‘Precisamos de 320 votos para votar a reforma da Previdência, e terei’, diz Temer

Ao completar nesta sexta-feira um ano no poder, após a saída temporária de Dilma Rousseff do Planalto quando o Senado abriu o processo de impeachment, Michel Temer faz um balanço positivo de sua gestão, destacando as reformas que vêm sendo implementadas e a melhora na perspectiva econômica.

Em entrevista exclusiva ao GLOBO, o presidente diz não se incomodar com seus 9% de aprovação popular, embora faça questão de ressaltar que ela aumentará, e afirma que a oposição a suas iniciativas no Congresso tem como fundo questões de natureza política, e não de conteúdo.

Temer admite que o governo ainda não tem garantidos os 308 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência no plenário da Câmara, mas se mostra confiante de que nas próximas semanas chegará ao patamar de 320 votos necessários para ter margem de segurança na votação.

Leia mais

Ligações clandestinas lançam esgoto no mangue, às margens do Rio Potengi

Ligações de esgotamento clandestino que desaguam às margens do Rio Potengi, em São Gonçalo do Amarante, estão causando sérios problemas ambientais e prejuízos aos pescadores e marisqueiras da região.

A constatação do crime ambiental foi feita pelo advogado Alisson Taveira e pela presidente da Colônia de Pescadores de Natal, Rosângela Silva, ambos filiados à Rede Sustentabilidade. Nesta terça-feira (09), eles visitaram o Porto dos Canoeiros, localizada em área de mangue às margens do Rio Potengi, e, ao lado de moradores da comunidade de Barreiros puderam comprovar o problema.

Leia mais

Luis da Funerária tira ou bota a Prefeitura do Assú no buraco?

Depois que o Blog do VT elogiou a competência do secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura do Assú, Luiz Carlos Gonçalves de Oliveira, dono de uma funerária na cidade, revelando inclusive que o prefeito Gustavo Soares aposta que ele irá a Prefeitura do buraco, recebo dos leitores questionamentos pertinentes.

Eles alegam que Luis da Funerária é especialista em levar as pessoas para o buraco. Eles falam que o prefeito Gustavo Soares escolheu Luis para cuidar dos preparativos da morte e do sepultamento da cidade. Agora fica a dúvida, Luis vai tirar ou botar o município no buraco?

Pois diga!!!

‘Jogar a culpa na esposa falecida é inaceitável’, diz Alckmin sobre Lula

Alckmin disse que 'ninguém está acima da lei' e que é preciso confiar na Justiça, ao falar de Lula

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou nesta quinta-feira (11) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por ter atribuído à ex-primeira dama Marisa Letícia, morta em fevereiro, as decisões sobre o imóvel em Guarujá (SP).

“Ter jogado a culpa na esposa falecida é algo inaceitável, inaceitável”, disse o tucano. “Em relação ao processo todo, ninguém está acima da lei. Há uma denúncia, investiga-se, faz inquérito, apura e julga. É isso que país civilizado faz”, concluiu.

Em audiência com o juiz Sergio Moro na quarta-feira (10), Lula afirmou que, enquanto ele havia descartado a compra do apartamento, Marisa Letícia ainda refletia.

“Eu não ia ficar com o apartamento, mas a dona Marisa ainda tinha dúvida se ia ficar para fazer negócio, ou não.” Moro perguntou se ela decidiu não ficar. “Não discutiu comigo mais”, ele respondeu. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia mais

José Adécio faz discurso para lembrar morte do filho adolescente há 16 anos

O deputado estadual José Adécio (DEM) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta quinta-feira (11) para fazer um discurso que ele entendeu como “fora dos padrões da Casa”. Ele prestou uma homenagem ao filho Eduardo Otávio Costa, que morreu aos 14 anos e hoje completaria 31.

“Ele era o meu caçula e já se vão 16 anos que essa convivência física partiu”, disse José Adécio que falou sobre o “menino rebelde” que queria ser jogador de futebol, mas que se foi precocemente, provocando mudanças em sua vida. “Meu querido Dudu me fez tornar uma pessoa mais simples e mais humilde. Ele me ensinou o que eu precisava aprender”. Segundo o deputado, “o sofrimento já não existe, o que existe é a lembrança”.

Leia mais

Doria fica de fora do programa nacional do PSDB

FHC em vídeo do PSDB

Cotado para disputar a vaga do PSDB na corrida presidencial de 2018, o prefeito João Doria ficou fora do programa nacional do partido, que será veiculado às 20h desta quinta-feira, 11, em emissoras de TV e rádio de todo o País, segundo reportagem assinada por Adriana Ferraz e Erich Decat, O Estado de S.Paulo.

A cúpula nacional do PSDB optou por defender, no vídeo, a importância da prática política para a democracia, na contramão do discurso adotado por Doria, do “não político” e do “gestor”. Em função dessa escolha, não apenas o prefeito da capital, mas também o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, não ganhou espaço.

Leia mais

Fachin manda investigação sobre campanhas de Dilma e Lula a Moro

Fachin

Depoimentos do casal de marqueteiros serão enviados à Justiça Federal em 5 Estados, além de cortes superiores

Breno Pires, Rafael Moraes Moura, Beatriz Bullla e Fábio Fabrini, O Estado de S.Paulo

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o envio de trechos das delações de João Santana e Mônica Moura que tratam do uso de caixa 2 nas campanhas presidenciais de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006, e de Dilma Rousseff, em 2010 e 2014, ao juiz federal Sérgio Moro.

Além da Justiça Federal no Paraná – que receberá metade –, os pedidos de investigação feitos pela Procuradoria-Geral da República serão enviados a outros quatro Estados e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Alguns casos ficarão com no próprio Supremo.

Sem contar os estrangeiros, 16 políticos brasileiros são citados em 21 petições – a 22.ª não teve o conteúdo divulgado.

A Justiça Federal no Rio Grande do Norte, Sergipe, Mato Grosso do Sul e São Paulo receberão um caso cada uma. 

Leia mais

Petrobras diz que não há evidências de que Bendine cometeu irregularidades

BRASÍLIA, DF, BRASIL, 14.10.2015. O presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine, depõe na CPI da Petrobrás sobre o escândalo de corrupção na empresa.(FOTO Alan Marques/ Folhapress) PODER

O diretor de governança da Petrobras, João Elek, afirmou nesta quinta (11) que não há evidências de que o ex-presidente da companhia, Aldemir Bendine, tenha cometido irregularidades durante sua gestão.

Bendine foi citado em delações de executivos da Odebrecht, que o acusam de pedir vantagens indevidas de empresas do grupo entre 2014 e 2015.

“Não temos nenhuma evidência de que isso tenha qualquer tipo de relação com as atividades que ele exerceu aqui dentro”, disse Elek, em entrevista para detalhar o balanço da companhia.

Segundo ele, a companhia avaliou o caso após as denúncias e “nada se comprovou”. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia mais

Sessão temática em Plenário mostra divisão sobre reforma trabalhista

O Plenário do Senado discutiu nesta quinta-feira (11) o projeto de reforma trabalhista encaminhado pelo governo (PLC 38/2017)ao Congresso Nacional. Os senadores ouviram e questionaram seis especialistas convidados, que manifestaram opiniões fortes e divididas.

Os convidados favoráveis afirmaram que a reforma tem o mérito de reconhecer e enfrentar a forma “ultrapassada” da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e de promover “mais segurança jurídica” ao fortalecer as negociações coletivas entre trabalhadores e empregadores.

Por sua vez, os convidados contrários à proposta disseram que ela contém “equívocos impressionantes” que enfraquecem a posição dos trabalhadores frente aos patrões. Para eles, a reforma representa um “atalho” para, gradualmente, reduzir as garantias e proteções que a legislação atual dá aos trabalhadores.

A sessão temática de debates foi promovida pelas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e Assuntos Sociais (CAS), duas das responsáveis por emitir parecer sobre o projeto  Uma nova discussão em Plenário ocorrerá na próxima terça-feira (16), as 11h.

%d blogueiros gostam disto: