Waldir Maranhão deixa PP e se filia ao nanico PT do B

Waldir Maranhão (PP-MA)

O deputado Waldir Maranhão (MA) deixou o PP e se filiou nesta semana ao PT do B, partido nanico que oficialmente também integra a base aliada do presidente Michel Temer. O parlamentar assinou a ficha de filiação à nova sigla na última terça-feira, 8. Ele entrou no partido com a promessa de ter a legenda para disputar uma das duas vagas do Senado pelo Maranhão nas eleições de 2018.

Maranhão ficou conhecido nacionalmente após anular a sessão de votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2015, quando estava interinamente como presidente da Casa, em razão do afastamento do então presidente da Casa, o hoje ex-deputado preso Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Em entrevista ao Broadcast Político em janeiro deste ano, ele admitiu que o ato foi um “equívoco”. 

Investigado pela Operação Lava Jato, o deputado do PTdo B quer disputar o Senado na chapa do atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que tentará reeleição. A vaga teria sido prometida por Dino em troca do voto do parlamentar contra o impeachment de Dilma Rousseff. Ele deve ter entre os adversários a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e o senador João Alberto (PMDB), que tentará reeleição.

Na sessão da Câmara do último dia 2 de agosto deste ano, Waldir Maranhão votou a favor do prosseguimento da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer. Ele foi um dos sete deputados do PP que votaram contra Temer. Outros 37 parlamentares da sigla votaram para barrar a denúncia e dois se ausentaram.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: