fbpx

Valderedo e sua “trupe” tentam tumultuar ação por abuso de poder e Justiça nega todos os pedidos

No claro intuito de tentar tumultuar o processo que circula na comarca de Assú, os investigados na Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE, formulada pelo representante do Ministério Público Eleitoral contra o prefeito de Ipanguaçu VALDEREDO BERTOLDO DO NASCIMENTO, sua vice MARA CARMELITA PESSOA LOPES E LOPES, e sua “trupe” PEDRO JANILDO SOUZA DE ARAÚJO JUNIOR, YURI FELDMAN CABRAL DA SILVA, LEANDRO FERREIRA TOMÉ, JOSÉ NETO COSTA e FRANCINALDO GONZAGA BENTO, por abuso de poder econômico e político, entraram com pedidos aleatórios e ações diferentes com intenção de tumultuar e confundir a justiça.

O “dono” do patrimônio público, o Prefeito Valderedo Bertoldo, como é conhecido pelo MP, por fazer o que quer com o dinheiro público, e desafiar todos os órgãos fiscalizadores, parece que se deu mal, pois a Justiça negou todos os pedidos solicitados por ele e sua trupe para tumultuar essa ação, e assim, tentarem ganhar tempo ao que já está fadado a ser perdido.

O prefeito Valderedo e sua vice Carmelita já estão à base do rivotril para dormir, pois a cada dia o cerco está se fechando e chegando mais próximo da cassação da chapa. As provas apresentadas são robustas, e, muito provavelmente, serão mais do que suficientes para cassa-los e deixa-los inelegíveis.

O povo de Ipanguaçu aguarda ansioso pelo dia em que o prefeito vai pagar pelos seus malfeitos, para com isso pode respirar novamente os ares de uma cidade limpa e honesta.

Você pode acessar a decisão aqui.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: