Vereadores defendem legalizar contratação de empresas sem licitação pública na Prefeitura do Assu

Tê combina com Ronaldo, o pastor e João Paulo, contratação de empresas sem licitação para beneficiar amigos

O vereador do Solidariedade João Paulo, sem consultar a constitucionalidade ou não de uma lei para contratar sem licitação empresas de irmãos de vereadores pelo município do Assu, está querendo encaminhar para apreciação e votação do legislativo assuense, um projeto de lei para aprovação da Câmara de Vereadores do Assu que pretende legaliza a contratação de empresas de irmãos, esposas e outros dos edis, para prestação de serviços de coleta do lixo, transporte escolar e outros da administração municipal, sem se submeter a licitação pública.

O vereador João Paulo já conversou com inclusive com o seu colega do Solidariedade e presidente da Câmara de Vereadores Francisco de Assis, vulgo Tê, para trabalhar pela aprovação do projeto que já conta inclusive com o aval do vereador Paulinho de Marlene que também tem empresa de um irmão prestando serviços milionários a Prefeitura do Assu.

O pior nessa história, é que o vereador João Paulo, responde a processo por peculato e improbidade na Comarca do Assu acusado pelo Ministério Público, de integrar a famosa quadrilha dos gafanhotos que roubou mais de R$ 1 milhão dos cofres públicos na época do ex-prefeito Jacaré, pai dos dois perigosos jacarezinhos: Gustavo e George Soares.

No governo do atual prefeito Gustavo Soares, os exemplos de contratações de empresas de apadrinhados políticos e de empresas de irmãos de vereadores governistas pela Prefeitura do Assu, deixa a sensação de que em Assu, a contratação sem licitação está liberada por lei, já que os 15 vereadores não acionam o Ministério Público para coibir os flagrantes abusos nas barbas dos dois poderes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: