na categoria texto, com a matéria “Do bonde ao busão: memória e caminhos para a Rua João Pessoa”; Jaqueilton Gomes e Rafael Araújo, do Novo Notícias, por “A ‘Estrada Velha’ que levou Natal da Guerra ao desenvolvimento” (texto); Ícaro Carvalho, da Jovem Pan News Natal, por “Mais uma por favor: bares fomentam cultura e arte no Centro Histórico de Natal” (áudio). Além de troféu e certificados, os seis conteúdos destacados são premiados em dinheiro.

“Natal sem igual” é organizado pelo jornalista Octávio Santiago, em parceria com a Viva Promoções, e integra a programação do Festival Histórico do Natal. A iniciativa é viabilizada pelas leis Câmara Cascudo e Djalma Maranhão.

Em 2023, o prêmio teve como tema “Os caminhos da cidade”, com foco nas avenidas, ruas, becos e vielas que ajudam a contar a história da capital potiguar. A comissão julgadora foi formada pelos jornalistas Flávia Urbano, Alice Lima e Gustavo Sobral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.