UFRN recebe recursos para combate à Covid-19

Com o objetivo de fortalecer as medidas de combate à Covid-19 no estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) solicitou ao Ministério da Educação (MEC) crédito extraordinário para o enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional Decorrente do Coronavírus. A instituição de ensino foi contemplada com R$18.122.734, que serão aplicados na compra de testes da Covid-19.

O reitor José Daniel Diniz Melo enviou ofício ao MEC solicitando a verba, que será utilizada na compra de insumos para testes do novo coronavírus, além de equipamentos de proteção individual (EPIs). “Com esses recursos, esperamos poder adquirir materiais para mais de 100 mil testes da Covid-19 que serão realizados na UFRN. A testagem em grande volume pode salvar vidas e permitir a adoção de medidas que quebrem a cadeia de transmissão. O próximo desafio é conseguir adquirir os materiais para os testes e EPIs, que dependem de disponibilidade dos fornecedores”.

A força-tarefa da UFRN para o enfrentamento do novo coronavírus iniciou os trabalhos aumentando a capacidade do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen), no dia 19 de março, realizando exames de outros vírus causadores de doenças circulantes no estado – dengue, chikungunya, influenza, H1N1- e, mais recentemente, começou a realizar diagnóstico da Covid-19, com a participação do Centro de Ciências da Saúde (CCS-UFRN), do Centro de Biociências (CB-UFRN) e do Instituto de Medicina Tropical (IMT-UFRN).

Com a aquisição de mais de 100 mil testes, a diretora do IMT-UFRN, Selma Jerônimo, avalia que a capacidade de diagnóstico no estado vai crescer bastante. “Com a compra desses novos testes, vamos ajudar nos exames dos profissionais do estado que atuam em serviços essenciais, como saúde e segurança”, para a cientista será possível ainda ampliar os resultados em vários municípios do RN, fornecendo um diagnóstico mais rápido e, consequentemente, evitando que as pessoas infectadas circulem propagando o vírus.

Quantidade de testes

A UFRN adquiriu com recurso próprio 3 mil testes e, nos próximos dias, estarão disponíveis mais 10 mil testes doados à instituição de ensino. Nessa perspectiva, de 26 de março a 4 de abril, já foram realizados, no IMT, um total de 913 testes da Covid-19, sendo 738 negativos e 175 positivos para o vírus, o que representa 80.8% e 19.2%, respectivamente.

Crédito extraordinário

O MEC destinou recurso específico para o combate à pandemia do novo coronavírus, por meio da Medida Provisória 942, publicada na última quinta-feira, 2 de abril, no Diário Oficial da União (DOU). O documento autorizou o repasse direto de R$ 127,8 milhões para 32 instituições de ensino, como universidades e institutos federais, além de hospitais universitários.

Entre as universidades federais contempladas, as que receberam maior verba extraordinária de combate à Covid-19 foram a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com R$ 21.547.648, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com R$ 20.781.964, e a UFRN, que recebeu R$18.122.734.

Para o secretário de Educação Superior do MEC, “as universidades têm o conhecimento técnico e o governo viabilizou os recursos para estudos e outras ações. Na prática, com esses repasses as instituições federais de ensino superior poderão atuar de forma mais direta no enfrentamento dessa pandemia”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: