Ivan Júnior adia anúncio de apoio a Fátima Bezerra do PT

O ex-prefeito do Assú Ivan Júnior, do PSD, que obteve mais de 23 mil votos na disputa por uma vaga na Assembléia Legislativa do RN e ficou de anunciar hoje, o seu apoio a candidatura de Fátima Bezerra, do PT, contra o candidato a governador Carlos Alves (PDT), agora no segundo turno, adiou a sua decisão sem data definida.

Comenta-se nos bastidores que o líder da oligarquia dos Soares e deputado George Soares, que faz jogo duplo e do faz de conta de apoio a Fátima Bezerra e conta com o apoio da senadora Zenaide Maia (PHS), teriam vetado o apoio do ex-prefeito a pedido do vice-presidente do PR e irmão do prefeito do Assú Gustavo Soares que ameaçam romper com o PT.

O deputado George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, liberaram a vice-prefeita do Assú Sandra Alves, do MDB e diversos secretários ligados ao senador derrotado Garibaldi Alves, para apoiar o candidato a governador Carlos Alves, sem romper ou demitir o pessoal do MDB do Assú.

Marinha abre concurso para 09 vagas temporárias no RN

Comando do 3º Distrito Naval da Marinha, em Natal — Foto: Marinha do Brasil/Divulgação

A Marinha do Brasil abriu processo seletivo para oficiais temporários do Comando do 3º Distrito Naval. Ao todo, são oferecidas 29 vagas para ensino superior distribuídas pelos estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. No RN, os aprovados para nove vagas serão lotados em Natal.

O salário bruto inicial é de cerca de R$ 11 mil, com gratificações inclusas. O Serviço Militar Voluntário de Oficiais (SMV-OF) tem um vínculo que pode durar até oito anos, sem a possibilidade de estabilidade.

Os candidatos interessados – homens e mulheres maiores de 18 anos no dia 31 de dezembro de 2019 – devem efetuar inscrição no site da Marinha do Brasil e escolher a opção “Serviço Militar Voluntário”. As inscrições custam R$ 127 e seguem abertas até 31 de outubro.

Veja a distribuição de vagas no RN:

  • Nutrição (2)
  • Enfermagem (1)
  • Fisioterapia (1)
  • Comunicação Social – Jornalismo (1)
  • Psicologia (1)
  • Engenharia Ambiental (1)
  • Engenharia de Telecomunicações (1)
  • Engenharia de Produção (1)

A CENTRAL VEM AÍ: Prefeito Tulio Lemos se reúne com Vagner Aráujo e define conclusão da obra

O prefeito Tulio Lemos, cumprindo agenda na capital do estado, esteve hoje na sede da SETHAS e em reunião conversou com o Secretário da pasta Vagner Araújo sobre as obras da Central do Cidadão, da Maternidade José Varela e da implantação do programa social Café Cidadão na cidade de Macau.

Na reunião foram debatidos os direcionamentos e prazos para finalização das obras que segundo o Prefeito Tulio Lemos “precisam ser finalizadas o quanto antes, tendo em vista a imprescindibilidade dos serviços em Macau e região”; Vagner Araújo, sensibilizado com o apelo do Prefeito, expôs na mesa todas as particularidades da obra e o deu boas notícias:

Segundo Vagner, a conclusão da obra e o início dos serviços da Central do Cidadão deverão “Ser realizados até a metade de dezembro; Macau iniciará 2019 fazendo uso de uma das mais modernas centrais do cidadão do estado”.

Leia maisA CENTRAL VEM AÍ: Prefeito Tulio Lemos se reúne com Vagner Aráujo e define conclusão da obra

Bolsonaro coloca críticas de Cid Gomes ao PT em programa eleitoral

O ex-governador do Ceará Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, que fez críticas ao PT

O programa do candidato Jair Bolsonaro (PSL) que vai ao ar na noite desta terça-feira (16) vai explorar a fala de Cid Gomes, irmão do candidato derrotado Ciro Gomes (PDT).

“Cid Gomes, irmão de Ciro Gomes, fala a verdade que o PT não aceita”, diz o locutor na abertura do programa, exibindo em seguida o filme em que o pedetista faz uma saraivada de críticas ao partido de Lula.

As imagens mostram Cid discursando em um evento em que supostamente apoiaria a candidatura de Fernando Haddad à Presidência: “Tem que pedir desculpas, tem que ter humildade, tem que ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira”, disparou ele logo no começo de seu discurso.

As imagens que serão veiculadas por Bolsonaro mostram ainda a cena em que, diante da reação negativa da plateia, Cid insiste: “É assim? Pois tu vai perder a eleição. Não admitir os erros que cometeram, isso é para perder a eleição e é bem feito. É bem feito perder a eleição”.

“Vão perder feio, porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram donos de um país e o Brasil não aceita ter dono, é um país democrático”, diz o irmão de Ciro Gomes. Folha de São Paulo

Prefeito de Natal tem 30 dias para realizar obras de acessibilidade na UPA Pajuçara

Resultado de imagem para prefeito alvaro dias

O prefeito de Natal Álvaro Dias, do MDB, tem o prazo de 30 dias para providenciar a reforma integral da Unidade de Pronto Atendimento Pajuçara, localizada na Zona Norte da Capital, tornando-a acessível às pessoas portadoras de necessidades especiais e mobilidade reduzida. A determinação é da juíza Ana Cláudia Secundo da Luz e Lemos, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Natal.

A magistrada que fixou, ainda em sua decisão judicial, uma multa contra o Secretário Municipal de Saúde para o caso de não cumprimento da medida no prazo assinado, no valor de R$ 5 mil, por ato atentatório ao exercício da jurisdição.

O Ministério Público buscou o Poder Judiciário para que o Estado do Rio Grande do Norte fosse obrigado a promover a reforma da Unidade de Pronto Atendimento de Pajuçara, tornando-a acessível às pessoas portadoras de necessidades especiais e mobilidade reduzida, compromisso este que assumiu no Termo de Ajuste de Conduta (TAC) anexado à ação judicial.

Afirmou que a validade do pacto foi confirmado, nos termos de sentença proferida pela Justiça, havendo o Município informado o cumprimento da obrigação. O Ministério Público apresentou laudo de vistoria pelo qual aponta a persistência de irregularidades no edifício onde funciona a UPA Pajuçara.

Leia maisPrefeito de Natal tem 30 dias para realizar obras de acessibilidade na UPA Pajuçara

Prefeitos vão cobrar ressarcimento de verba a ex-gestores de São Gonçalo do Amarante e Florânia

Dívidas são resultado de decisões do Tribunal de Contas do Estado

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio das Promotorias de Justiça das comarcas de São Gonçalo do Amarante  e Florânia, expediu recomendações para que os atuais prefeitos: 
PAULO EMÍDIO DE MEDEIROS e a prefeita de Florânia MÁRCIA REJANE GUEDES CUNHA NOBRE, promovam a execução judicial das condenações de dano ao erário e multas imputadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) a ex-gestores municipais.

Em São Gonçalo do Amarante, o ex-presidente da Câmara Municipal foi condenado pela Corte de Contas a ressarcir o montante de R$ 21.575,64 pelo pagamento de subsídio a maior ao presidente do Poder Legislativo municipal, bem como ao pagamento de multas no valor total de R$ 34.956,88, além de multa de 10% do valor atualizado do débito.  

Já o ex-prefeito de Florânia foi condenado pelo TCE/RN por ter executado despesas não comprovadas e pagamentos indevidos de encargos moratórios, a restituir ao erário a quantia de R$ 4.524,00. 

Os atuais Prefeitos de São Gonçalo do Amarante e de Florânia devem informar o MPRN sobre as providências adotadas para a execução das decisões do TCE. Para visualizar as recomendações ministeriais, clique aqui.

Ministério Público diz que frota de transporte escolar de Extremoz é inapta

Vistoria realizada pelo Detran/RN apontou que dos 15 veículos existentes na cidade, 14 foram considerados inaptos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou ao prefeito Joaz Oliveira e ao secretário municipal de Educação de Extremoz que promovam, em 30 dias, a adequação de toda a frota de transporte escolar, própria ou contratada. O objetivo é cobrar do poder público o atendimento aos requisitos mínimos estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e por uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Nas vistorias realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RN) no primeiro semestre de 2018, o município de Extremoz apresentou 15 veículos, sendo 14 considerados inaptos à prestação do serviço de transporte de estudantes. Também foi identificado que um motorista não possui o curso específico para a condução de escolares.

As medidas recomendadas pelo MPRN são a garantida de adimplemento dos contratos, mediante a comprovação da adequação dos veículos pelos responsáveis, e a adoção de todas as providências necessárias para a realização do curso específico para os profissionais que prestam a atividade de transporte escolar no município, mas que ainda não possuem a capacitação necessária. 

A Promotoria de Justiça de Extremoz estipulou o prazo de 15 dias para que sejam encaminhadas informações ao Ministério Público acerca das providências iniciais adotadas em cumprimento à recomendação.

PF combate ação de facção criminosa que traficava drogas no RN

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (16/10) a Operação Narco Trucks, objetivando desbaratar um grupo criminoso dedicado ao tráfico de entorpecentes e à lavagem de capitais no Rio Grande do Norte.

Cerca de 90 policiais federais cumpriram, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da PM/RN, nas cidades de Natal, São José de Mipibu, Tibau do Sul, Parnamirim, Macaíba, Brejinho e Baía Formosa, 20 mandados judiciais de busca e apreensão e 13 mandados de prisão preventiva, além de medidas de sequestro de bens e bloqueios de contas dos suspeitos.

As investigações tiveram início em 2017, quando a Polícia Federal apreendeu na zona rural de Macaíba/RN, Região Metropolitana de Natal, aproximadamente 30 kg de cocaína, além de rascunhos e documentos da contabilidade de traficantes detidos naquela ocasião.

Leia maisPF combate ação de facção criminosa que traficava drogas no RN

Rosalba tem 30 dias para exonerar servidora por acúmulo ilegal de cargos em Mossoró

Resultado de imagem para prefeita rosalba ciarlini

Prefeita Rosalba Ciarlini tem 30 dias para cumprir recomendação ministerial

A 11ª Promotoria de Justiça de Mossoró, com atribuição na defesa do patrimônio público, expediu recomendação para que a prefeita Rosalba Ciarlini  exonere uma servidora pública por acúmulo ilegal de cargos. Caso a exoneração não seja efetuada em no máximo 30 dias, o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) adotará as medidas legais necessárias a fim de assegurar a sua implementação, inclusive por meio de ajuizamento da ação civil pública de responsabilização pela prática do ato de improbidade administrativa em face dos gestores responsáveis pelos atos supostamente nulos.

A situação foi objeto de inquérito civil, por meio do qual foi investigado o acúmulo ilegal de cargos e remunerações pela servidora. Conforme dados fornecidos pela Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, a servidora pública exercia o cargo de Técnico de Nível Médio de 40 horas semanais e cumulativamente, o cargo de agente administrativo, no município de Mossoró, de 30 horas semanais. 

Na recomendação, a Promotoria de Justiça destaca que tal irregularidade “levaria a servidora pública a cumprir o dever funcional de prestar 70 horas semanais de serviço, o que resultaria em 14 horas diárias de serviço prestado de segunda a sexta-feira, fato que não se compatibilizava nem com a Constituição Federal nem com ao Estatuto dos Servidores Públicos Estaduais, segundo o qual a carga horária máxima deve ser de sessenta horas semanais nos casos de acumulação legal de cargos públicos”.

MDB perdeu feio para o PT no primeiro turno em Assú

Petistas do Assú não integram a base governista da oligarquia dos Soares

Na campanha eleitoral para senador em 2014, Fátima Bezerra com o apoio do seu parceiro político e administrativo, então prefeito do Assú Ivan Júnior, obteve um total de 19.674 votos. Na época, George Soares apoiou a candidatura de Wilma de Faria (in memorian) que conseguiu  7.944 votos, menos da metade da candidata petista.

Apesar do jogo duplo e do faz de conta do clã dos Soares, a mais antiga oligarquia do Assu e do Vale do Açu, a candidata do PT Fátima Bezerra, venceu com folga o candidato a governador pelo PDT, Carlos Alves, que tem o apoio da aliada política do irmão do deputado e prefeito Gustavo Soares,  a vice-prefeita Sandra Alves e secretários do governo municipal ligados ao MDB.

Fátima conseguiu 18.026 votos contra apenas  4.670 de Carlos Eduardo Alves, numa demonstração de força eleitoral do PT, que tem na sua equipe vários ex-secretários do gestor anterior Ivan Júnior, durante oito anos que ele comandou a administração em Assú. No atual governo dos Soares, o PT do Assú não tem um cargo de ASG e tem tratamento de adversário no governo do clã.

Zenaide Maia dá aval para George Soares continuar com jogo duplo com PT e MDB

Resultado de imagem para george soares e zenaide em Assu

Começa a circular com força nos bastidores da política do Assu, a explicação para justificar a divisão do grupo político liderado pelo deputado estadual George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, ambos do PR, na disputa para governador do RN entre Carlos Alves e Fátima Bezerra.

No primeiro turno, George Soares fechou acordo político com aval do senador derrotado Garibaldi Alves Filho, para mandar a vice-prefeita do Assú Sandra Alves e diversos secretários da Prefeitura do Assú, ligados ao MDB para declarar apoio ao candidato do PDT Carlos Eduardo Alves, enquanto ele e seu irmão Gustavo Soares, apoiariam a candidata do PT Fátima Bezerra.

Agora no segundo turno, o deputado do PR chegou até a ameaçar abandonar Fátima Bezerra do PT se queixando do partido em Assú, mas recebeu aval da senadora eleita Zenaide Maia, irmã do presidente estadual do PR e deputado federal João Maia, para continuar com o mesmo jogo duplo na campanha eleitoral, sem precisar romper ou punir a vice-prefeito e emedebistas aliados na cidade que apoiam o candidato da família Alves.

TSE suspende propaganda do PT que acusava Bolsonaro de votar contra lei para deficientes

Haddad Bolsonaro

O ministro Sérgio Banhos, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta segunda-feira, 15, a suspensão imediata da veiculação de uma inserção televisiva de Fernando Haddad (PT) que acusava o candidato do PSL à Presidência da República nas eleições 2018Jair Bolsonaro, de votar contra lei que protege pessoas com deficiência.

“Bolsonaro é deputado há 28 anos e votou contra os mais pobres. Votou contra os direitos dos trabalhadores. Votou contra a lei que protege as pessoas com deficiência. Votou contra os direitos das empregadas domésticas”, dizia a inserção da campanha de Haddad.

De acordo com a defesa do candidato do PSL, a verdade é que Jair Bolsonaro votou apenas contra um destaque do texto proposto, um dispositivo sobre o “respeito à especificidade, à identidade de gênero e à orientação sexual da pessoa com deficiência.” Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

Leia maisTSE suspende propaganda do PT que acusava Bolsonaro de votar contra lei para deficientes

Governo decide manter início do horário de verão em 4 de novembro

Calor em São Paulo

O governo decidiu nesta segunda-feira (15) que não vai adiar a data de início do horário de verão deste ano por causa do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). De acordo com o Palácio do Planalto, a data será mantida em 4 de novembro.

Na mesma data, estudantes de todo o país vão comparecer ao primeiro dia de provas do Enem. O segundo domingo de provas será em 11 de novembro.

É um recuo de decisão anterior do governo, já que tinha acatado pedido do Ministério da Educação para adiar em duas semanas o início, para 18 de novembro. O objetivo era evitar conflitos na realização das provas do Enem.

Agora, o Planalto optou por manter a data em 4 de novembro.

Normalmente, o programa tem início em outubro, mas já houve postergação para que a data não coincidisse com o segundo turno das eleições, no próximo dia 28. Bernardo Caram – Folha de São Paulo

Irmão de Ciro chama petistas de babacas e diz que partido merece perder

Em evento de apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT), na noite desta segunda-feira (15), o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) fez dura crítica ao PT.

Convidado a discursar, o irmão de Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa presidencial deste ano, cobrou da direção da legenda que faça um “mea culpa” dos erros que cometeu.

“Tem de fazer um mea culpa, pedir desculpa, ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira”, disse. “Não admitir os erros que cometeram é para perder a eleição. E é bem feito”, ressaltou.

Sob vaias de militantes petistas, Cid chamou de “babacas” aqueles que protestavam contra seu discurso e disse que o partido “merece perder” caso não fala uma autocrítica. Gustavo Uribe – Folha de São Paulo

Leia maisIrmão de Ciro chama petistas de babacas e diz que partido merece perder

Ibope: No 2º turno, Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%

Resultado de imagem para Ibope: No 2º turno, Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%
Candidato do PSL abre 18 pontos de vantagem desde o primeiro turno, realizado 7 de abril, aponta pesquisa

A menos de duas semanas para o segundo turno da eleição presidencial, o candidato do PSLJair Bolsonaro, tem 59% das intenções de voto, contra 41% do petista Fernando Haddad, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 15.

O cálculo considera apenas os votos válidos, ou seja, exclui os nulosbrancos e indecisos. Levando em conta o eleitorado total, Bolsonaro lidera por 52% a 37%. Há ainda 9% dispostos a anular ou votar em branco, e 2% que não souberam responder.

Bolsonaro abriu 18 pontos porcentuais de vantagem nos votos válidos desde o primeiro turno, realizado no dia 7, quando ficou à frente do principal adversário por 46% a 29%. 

Além de perguntar aos entrevistados quem é seu candidato preferido, o Ibope procurou medir o potencial de voto de cada um dos concorrentes. Após citar o nome de cada um dos candidatos, os entrevistadores perguntaram aos eleitores se votariam em cada um com certeza, se poderiam votar ou se não votariam de jeito nenhum.

Bolsonaro é o que tem mais simpatizantes convictos: 41% votariam nele com certeza, e 35% não votariam de jeito nenhum. Haddad é o que tem a maior rejeição: 47% não o escolheriam em nenhuma hipótese, e 28% manifestam certeza na escolha.

Ibope ouviu 2.506 eleitores nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. Isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo Nº BR-01112/2018. Os contratantes foram o Estado e a TV Globo

Daniel Bramatti, O Estado de S.Paulo

PT encolhe 1/3 no voto em legenda para a Câmara em 16 anos

Dida Sampaio/Estadão

PT passou a representar 1/3 menos no total dos votos em legenda para a eleição de deputado federal em 16 anos. Em 2002, quando chegou à Presidência da República, o partido representava 27,1% do total de votos depositados em partidos.

Neste ano representa 18,4% dos eleitores que optaram por votar numa sigla em vez de um candidato específico. Para a legislatura que começa em 2019, o partido recebeu 1,2 milhão de votos. Quando chegou ao poder pela primeira vez, tinha 2,3 milhões – num universo de eleitores menor.

Por outro lado, o nanico PSL, do presidenciável Jair Bolsonaro, que disputará o 2.º turno com o petista Fernando Haddad, se tornou neste ano o segundo partido com mais votos em legenda para a Câmara. Recebeu mais de 1 milhão, equivalente a 15,4% da preferência do eleitorado que vota em partidos. É uma representação muito mais expressiva do que em pleitos anteriores. Em 2002, apenas 0,5% dos votos em legenda foram depositados no PSL.

PSDB, líder dos votos em legenda para a Câmara em 2014, viu sua representação cair quase 70% em quatro anos. Neste ano, só 7,2% dos votos em legenda foram dados ao PSDB. Em 2014, representava 23,6% deste eleitorado: passou de mais de 1,9 milhão para 482,5 mil votos em 2018. Em 2002, quando começou a polarizar as eleições com o PT, recebeu 13,5% dos votos em legenda. Matheus Lara e Thiago Faria, O Estado de S.Paulo

Leia maisPT encolhe 1/3 no voto em legenda para a Câmara em 16 anos

TSE nega pedido de Haddad para suspender propaganda de Bolsonaro

Resultado de imagem para TSE nega pedido de Haddad para suspender propaganda de Bolsonaro

O ministro Luís Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu negar dois pedidos da coligação de Fernando Haddad (PT) para suspender inserções televisivas do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro. As peças publicitárias afirmam que o petista quer “desarmar a população” e o associam ao ex-ministro José Dirceu e ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

As inserções televisivas foram veiculadas na última sexta-feira (12). Para a coligação de Haddad, a propaganda de Bolsonaro procura atingir sua honra e marcar de forma negativa o projeto de governo e a trajetória do PT.

“O Haddad tem cara de bom moço, mas você parou para pensar o que o Haddad está carregando com ele?”, indaga a propaganda de Bolsonaro, que associa o petista às imagens de Dirceu e Maduro.

Na segunda peça contestada pela coligação de Haddad, a campanha de Bolsonaro diz que “Haddad quer desarmar a população”, enquanto Bolsonaro “acredita que o cidadão deve ter o direito a legítima defesa”. A inserção também afirma: “A esquerda defende a legalização da maconha e do aborto. Bolsonaro é radicalmente contra as drogas e para ele o direito a vida é sagrado”.

Para o ministro Luís Felipe Salomão, as duas propagandas de Bolsonaro veiculam conteúdo inerente “ao debate político-eleitoral e condiz com o horário gratuito, alcançado, portanto, pelo exercício legítimo da liberdade de expressão e opinião”.

“É certo que, no ambiente democrático, as diferenças aparecem por ocasião da campanha eleitoral, e mesmo que a propaganda transmita mensagens provocantes ou desagradáveis ao adversário, é forçoso reconhecer que faz parte do discurso político”, concluiu o ministro, em decisões assinadas no domingo (14). 

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

George Soares libera MDB do Assú e secretários por cargos num futuro governo de Carlos Alves

Resultado de imagem para george soares e sandra alves

O deputado estadual George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, que faz de conta apoiar a candidata a governadora do PT Fátima Bezerra, liberaram a sua aliada e vice-prefeita Sandra Alves, do MDB, além de diversos secretários para apoiar o candidato a governador pelo PDT Carlos Alves, em troca de cargos na futura estrutura do Governo do Estado no Vale do Açu.

No jogo duplo dos irmãos Soares, se Fátima do PT ganhar as eleições para governadora, eles vão exigir uma boa fatia dos cargos comissionados do Governo do Estado em Assú e demais repartições estaduais, espalhadas pelos municipios de Ipanguaçu, São Rafael, Serra do Mel, Porto do Mangue, Carnaubais, Alto do Rodrigues, Pendências e até em Macau.

PF indicia Abilio Diniz por estelionato e organização criminosa

Polícia Federal indiciou o empresário Abilio Diniz nos autos da Operação Trapaça por estelionato, organização criminosa e falsidade ideológica. Outros 42 investigados também foram indiciados. Na lista está o ex-diretor-presidente global da BRF Pedro de Faria, também suspeito por crime contra saúde pública.

A Trapaça, desdobramento da Carne Fraca, foi deflagrada em março deste ano. A operação tinha como alvo um esquema de fraudes descoberto na empresa BRF, gigante do setor de carnes e processados.

No relatório de 405 páginas o delegado Mauricio Moscardi, da Polícia Federal em Curitiba, afirma que, a partir da análise de conversas por mensagens de e-mails e Whatsapp, ‘concluiu-se que a prática das condutas delitivas não se restringia ao círculo das equipes técnica e gerencial das fábricas da BRF’. Julia Affonso, Fausto Macedo e Ricardo Brandt – O Estado de São Paulo

Leia maisPF indicia Abilio Diniz por estelionato e organização criminosa

Juízes do STJ desistem de viagem a Portugal que seria bancada por empresas

O ministro Humberto Martins, do STJ
Ministro Humberto Martins citou compromissos na Corregedoria Nacional de Justiça durante a semana

Principais conferencistas brasileiros de um seminário em Portugal, os ministros Humberto Martins e Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça, retiraram seus nomes do programa às vésperas do evento, que começa nesta segunda-feira (15).

A desistência foi confirmada depois que a Folha questionou as despesas da viagem, que seriam pagas por escritórios de advocacia e empresas privadas.

Martins e Andrighi abririam os trabalhos do “1º Congresso Luso-Brasileiro do Direito de Insolvência”, a realizar-se na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, de 15 a 17 deste mês.

O congresso é promovido pelo Instituto Brasileiro de Administração Judicial (Ibajud), uma associação civil de direito privado que se apresenta como organização sem fins lucrativos. Frederico Vasconcelos  Folha de São Paulo

Leia maisJuízes do STJ desistem de viagem a Portugal que seria bancada por empresas

OBVIO: RN registra 23 mortes durante o final de semana

O Rio Grande do Norte registrou 23 mortes de sexta-feira, 12, até a madrugada desta segunda-feira, 15, segundo dados do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (OBVIO). São Gonçalo do Amarante foi o que registrou mais ocorrências. Foram oito mortes em 72h.

Natal aparece em seguida com 3 mortes. Os municípios de Lagoa Salgada e Arez registraram 2 mortes. As comunidades de Monte Alegre, Canguaretama, Parnamirim, Tangará, São Miguel, Extremoz, Parazinho e Mossoró registraram 1 morte cada uma. Totalizando em 23 mortos.

Programa eleitoral do PT diz que “família Alves está no poder há 60 anos”

O candidato da oligarquia Carlos Eduardo Alves (PDT), foi alvo de intenso tiroteio da propaganda propaganda eleitoral na TV de Fátima Bezerra (PT)  nesta segunda-feira, 15. 

No programa, o médico Alexandre Motta – que foi candidato a senador pelo PT, divulgou uma lista imensa de membros da família Alves que têm participação na política, desde o ex-governador Aluízio Alves (1961-1966) até Carlos Eduardo e os respectivos graus de parentesco para destacar que a família “está no poder há 60 anos”. .

Ele pregou a renovação neste segundo turno, em que a petista Fátima Bezerra disputa o Governo do Estado contra Carlos Eduardo Alves (PDT).

“O ex-governador Aluízio Alves é pai do ex-deputado federal Henrique Alves, que é primo do senador Garibaldi Alves, que é irmão do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Paulo Alves, que é tio do deputado federal Walter Alves, que é primo do vereador Felipe Alves, que é sobrinho do ex-prefeito Agnelo Alves, que é pai do candidato Carlos Eduardo Alves. Ufa! A família Alves está no poder há 60 anos no Rio Grande do Norte. Se você quer mudança, agora todo mundo é Fátima”, afirma Alexandre Motta no vídeo.

Justiça anula eleição da Câmara Municipal de Canguaretama

Câmara Municipal de Canguaretama

A juíza Daniela do Nascimento Cosmo, da Comarca de Canguaretama, confirmando uma liminar já concedida, anulou a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Canguaretama relativa ao biênio 2019/2020, realizada no dia 30 de março de 2017.

O Mandado de Segurança com pedido liminar foi proposto por Elvis Felipe Amaro dos Santos, Severino Manoel do Nascimento e Wilinhene Cristina da Silva contra Adriana Carla Carvalho de Albuquerque Teixeira e Mesa Diretora da Câmara Municipal de Canguaretama.

Os autores da ação afirmam que são vereadores daquela Casa Legislativa e que, em março de 2017, foi realizada a eleição da Mesa da Câmara de Vereadores para o primeiro biênio 2019/2020.

Denunciaram que o presidente da Câmara, João Paulo Pessoa Genuíno de Oliveira, de forma desrespeitosa e afrontosa a Lei Orgânica do Município de Canguaretama, assim como ao Regimento Interno, atendendo a um requerimento casuísta apresentado no dia 30 de março de 2017, pela vereadora Adriana Carla Carvalho de Albuquerque Teixeira, antecipou a eleição da mesa diretora para o próximo biênio 2019/2020.

Leia maisJustiça anula eleição da Câmara Municipal de Canguaretama

Haddad deixa de visitar Lula na prisão da PF em Curitiba

Candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, deixou de visitar o ex-presidente Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba nesta segunda-feira (15).

É a primeira vez, desde que assumiu a candidatura no lugar do ex-mandatário, que Haddad não vai a Curitiba numa segunda-feira, como vinha sendo de praxe.

Na semana passada, Lula liberou seu herdeiro político de visitá-lo, e pediu que ele fosse “para a rua fazer campanha”.

Haddad visitou o presidente pela última vez na segunda (8). Na ocasião, porém, deu entrevista coletiva em um hotel no centro da cidade, ao invés de em frente à PF, e reduziu as menções a seu padrinho político.

Nesta segunda, quem visitou o ex-presidente foi o tesoureiro do PT, Emidio de Souza.

Lula cumpre pena na PF após ter sido condenado em segunda instância por corrupção no caso do tríplex. Ele recorre da sentença e afirma ter sido vítima de perseguição judicial. Estelita Hass Carazzai – Folha de São Paulo

Ivan Júnior deve anunciar apoio a Fátima hoje ou amanhã

O ex-prefeito do Assú Ivan Júnior praticamente já acertou os ponteiros com a candidata a governadora Fátima Bezerra, para declarar apoio a senadora do PT que disputa o segundo turno contra o candidato a governador pelo PDT, Carlos Eduardo Alves que tem o apoio do MDB na terra do poeta Renato Caldas.

O anúncio ficou acertado para hoje, mas o falecimento ontem da avó do suplente de deputado estadual Ivan Júnior que obteve mais de 23 mil votos no estado, poderá adiar a declaração de apoio dele, mas até amanha, terça-feira, o ex-secretário de Recurso Hídricos, fará a comunicação de apoio a Fátima neste segundo turno.

Com a chegada de Ivan Júnior para apoiar Fátima Bezerra, o deputado estadual George Soares e o seu irmão, prefeito Gustavo Soares, vão ter que engolir e dividir o palanque da petista com o desafeto político. 

Na disputa para governador do RN, os irmãos Soares estão fazendo jogo duplo na disputa desde o primeiro turno. Eles dizem apoiar Fátima, mas liberaram a vice-prefeita do Assu Sandra Alves e diversos secretários para apoiar Carlos Eduardo Alves, após conversa com senador derrotado Garibaldi Alves Filho.

Fátima Bezerra lidera Segundo Turno na pesquisa FIERN/Certus

Na primeira pesquisa eleitoral FIERN/Certus do Segundo Turno para o Governo do Estado, na pergunta estimulada, a candidata do PT, Fátima Bezerra, tem 53,62% dos votos válidos. O candidato do PDT, Carlos Eduardo, está com 46,38%.

Considerando-se os votos totais, a FIERN/Certus apurou que Fátima Bezerra aparece com 44,61%, e Carlos Eduardo tem 38,58%. “Nenhum” chega a 9,72% e “Não Sabe” a 6,88%.

Por região geográfica, Fátima Bezerra tem sua melhor situação no Alto Oeste, onde chega a 66,45% e a pior na Grande Natal, com 28,70%; Carlos Eduardo se sai melhor na Grande Natal, com 54,13%, e pior no Alto Oeste, 20%. Por sexo, Fátima chega a 45,14% entre as mulheres e 43,97% entre os homens; Carlos Eduardo atinge 39,75% entre os homens e 37,61%, com as mulheres.

Leia maisFátima Bezerra lidera Segundo Turno na pesquisa FIERN/Certus

Haddad vai ser secretário de Fátima do PT, diz Magno Malta

Após fazer previsão em Natal de que  o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) vai derrotar o candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, o senador derrotado do PR Magno Malta que representava o candidato a presidente do PSL na carreata, disse que se Fátima Bezerra do PT ganhar as eleições para Carlos Eduardo Alves, agora no segundo turno, Haddad vai secretário dela no RN.

Magno Malta disse ainda que se voces permitirem que a candidata a governador do PT Fátima Bezerra ganhe a eleição para Carlos Eduardo Alves, os petistas derrotados a nível nacional vem todos para o Rio Grande do Norte, exercer cargos na estrutura administrativa do governo.

Magno Malta diz Carlos Alves é a única arma de Bolsonaro para derrota Fátima do PT no RN

O senador derrotado Magno Malta, do PR do Espírito Santo,  que representou o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)  na carreata de São Gonçalo do Amarante a Natal, quando centenas de carros e milhares de eleitores percorreram os 17 quilômetros que separam os dois municípios em ato público e declarou que  o candidato a governador do RN pelo PDT Carlos Eduardo Alves , é a única arma que temos aqui para derrotar o PT. Veja o vídeo abaixo:

Com 207 deputados, Centrão ainda será indispensável na Câmara

Mesa de negociações. Plenário da Câmara dos Deputados lotado em dia de votação: mesmo com menos força, centrão terá papel importante para a aprovação de projetos e reformas na próxima legislatura, qualquer que seja o governo eleito Foto: Michel Filho / Agência O Globo

O primeiro turno da eleição traduziu a insatisfação de brasileiros com a política ao impor uma renovação de 47,3% em seus representantes na Câmara dos Deputados. Partidos tradicionais perderam espaço e emergiram novas forças.

As mudanças foram profundas, mas será inescapável ao próximo presidente, seja Jair Bolsonaro ( PSL ) ou Fernando Haddad (PT ), negociar com legendas que apoiaram todos os governos desde a redemocratização.

O centrão — PP, PR, PSD, PRB, PTB, PROS, SD e PSC — e o MDB, siglas que formaram a base dos governos de Dilma Rousseff e Michel Temer, perderam 15% de suas bancadas, de 244 para 207 deputados. Juntos, no entanto, esses partidos ainda representam uma força indispensável.

Quando somados aos 52 deputados eleitos pelo PSL de Bolsonaro ou aos 56 eleitos pelo PT de Haddad, têm votos suficientes para garantir maioria ao futuro governo na aprovação de projetos de lei na Câmara. Para dispensar o centrão, tanto o PSL quanto o PT precisariam negociar com partidos de campos políticos antagônicos aos seus, o que reduziria as chances de sucesso. Lydia Medeiros – O Globo

Leia maisCom 207 deputados, Centrão ainda será indispensável na Câmara

PSL terá a maior fatia do Fundo Partidário e o PT fica em segundo

Resultado de imagem para PSL terá a maior fatia do Fundo Partidário e o PT fica em segundo

O crescimento da bancada do PSL na Câmara dos Deputados garantirá ao partido do presidenciável Jair Bolsonaro a maior fatia do Fundo Partidário a partir do próximo ano.

Segundo levantamento feito pelo Estado com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a sigla receberá em torno de R$ 110 milhões em recursos do fundo – abastecido com recursos públicos – ao longo de 2019.

O valor é mais de 17 vezes maior que o embolsado pela sigla em 2017, último ano com números mensais consolidados, quando recebeu R$ 6,2 milhões.

Apesar de ter conquistado a maior bancada na Casa para a próxima legislatura, o PT ficará em segundo lugar na divisão do dinheiro. Isso ocorre porque o critério para calcular o fundo é o número de votos válidos obtidos pelos partidos, não o número de deputados eleitos.

O montante destinado ao partido de Bolsonaro será R$ 13 milhões superior ao que os petistas terão direito. “O PSL vai ter dinheiro para se estruturar, é uma novidade sem tamanho para eles”, aponta o cientista político Marco Antônio Teixeira, da FGV. 

Caio Sartori e Pedro Alves, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

Leia maisPSL terá a maior fatia do Fundo Partidário e o PT fica em segundo

Senadores eleitos ou reeleitos este ano devem R$ 65 milhões à União

Resultado de imagem para Senadores eleitos ou reeleitos este ano devem R$ 65 milhões à União

Pelo menos 12 dos 54 senadores eleitos ou reeleitos devem, juntos, cerca de R$ 65 milhões à União. Segundo dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) levantados pelo Estado, os parlamentares estão inscritos na dívida ativa por pendências previdenciárias e outros tipos de tributo não pagos. O levantamento inclui dívidas vinculadas ao CPF dos eleitos e ao CNPJ de empresas das quais aparecem como sócios.

Só foram considerados os 54 senadores que saíram vitoriosos das urnas neste ano, quando os eleitores escolheram dois representantes por Estado. Eles se juntarão aos outros 27 parlamentares que já estão na Casa desde 2014, ano em que cada unidade da Federação elegeu um senador.

Reeleito pelo Pará, o senador Jader Barbalho, do MDB, aparece com o maior volume de dívidas contraídas em nome de pessoa jurídica. Três empresas do parlamentar – uma do ramo de agronegócio e duas da área de comunicação – somam R$ 57,7 milhões em débitos.

Jader foi um dos parlamentares que recorreram ao Refis, programa de refinanciamento de dívidas aprovado neste ano pelo Congresso. Com um patrimônio avaliado em R$ 13,1 milhões, ele tem ainda registrado em seu nome na Procuradoria da Fazenda um débito de R$ 18,5 mil. Caio Sartori, Bianca Gomes e Felipe Laurence / Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

Leia maisSenadores eleitos ou reeleitos este ano devem R$ 65 milhões à União

O craque Cristiano Ronaldo é acusado de estupro

Há anos o português Cristiano Ronaldo cultiva sua imagem de craque carismático, preocupado com causas sociais e sempre disponível os fãs. Essa cara de bom moço ficou insustentável depois de duas acusações de estupro reveladas nas últimas semanas.

A primeira foi feita pela modelo Kathryn Mayorga, em um caso ocorrido em Las Vegas, em 2009. A segunda é ainda mais antiga, e veio à tona depois que Kathryn decidiu romper o silêncio. Em 2005, o craque foi levado pela polícia para depor sobre o estupro de duas garotas em Londres. Uma delas retirou as queixas, e o caso foi arquivado por falta de provas.

Ronaldo nega tudo, mas a história revelada por Kathryn pode abalar sua reputação para sempre. Caso o estupro seja comprovado, ele poderá ser condenado à prisão perpétua, pena prevista para esse tipo de crime pelo estado americano de Nevada.

O caso ocorrido em Las Vegas foi noticiado pela revista alemã “Der Spiegel” em 2017, mas na ocasião a própria Kathryn não quis se pronunciar e Cristiano Ronaldo desmentiu as acusações. Agora, a situação é diferente.

Com um novo advogado, e motivada pelo movimento #MeToo, em que atrizes denunciaram casos de estupro e assédio na indústria cinematográfica, a modelo resolveu falar abertamente sobre o episódio. Segundo a vítima, o estupro aconteceu no Palms Casino Resort, um hotel badalado de Las Vegas. Acompanhada por uma amiga, Kathryn foi convidada para um festa na suíte de Ronaldo. Em determinado momento, quando se trocava de roupa para entrar na jacuzzi do quarto, ela foi abordada pelo jogador. Ela negou as investidas, até que ele a forçou a fazer sexo anal. No dia seguinte, Kathryn foi à polícia. Passou por exame de corpo de delito e as roupas que ela usava foram coletadas como provas. Na ocasião, ela não queria dar o nome do jogador por medo da exposição. No fim, assinou um acordo de confidencialidade com Cristiano Ronaldo. Ao receber a quantia de US$ 375 mil, ela se comprometia a não falar sobre as acusações.

“A razão pela qual eu assinei o contrato da primeira vez foi por medo de expor meu nome por aí”
Kathryn Mayorga, modelo

Além do depoimento de Kathryn, a reportagem apresenta documentação contundente sobre o caso, obtida por meio do site Football Leaks. O acordo de confidencialidade está assinado por Ronaldo, mas a peça mais preocupante para o jogador é um questionário respondido a um de seus advogados.

Uma primeira versão mostra que Kathryn havia recusado as aproximações diversas vezes, e que ele foi rude com ela. Em uma versão posterior, ele diz que o sexo foi consensual. O caso foi reaberto pela polícia de Nevada.

Impacto na carreira

Para especialistas, a chance de Ronaldo ser preso é pequena. O maior golpe será nos contratos publicitários. A Nike já pensa em rever o acordo vitalício que tem com o jogador. Outras empresas que o patrocinam também demonstraram preocupação. Além de negar tudo, Ronaldo só aparece publicamente em dias de jogos.  Revista IstoÉ

Dirigentes de empresas doam R$ 42 milhões e ajudam a eleger 53 parlamentares

Resultado de imagem para riachuelo

A análise da prestação das campanhas mostra que dirigentes de empresas participaram do processo eleitoral por meio de doações feitas em bloco.

A Folha identificou ao menos 40 companhias que têm mais de um executivo financiando partidos ou candidatos.

Os representantes dessas empresas ajudaram a eleger 53 congressistas, gastando R$ 42 milhões.

A lista inclui nomes como grupo Votorantim, Grendene, Dasa, Rede D’Or, Grupo Jereissati, MRV, Cosan, Riachuelo, Localiza e Península. Folha de São Paulo

Papa Francisco canoniza Oscar Romero e Paulo VI

Retrato de Óscar Romero e Paulo VI que foram canonizados pelo papa Francisco neste domingo (14)
Retrato de Óscar Romero e Paulo VI que foram canonizados pelo papa Francisco neste domingo (14) – Alessandro Bianch/Reuters

Papa Francisco proclamou santos neste domingo, 14, nomes importantes da Igreja Católica no século XX, o arcebispo Oscar Romero, assassinado em 1980, e o Papa Paulo VI, pontífice de 1963 a 1978. Foram canonizados outros cinco religiosos europeus: Francisco Spinelli, Vicente Romano, María Catalina Kasper, a Nazaria Ignacia de Santa Teresa de Jesus e o leigo Núncio Sulprizio.

A cerimônia na Praça de São Pedro reuniu milhares de pessoas entre peregrinos do mundo inteiro e 7 mil salvadorenhos. Participaram também da celebração a rainha Sofia, da Espanha, e os presidentes de El Salvador, Chile e Panamá.

“Depois de ter ponderado por muito tempo e invocado a ajuda divina e ouvindo as opiniões de muitos dos nossos irmãos bispos, declaramos santos aos abençoados”, leu em latim o Papa Francisco. “E nós os inscrevemos no Catálogo dos Santos e estabelecemos que em toda a Igreja eles são devotadamente honrados entre os Santos”, completou. 

Em homenagem a eles, o papa usou como vestes litúrgicas durante a cerimônia o cíngulo com sangue que Romero usava na cintura no dia de seu assassinato, bem como a casula de Paulo VI. 

Falecido em Castelgandolfo, aos 80 anos, em 6 de agosto de 1978, após 15 anos de pontificado, Paulo VI foi beatificado pelo papa Francisco, com a presença do papa emérito Bento XVI, em 19 de outubro de 2014, após o primeiro milagre atribuído a ele. Seu corpo está sepultado na Basílica de São Pedro em um túmulo simples, como pediu em seu testamento.

Já d. Oscar Romero foi beatificado em maio de 2015. O papa Francisco empenhou-se pessoalmente em seu processo de canonização, que vinha sendo mantido em banho-maria na Congregação para as Causas dos Santos durante os pontificados de João Paulo II e de Bento XVI. Como mártir, ele não precisaria do reconhecimento de um milagre para ser declarado santo, mas foi apresentado um: a cura uma mulher que sofria grave risco de morrer de parto. /EFE

Gestão Haddad pagou R$ 245 milhões em contratos sob suspeita

Resultado de imagem para Gestão Haddad pagou R$ 245 milhões em contratos sob suspeita

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, pagou durante sua gestão como prefeito de São Paulo R$ 245 milhões a empreiteiras envolvidas na Lava Jato por obras incluídas nos mesmos contratos do túnel que, agora, ele diz ter suspendido por “indícios de superfaturamento” há cinco anos. Os negócios também são investigados por suspeita de cartel, admitido no ano passado pela Odebrecht ao Ministério Público paulista.

Dados da Prefeitura obtidos pelo Estado mostram que os valores foram repassados pela gestão petista (2013-2016) para os quatro consórcios encarregados de executar o prolongamento da Avenida Roberto Marinho, na zona sul da capital. Os lotes são liderados pelas empresas OAS, Odebrecht, Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão.

Os contratos foram assinados em 2011 pelo ex-prefeito e atual ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD), com valor original de R$ 1,98 bilhão. A construção do túnel de 2,4 km até a Rodovia dos Imigrantes está distribuída nos quatro lotes, junto com outras obras viárias, quatro mil moradias populares e trechos de um parque linear. Até deixar a Prefeitura, em dezembro de 2012, Kassab já havia pago R$ 105 milhões às empreiteiras. O túnel, porém, ainda estava na fase de instalação do canteiro de obra.  

Em fevereiro de 2013, segundo mês de mandato, Haddad decidiu suspender a execução do túnel e manter as demais obras previstas nos mesmos contratos. À época, alegou falta de recursos e inversão de prioridade em uma nota pública de esclarecimento. Não mencionou nenhuma suspeita de irregularidade na obra suspensa e disse que pretendia retomar o projeto. Naquele momento, a Lava Jato ainda não havia sido deflagrada.

“Ao invés do túnel, vamos priorizar todas essas obras e quando vendermos mais Cepacs (Certificados de Potencial Adicional de Construção), sobretudo na região do Jabaquara, você pode retomar a ideia de fazer o túnel, que já está licitado e licenciado. Não está havendo um cancelamento, apenas uma inversão de prioridade”, disse Haddad na ocasião.

De fato, o túnel nunca saiu do papel, mas as demais obras previstas nos mesmos contratos foram tocadas adiante pela gestão do petista – depois pela administração João Doria e agora pela gestão Bruno Covas, ambos do PSDB. Entre as obras concluídas estão o viaduto da Avenida Lino Moraes Leme, entregue em março deste ano, e 430 habitações de interesse social.

A maior parte das obras foi executada pelo consórcio liderado pela OAS, que recebeu R$ 221,9 milhões nos quatro anos da gestão Haddad. Odebrecht e Andrade Gutierrez, que têm a maioria dos seus contratos vinculados ao túnel suspenso, receberam R$ 5 milhões e R$ 5,4 milhões, respectivamente. Já o consórcio da Queiroz Galvão recebeu R$ 12,4 milhões.  Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

Leia maisGestão Haddad pagou R$ 245 milhões em contratos sob suspeita

Devastado, PSDB tenta reunir os cacos e articula um bloco na Câmara

Rogério Marinho não foi reeleito apesar do apoio do dono da Riachuelo

O PSDB, ou o que sobrou dele, tenta juntar os cacos e articular um bloco na Câmara com PPS, DEM e PSD para atuar no Congresso no próximo governo e servir de embrião para um novo partido moderado, de centro, com tendência à direita. Seria o que eles chamam de “Bloco da Sensatez”, pegando carona no alerta de Fernando Henrique Cardoso contra a “marcha da insensatez”.

Dê Jair Bolsonaro (PSL), como tudo indica, ou Fernando Haddad (PT), em franca desvantagem, a avaliação do bloco é que tempos muitos difíceis estão por vir no País e no Parlamento, com o novo governo batendo cabeça, cometendo erros crassos, e a oposição armada até os dentes. Por isso, seus articuladores jogam na mesa duas premissas de atuação: bom senso e responsabilidade.

Devastado pelas urnas e pela radicalização entre Bolsonaro e PT, o PSDB não enxerga um futuro, com FHC errático, Serra, Aécio e Alckmin fora de combate e João Doria, neófito, mais à direita e pouco confiável, tentando assumir o vácuo. No partido, há uma torcida contra Doria (que passou vexame com Bolsonaro) e a favor de Márcio França (PSB). Além de São Paulo, tucanos estão no segundo turno no RS, MT, RO, RR e a joia da coroa, Minas.

Além de Alckmin levar o troféu de pior desempenho da história do PSDB nas eleições, com menos de 5% dos votos, a bancada da Câmara foi quase dizimada. Dos seis últimos líderes, só um, Carlos Sampaio (SP), sobreviveu. Não voltam Antônio Imbassahy (BA), que perdeu a reeleição, e todos os que tentaram o Senado: Bruno Araújo (PE), Jutahy Jr. (BA), Nilson Leitão (MT) e Ricardo Tripoli (SP).

Também caíram tucanos de grande força na bancada do partido e de relevância na própria Câmara, como Luiz Carlos Hauly (PR), relator da reforma tributária, Rogério Marinho (RN), da trabalhista, Marcus Pestana (MG), vice-presidente da comissão da reforma da Previdência, e Floriano Pesaro (SP), um dos principais especialistas em programas sociais do Congresso. Eliane Cantanhêde, O Estado de S. Paulo

Leia maisDevastado, PSDB tenta reunir os cacos e articula um bloco na Câmara

Com 73% de dinheiro público, 1º turno custou R$ 2,8 bilhões

Bolsonaro e Haddad disputam segundo turno das eleições presidenciais de 2018

O balanço do financiamento de campanha no primeiro turno mostra que os candidatos tiveram R$ 2,82 bilhões em receita, dos quais R$ 2,06 bilhões (73%) saídos dos cofres públicos, dos fundos partidário e eleitoral. 

O dinheiro privado —doações ou recursos dos próprios políticos— ficou em R$ 764 milhões.

Os valores ainda vão aumentar, já que há disputa em segundo turno pela Presidência da República e pelo governo de 13 estados e do Distrito Federal.

Na atual disputa, o financiamento das campanhas vem de três fontes: 1) R$ 2,7 bilhões dos cofres públicos, de fundo eleitoral e fundo partidário, divididos entre os candidatos a critério de cada legenda; 2) doações de pessoas físicas, que somaram até o momento R$ 407 milhões; e 3) dinheiro dos próprios políticos, que desembolsaram até agora R$ 357 milhões.

Dos R$ 2,7 bilhões públicos, R$ 2,06 bilhões foram gastos no primeiro turno —o restante ainda pode ser usado durante o segundo.  Ranier Bragon e Camila Mattoso – Folha de São Paulo

Leia maisCom 73% de dinheiro público, 1º turno custou R$ 2,8 bilhões

ACM Neto mobiliza estrutura na Bahia para ajudar Bolsonaro

O presidente do DEM, ACM Neto, quer manter distância pública de Jair Bolsonaro (PSL), mas avisou a aliados que sua estrutura na Bahia vai trabalhar e pedir votos para o candidato.

Prefeito de Salvador, Neto disse optar pelo capitão da reserva contra o PT, mas afirmou que não se envolveria pessoalmente na eleição. Ele, porém, tem falado com apoiadores do presidenciável para acompanhar os passos da campanha e já na semana passada admitiu colocar o bloco na rua para ajudar no Nordeste.

Longo prazo A pessoas próximas, ACM Neto disse que não está disposto a fazer campanha em suas redes sociais, mas que derrotar o PT é fundamental para sua estratégia política no estado, governado por petistas há mais de uma década. Painel – Folha de São Paulo

Em Natal, jovem é linchado após atropelar e matar criança de 1 ano

Criança morre atropelada e motociclista é espancado até a morte em Natal — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Um jovem identificado como Mateus Miranda do Nascimento, de 18 anos,  foi espancado até a morte após atropelar e matar uma criança de 1 ano e 4 meses no bairro Nazaré, em Natal, na noite de sexta (12).

De acordo com a Polícia Civil, o motociclista estava empinando a moto pela Avenida Lima e Silva quando, próximo à Travessa Vila Viana, perdeu o controle do veículo e atropelou a criança. Kauan Henrique estava com a mãe no momento do acidente e morreu na hora.

Ainda segundo informações da polícia, o motociclista tentou fugir do local do acidente correndo, mas foi pego por populares que o espancaram até a morte. O jovem ainda levou uma facada no peito.

De acordo com o delegado Rysklyft Factore, os responsáveis pelo linchamento ainda não foram identificados, mas pelo menos cinco pessoas participaram do crime. Mateus Miranda não tinha passagem pela polícia.

Esse é o segundo caso de linchamento em Natal em dois dias. Na quinta-feira (11), um homem suspeito de assaltar um ônibus na Ribeira foi pego, amarrado pelo pescoço, arrastado pelo pescoço, espancado e baleado. G1 RN

As substâncias proibidas na Europa e nos EUA e usadas pela indústria de cosméticos no Brasil

Foto de banco de imagens de bases e pós para o rosto

Sabonete, desodorante, loção hidratante. Temos contato com vários produtos cosméticos no dia a dia – e a lista aumenta para quem é fã de maquiagem.

No entanto, a não ser que você entenda muito de química, é difícil saber exatamente o que é cada um dos ingredientes naquele rótulo de xampu que você leu durante o banho.

A fórmula dos cosméticos e produtos de higiene pessoal que usamos não é – ou não deveria ser – a mesma hoje do que era há 50 anos. Muitos dos ingredientes que eram usados livremente no passado hoje são proibidos, já que ao longo do tempo foi se descobrindo que alguns fazem mal à saúde ou causam alergias e irritações.

E como a pesquisa está sempre avançando, e há novas descobertas sendo feitas a cada minuto, a lista de substâncias consideradas nocivas tem sempre novos itens.

A União Europeia tem uma lista de mais de 1,3 mil substâncias proibidas que é atualizada de acordo com as últimas análises sobre segurança de ingredientes – é preciso provar que uma substância não faz mal para que ela possa ser usada.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) também tem uma lista extensa de substâncias controladas, baseada na legislação europeia, mas nem sempre ela incorpora os últimos avanços imediatamente.  

E ainda acontece de parte da indústria não respeitar as regras determinadas pelo órgão, apesar de poder ser responsabilizada por isso.  Leticia MoriDa BBC News Brasil em São Paulo

Leia maisAs substâncias proibidas na Europa e nos EUA e usadas pela indústria de cosméticos no Brasil

A canonização de Paulo VI, o papa que provocou liberais e conservadores

Giovanni Battista Enrico Antonio Maria Montini, o papa Paulo VI, será canonizado neste domingo, dia 14.  O pontificado de Paulo VI (1963-1978) ficou marcado por vários fatos emblemáticos. O principal deles, a condução e conclusão do Concílio Vaticano II, o maior marco na modernização litúrgica e doutrinal da Igreja.

A assembleia propôs a participação do bispado nas decisões da Santa Sé, de maneira semelhante ao que acontecia nos primórdios eclesiásticos. Aposentou o latim e permitiu que a missa fosse celebrada no idioma de cada país. Tirou a obrigação do uso da batina e abriu espaço para movimentos sociais.

Paulo VI foi um papa que desafiou tanto os liberais como os conservadores. Em 1968, publicou a polêmica encíclica Humane Vitae, documento que defendeu a postura tradicional da Igreja sobre aborto e anticoncepcionais. Defendeu pobres, trabalhadores, pregou as mensagens sociais do Evangelho e nomeou cardeais progressistas. Chegou a ser chamado pela imprensa e fieis de marxista.

Evangelizador, foi o primeiro pontífice a viajar para os cinco continentes.  Simples, dispensou o uso da tiara papal, tradicionalíssima cobertura para a cabeça ornamentada com pedras preciosas e pérolas. Depois dele, nenhum outro usou.

O milagre atribuído a Paulo VI foi a salvação de uma menina nascida prematuramente em 2014. O papa italiano será o terceiro chefe da Igreja canonizado durante o pontificado de Francisco. Em 2014, João Paulo II e João XXII, tornaram-se santos.

O arcebispo salvadorenho Óscar Romero (1917-1980) será canonizado no mesmo dia do pontífice italiano. Romero  representa uma Igreja comprometida com os pobres. Denunciou as perseguições aos camponeses expulsos de terras em seu país.  O milagre do arcebispo teria sido a cura de uma senhora de uma síndrome rara e grave na gravidez. 

Por Adriana Dias Lopes – VEJA

Sindicatos perdem representação na Câmara dos Deputados

Intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro

A bancada sindical na próxima legislatura da Câmara dos Deputados, que começa no dia 1º de fevereiro de 2019, será menor do que na atual. Foram eleitos somente 33 representantes de sindicatos na última eleição para a Câmara Federal, contra os 51 que atualmente exercem mandato.

O levantamento foi feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), com base nos dados oficial da Justiça Eleitoral. A partir do próximo ano serão 18 deputados a menos no debate dos interesses dos trabalhadores, como direitos previdenciários e trabalhistas.

A queda segue uma tendência que já vinha se verificando desde as eleições de 2014, quando a bancada sindical caiu de 83 para 51 membros. Segundo o analista político Antônio Augusto de Queiroz, diretor do Diap, um conjunto de fatores levou à redução da bancada sindical, que já foi uma das mais atuantes e representativas na Câmara.  Agência Brasil

Leia maisSindicatos perdem representação na Câmara dos Deputados

George Soares vai ter que engolir Ivan Júnior no palanque de Fátima do PT

Vereadores da oposição em Assú anunciaram apoio a Fátima do PT e o ex-prefeito Ivan Júnior deverá anunciar em breve apoio também a senadora e parceira da sua gestão no município.

Apesar da resistência radical do vice-presidente do PR e deputado estadual George Soares e do seu irmão, o prefeito do Assu Gustavo Soares para impedir uma aliança política da candidata a governadora do PT Fátima Bezerra com o suplente de deputado estadual Ivan Júnior, os irmão vão ter que engolir o  ex-prefeito do Assú no palanque da senadora petista em Assú.

Os tres vereadores  do Assú Xavier, Valdson e Delkiza, que apoiaram Ivan Júnior e o seu primo Rafael Motta para deputado federal, anunciaram hoje o apoio a Fátima Bezerra no segundo turno. O apoio do ex-secretário de Recursos Hídricos do RN Ivan Júnior deverá acontecer em breve, já que as conversas estão bem adiantadas para o anúncio oficial.

O deputado estadual George Soares e o seu irmão, o prefeito do Assú, trabalham contra o PT e a eleição de Fátima. Eles liberaram a vice-prefeita do Assu Sandra Alves e meia dúzia de secretários da Prefeitura do Assú para apoiar o rival de Fátima e candidato a governador pelo PDT Carlos Eduardo Alves, no primeiro e agora no segundo turno, na reta final da campanha.

PT de Macau trabalha contra Fátima

No jogo político, as alianças entre diferentes partidos, políticos e grupos são, por via de regra, peça importante para o sucesso eleitoral de toda e qualquer empreitada política. É fato notório e sabido por todos aqueles que se aventuram na política; Menos, ao que parece, para o pequeno grupo de fanáticos Petistas macauenses. Este formado por em sua maioria, sindicalistas e suplentes de suplentes, acha-se autosuficiente e independente – embora tenham demorado décadas até conseguirem eleger um vereador – é vaidoso e radical por natureza.

No mais novo surto de preciosismo e mediocridade, divulgaram uma suposta nota – que ninguém assinou – em que o diretório macauense afirma que “NÃO ACEITA O APOIO DO PREFEITO MUNICIPAL TULIO LEMOS” e que esta posição “Teria recebido total apoio da coordenação da campanha estadual de Fátima Bezerra”, embora ninguém do diretório estadual ou da coordenação na campanha de Fátima Bezerra tenha assinado a nota, que sequer foi impressa.

Os fanáticos do PT macauense como o Ver. Cláudio Gia e Araújo desprezam diversos fatos como por exemplo:

1- O Prefeito Tulio Lemos sempre nutriu uma enorme simpatia pela candidata Fatima e seu grupo político estadual, e em momento algum usou seu “patrimônio político” CONTRA a candidatura ao governo de Fatima Bezerra. Diversos amigos e funcionários seus, militantes e eleitores dela, e do PT, ficaram à vontade para manifestar público apoio a causa petista.

2- A própria candidata Fátima Bezerra ligou para o Prefeito Tulio Lemos pedindo seu apoio nesta semana e se disse lisonjeada, caso o apoio venha a se concretizar.

3- No episódio do rompimento entre o atual governo estadual de Robinson Faria e o Partido dos Trabalhadores, o Prefeito Tulio Lemos (responsável direto do governo estadual em Macau) foi enfático ao defender a permanência de boa parte dos cargos cedidos ao PT, na cidade de Macau. Entre eles está a mulher do próprio Araújo, que hoje, por vaidade e num grave e explícito sintoma de ingratidão o rejeita.

4- O Vereador Cláudio Gia está aliado com o que há de mais reacionária e opressora na política macauense, ficando ao lado dos patrões, e fez uso deste mesmos patrões e seu dinheiro para se eleger. Também como empresa Salinor, em episódio que este recebeu uma repentina doação da empresa no valor de 10 mil reais e que estranhamente o fez calar-se diante de um problema ambiental causado pela empresa; E assim sempre faz, quando está em jogo seus interesses pessoais. Deixando claro que sua ligação com o partido é meramente simbólica.

5- O apoio ou não, em hipótese alguma cabe a panelinha local aceitar ou rejeitar, a eleição é estadual, e a decisão deve, por via de regra, vir de cima pra baixo, tal qual foi a decisão que descartou a candidatura do Ver. Cláudio Gia à Assembléia Legislativa.

6- É inevitável esclarecer que o eleitor quer que o seu projeto e candidato obtenha êxito na eleição, sem rejeitar apoio de outras lideranças e sem dar chiliques, diferentemente do que a seita macauense insiste que pode (sem poder) fazer.

7- O governo Tulio Lemos é justo e não possui nenhum processo por corrupção, logo, é inusitado perceber que este governo possa ser rejeitado por pessoas e vereadores que fraudaram a prefeitura de Macau enquanto eram funcionários num passado recente, fez uso, através de familiares de compra de votos de pessoas carentes em assentamentos, e também que participa de negociatas a fim de retirar do poder um governo legítimo através de um golpe na câmara municipal, como é o caso do Vereador Cláudio Gia; Deixando claro assim, que a ligação destes, com o PT é meramente fingida, dissimulada e motivada pela sede desesperada pelo poder.

Por tanto, fica provado que a luta destes falsários ideológicos é pessoal e pensando num projeto de poder municipal, ignorando o futuro político da Senadora Fátima Bezerra, pondo em risco a eleição estadual e pior, sem a autorização ou direcionamento da candidata, já que ela pessoalmente fez apelo ao Prefeito de Macau através de ligação.

Por fim, considerando que a vaidade é o princípio da corrupção, não é demais afirmar que seria o Prefeito Tulio Lemos quem deveria rejeitar o apoio e a colaboração destes indivíduos. E, é fato que independente deles, vai apoiar a eleição de Fátima Bezerra para o governo do RN

PSB anuncia apoio à eleição de Fátima Bezerra

O PSB do Rio Grande do Norte anunciou, na manhã deste sábado (13), apoio à candidatura ao Governo do Estado da senadora Fátima Bezerra (PT). O anúncio foi feito na sede do Diretório Estadual do partido, em Natal, pelo seu presidente, o deputado federal Rafael Motta, e contou com representações de 70 municípios.

“Apesar de existir um entendimento nacional entre os partidos, essa é uma escolha com motivações locais. Conheço Fátima e nós defendemos muitas bandeiras juntos, em Brasília. Além disso, a cada discussão interna, na legenda, o apoio à sua candidatura saia mais fortalecido. Os socialistas querem dar esse voto nela”, disse Rafael.

O deputado federal reeleito, que preside o PSB no RN, referiu-se às representações dos 70 municípios que foram pessoalmente ao partido manifestar apoio à Fátima Bezerra. São prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças municipais que chegam para somar na eleição da senadora como governador do Estado.

Fátima Bezerra disse que estava muito à vontade em caminhar ao lado do PSB. “Este partido tem uma história de luta em defesa da democracia. Temos muitas afinidades, muitas bandeiras em comum. Inclusive, já era para estarmos juntos desde o primeiro turno. O apoio do PSB fortalece a nossa caminhada rumo à vitória”, falou Fátima.

Papa expulsa da igreja mais dois bispos chilenos ligados a abuso sexual

Encontro do papa Francisco com a cúpula da Igreja chilena no Vaticano em maio

O papa Francisco expulsou da Igreja Católica outros dois bispos chilenos por abuso sexual.

A medida foi divulgada pelo Vaticano neste sábado (13), depois de Francisco ter recebido o presidente chileno, Sebastián Piñera, em audiência privada. 

Os bispos Francisco José Cox Huneeis, arcebispo emérito de La Serena, e Marco Antonio Ordenes Fernández, arcebispo emérito de Iquique, receberam a maior punição da Igreja Católica “como resultado de atos manifestos de abuso”, informou a Santa Sé. 

Leia maisPapa expulsa da igreja mais dois bispos chilenos ligados a abuso sexual

Eu não havia combinado isso ai, diz Bolsonaro sobre encontro com Doria

Brazil's right-wing presidential candidate for the Social Liberal Party (PSL) Jair Bolsonaro gestures during a press conference in Rio de Janeiro, Brazil on October 11, 2018. - The far-right frontrunner to be Brazil's next president, Jair Bolsonaro, stumbled Wednesday by spooking previously supportive investors, while a spate of violent incidents pointed to deep polarization caused by the election race. (Photo by Mauro Pimentel / AFP)

Um dia depois de João Doria (PSDB) ter perdido a viagem para tentar encontrar Jair Bolsonaro (PSL), o presidenciável negou que tenha combinado encontro com o tucano.

“No tocante ao Doria quero agradecer apoio dele. Eu não havia combinado isso aí. Não sei quem combinou. Eu encontro com ele sem problema nenhum, bato papo com ele sem problema nenhum.”

Doria fez um bate-volta de São Paulo ao Rio de Janeiro na sexta-feira (12), numa tentativa de participar da gravação de vídeo de Bolsonaro.

O movimento do tucano irritou dirigentes do PSL, que decidiu se manter neutro no segundo turno em todos os estados, exceto nos três em que tem candidatos: Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

“Eu sei que ele [Doria] é uma oposição ao PT. Somos oposição ao PT e eu sei que o outro lado França tem apoio velado do PT. Em todo momento, em desejo boa sorte ao Doria.”

Bolsonaro está gravando vídeos neste sábado (13) para o programa eleitoral gratuito, que teve início na véspera. Talita Fernandes – Folha de São Paulo

Bolsonaro não declarou apoio a Carlos Eduardo, primo de Henrique Alves

Apesar de pegado carona na onda do crescimento eleitoral da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro e ter declarado apoio ao capitão reformado do exército, o candidato a governador do RN pelo PDT e ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, não recebeu até agora uma declaração de que terá apoio de Bolsonaro para governador na disputa com a candidata do PT Fátima Bezerra.

Um jingle da Campanha Bolsonaro que tem como título “Brasil que a gente ama”, mostra o ex-ministro do Turismo Henrique Alves, primo do candidato Carlos Eduardo Alves, como um dos políticos citados por corrupção e que ajudaram destruir o país. Veja abaixo vídeo:

Câmara de Vereadores do Assú gasta mais de R$ 993 mil com INSS

A Câmara Municipal do Assú vem gastando uma fortuna com recolhimento
de encargos da contribuição previdenciária dos 15 vereadores, funcionários e dezenas de cargos comissionados ao Instituto Nacional de Seguridade social – INSS.

O presidente e vereador João Wálace, pagou no ano passado, um total de R$ 622.056,72. Este ano, a Câmara de Vereadores do Assú já torrou até agosto, a quantia de R$ 370.980,28 totalizando em quase dois anos, R$ 993.037,00.

O ‘Davi’ que tirou a vaga de Romero Jucá no Senado nestas eleições

Mecias de Jesus (PRB) foi deputado estadual em RR por dois mandatos - Foto: Platao/ALRR

“Foi uma disputa de David contra Golias”, compara Mecias de Jesus (PRB), de 56 anos, senador eleito por Roraima que, por 426 votos, deixou Romero Jucá, presidente do MDB, fora da Casa que ocupava desde 1995. Em entrevista ao Estadão/Broadcast, ele disse que quer mudar a lei de imigração, defendeu a redução da maioridade penal e a flexibilização da posse de arma.

Maranhense, Jesus foi deputado estadual por Roraima por cinco mandatos e presidente da Assembleia Legislativa do Estado por oito anos. É pai do deputado federal Jhonatan de Jesus (PRB-RR). Ele disse que não quer ser conhecido como o homem que derrotou Jucá, mas não perde a chance de atacá-lo.

Jesus chegou a liderar as pesquisas de intenção de voto no Estado, mas a divulgação de um vídeo de campanha em que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) pedia votos para o candidato Chico Rodrigues (DEM) acabou alavancando sua candidatura. Rodrigues, que era da mesma chapa de Jucá, terminou em primeiro na disputa, com 22,7% dos votos válidos. Jesus obteve 17,4%. Lorenna Rodrigues e Lu Aiko Otta, O Estado de S. Paulo

Leia maisO ‘Davi’ que tirou a vaga de Romero Jucá no Senado nestas eleições

Votação pífia de Walter Alves em Assú mostra fragilidade do MDB

Resultado de imagem para sandra, arnobio e helder
Gustavo Soares é um predador político desumano igual ao pai

A vice-prefeita do Assú Sandra Alves e o seu marido, o presidente do diretório municipal do MDB, Helder Alves, estão com os pés e as mãos amarradas pelo deputado estadual reeleito George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares que lutam para derrotar o candidato a governador do casal, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves.

Antes, um partido forte com dois vereadores, o MDB do Assú, após se aliar a oligarquia Soares, não tem uma cadeira no legislativo assuense e hoje corre o risco de sumir do mapa eleitoral do município, com uma vice-prefeita que não apita em praticamente nada e como recompensa do seu esforço e da boa vontade em ajudar a cidade, não recebem o reconhecimento merecido.

Combinado ou não com George e Gustavo que dizem apoiar Fátima do PT, a luta do MDB do Assu caminha para um insucesso eleitoral. Garibaldi já está de fora do Senado e a votação pífia do deputado Walter Alves em Assú, com 555 votos, demonstra toda a fragilidade política do grupo que se tornou refém do clã dos Soares.

No governo do PT, o MDB do Assú não terá espaço nenhum, mas George e Gustavo Soares, terão espaço político se Carlos Eduardo for eleito. Todo mundo da época lembra que o astucioso pai do deputado e do prefeito, liquidou com todos os seus vice-prefeitos: Zeca Abreu e Zé Wilson, assim como outros vice-prefeitos do grupo: Junot de Doutor Nelson e Dinarte Diniz. Até seu primo Domicito, candidato a prefeito, foi vítima da predadora oligarquia.

Garibaldi fica em quarto lugar entre os candidatos a senadores mais votados em Assú

Garibaldi tirou votação pífia em Assu

O vice-presidente do PR e deputado estadual eleito George Soares e o seu irmão, o prefeito do Assú Gustavo Soares, que dizem mandar e desmandar em Assú, enganaram direitinho o senador derrotado Garibaldi Alves, do MDB, que acabou em quarto lugar entre os candidatos mais votados na terra do clã dos Soares  com  5.845 votos.

Em 2010, Garibaldi conquistou 18.889 votos. Este ano, ele perdeu mais de 13 mil votos em comparação, mesmo com o apoio dos irmãos Soares que controlam com mão de ferro a Prefeitura do Assú que tem um orçamento mensal de R$ 9 milhões e anual de mais de R$ 100 milhões. Apesar de apostar na força da oligarquia que tem 10 vereadores e centenas de cargos comissionados, Garibaldi foi traído.

Garibaldi também contou com o apoio da vice-prefeita do Assú Sandra Alves e de toda tropa do MDB, mas a senadora eleita do PHS Zenaide Maia, irmã do presidente do PR e da panela política do clã Soares, obteve 16.024 votos, ficando em primeiro lugar.

O segundo lugar ficou com o Capitão Styvenson, da Rede que sem apoio das principais lideranças políticas do Assú: George Soares e Ivan Júnior, obteve  9.607 votos.

O terceiro candidato a senador mais votado em Assú,  Jácome do Podemos contou com o apoio do ex-prefeito e suplente de deputado estadual Ivan Júnior. O quinto lugar coube a Geraldo Melo, do PSDB,  com 5.242 votos e que também tinha apoio de Ivan Júnior.  
 

TSE manda retirar do ar vídeo que ataca STF

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL)

O ministro Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atendeu pedido da defesa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e mandou retirar de circulação vídeos atribuídos à campanha do candidato que atacam membros do Supremo Tribunal Federal (STF). A decisão é desta sexta-feira, 12. Segundo a defesa do candidato, a campanha não tem “qualquer responsabilidade pela confecção e divulgação” do material.

No vídeo, aparecem imagens dos ministros Alexandre de MoraesRicardo LewandowskiCelso de MelloDias ToffoliMarco Aurélio Mello e Gilmar Mendes. “Quem trabalha tá ferrado, nas mãos de quem só engana. Feito mal que não tem cura, estão levando à loucura, o país que a gente ama”, diz trecho da música associada ao vídeo.

Segundo os advogados de Bolsonaro, a mídia “prejudica a imagem” do candidato, porque o coloca em “linha de colisão com a atuação do Poder Judiciário brasileiro”. “Induzindo o internauta a concluir que o mesmo seria antidemocrático e que, caso eleito, não respeitaria a atuação e decisões emanadas do dito Poder, o que não é verdade, considerando que o candidato Representante sempre respeitou as decisões não só desse sodalício, mas de todos os juízos e tribunais pátrios”, afirma a defesa. O vídeo chegou a ser visto por integrante da Corte, segundo apurou o Broadcast Político.

Bolsonaro tem apoio de 15 candidatos a governador e Haddad tem 3

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) tem a preferência de candidatos a governos estaduais em quase todas as regiões, perdendo para Fernando Haddad (PT) apenas no Nordeste, tradicional reduto petista. Tal mapa de apoios segue o mesmo padrão dos resultados dos dois candidatos à Presidência nas urnas no primeiro turno.

Não se trata de mera coincidência, mas sim de estratégia eleitoral. Em alguns casos, os políticos regionais contrariam a direção nacional do próprio partido para aproveitar o bom momento de Bolsonaro, que ficou com 46,03% dos votos no primeiro turno, contra 29,28% de Haddad.

Dos 28 palanques disponíveis nos 14 estados que terão segundo turno para governo, o candidato do PSL já conta com o apoio de 15 candidatos, sendo que três são do mesmo partido. Por enquanto, Haddad conseguiu apenas três manifestações públicas de apoio para este turno, incluindo a da única candidata do PT. São dez candidatos que ainda não definiram apoio ou se declararam neutros.

Entre os candidatos aos governos estaduais, há uma tendência a seguir o discurso do presidenciável que obteve mais votos na região, aponta Eduardo Grin, cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV). UOL

Doria tenta se reunir com Bolsonaro no Rio, mas presidenciável não aparece

Doria chega ao Rio para se reunir com Bolsonaro, que não foi ao encontro

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria, tentou em vão, nesta sexta-feira, 12, se reunir com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) na casa do empresário Paulo Marinho, na zona sul do Rio de Janeiro.

Pela manhã, o tucano disse que se reuniria com o capitão reformado, a quem declarou apoio na disputa presidencial, mas Bolsonaro não apareceu no local, onde iria gravar programas para o horário eleitoral.

“Da nossa parte, não foi agendado absolutamente nada com o Jair”, afirmou o presidente do PSL, Gustavo Bebianno. “Não haverá esse encontro.”.  Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

Leia maisDoria tenta se reunir com Bolsonaro no Rio, mas presidenciável não aparece

Universal rebate críticas de Haddad e lembra que Edir Macedo apoiou Lula

Resultado de imagem para Universal rebate críticas de Haddad e lembra que Edir Macedo apoiou Lula

A Igreja Universal do Reino de Deus rebateu, em nota divulgada nesta sexta-feira, 12, as críticas do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad ao líder da igrejaEdir Macedo. Em entrevista ao participar de uma missa católica na zona sul de São Paulo, por ocasião do feriado de Nossa Senhora Aparecida,

Haddad criticou o apoio do bispo à candidatura de Jair Bolsonaro, do PSL. “Bolsonaro é o casamento do neoliberalismo desalmado representado pelo Paulo Guedes, que corta diretos trabalhistas e sociais, com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo”, afirmou Haddad. No evento, o petista também chegou a discutir com uma fiel que o chamou de “abortista”.

“Com sua fala criminosa, o ex-prefeito de São Paulo desrespeita não apenas os mais de 7 milhões de adeptos da Universal apenas no Brasil, mas todos os brasileiros católicos e evangélicos que não querem a volta ao poder de um partido político que tem como projeto a destruição dos valores cristãos”, disse a Igreja em nota.

“Quando o Bispo Edir Macedo apoiou o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-presidente Lula, o apoio era muito bem-vindo. Agora, quando o líder espiritual da Universal declara que seu candidato é Jair Bolsonaro, o Bispo Macedo deve ser ofendido de forma leviana?” Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

Leia maisUniversal rebate críticas de Haddad e lembra que Edir Macedo apoiou Lula

Haddad sem vermelho do PT é replicado e ironizado no WhatsApp

Meme de eleitores do Bolsonaro ironiza petistas

Como mostrou a Folha, a campanha de Fernando Haddad (PT) reduziu a aparição da cor vermelha – tradicional marca do partido – no material de campanha do presidenciável no segundo turno.

A estratégia foi replicada em correntes enviadas em grupos de apoiadores do PT no WhatsApp. Desde quarta, imagens com propaganda do petista já não tinham predominância do vermelho.

Folha monitora grupos abertos no WhatsApp de apoiadores de Bolsonaro e de Haddad. No aplicativo de trocas de mensagens não é possível saber a origem das imagens e textos enviados. Não há como identificar se as mensagens produzidas são da campanha dos candidatos.

Em um panfleto digital favorável ao petista replicado em mensagens, Haddad aparece em foto colorida numa montagem em que está escrito “compare antes de votar”.

Propostas do candidato para geração de empregos são listadas em letras brancas sobre um fundo verde e amarelo. Bolsonaro aparece abaixo em imagem em preto e branco. O texto diz que o capitão reformado vai retirar direitos trabalhistas. 

Panfleto petista com propostas de Haddad e críticas a Bolsonaro

A guinada petista ao verde e amarelo foi ironizada pelos seguidores de Bolsonaro, que desde o início da campanha usa as cores em seu material de campanha.

Num meme compartilhado em grupo de eleitores de Bolsonaro aparece o material de campanha do candidato do PSL em preto e braco. Um balão com a pergunta “ué cadê a minha cor?” foi incluído. “O PT roubou” é a resposta escrita no canto inferior da imagem. 

Paulo Passos – Folha de São Paulo

Benes faz festa em Santana do Matos e Lajes para comemorar vitória

Benes comemora vitória com o cunhado e prefeito de Santana do Matos

O deputado federal eleito mais votado do RN pelo PTC Benes Leócadio fez ontem uma festa de arromba ontem na sua terra, Santana do Matos, cidade administrada pelo prefeito e seu cunhado,  José Edvaldo Guimarães Junior, do PR, para comemorar 4.613 votos obtidos.

Hoje, Benes Leócadio faz outra festa da pesada para a população de Lajes, cidade que já administrou quatro vezes, para comemorar a vitória ao lado da sua companheira de partido e de dobradinha, a deputada estadual eleita Eudiane Macedo.

Atriz Regina Duarte faz visita a Bolsonaro no Rio de Janeiro

Atriz Regina Duarte visita Bolsonaro

A atriz Regina Duarte visitou o candidato Jair Bolsonaro (PSL) na manhã desta sexta-feira (12), em seu condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Após o encontro, o capitão reformado publicou uma foto com Regina em suas redes sociais.

Ela ganhou destaque na campanha presidencial de 2002 ao declarar voto em José Serra (PSDB) afirmando que tinha medo de seu adversário, o ex-presidente Lula, hoje preso na Lava Jato.

Na ocasião, quando Lula e Serra disputavam o segundo turno, a atriz dizia temer a volta da inflação e a mudança de discurso do petista, que na ocasião adotou um discurso menos radical e acabou eleito.

“Tô com medo. Faz tempo que eu não tenho esse sentimento porque Brasil nessa eleição corre o risco de perder toda a estabilidade que já foi conquistada. Eu sei que muita coisa não foi feita, mas também tem muita coisa boa que foi realizada. Não dá para ir tudo na lata do lixo”, afirmou Regina em vídeo gravado para a campanha de Serra.

Além da visita, ela tem postado manifestações de apoio ao capitão reformado em suas redes sociais e criticado seu adversário, o petista Fernando Haddad.

Desde que deixou o hospital, em 29 de setembro, Bolsonaro recebeu artistas e cantores como Zezé Di Camargo, o humorista Castrinho e Dedé, dos Trapalhões.

O candidato se recupera em casa após ter sido alvo de uma facada em 6 de setembro durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). (Talita Fernandes – Folha de São Paulo)

MENTIROSO ASSUMIDO: Ver. Kekel assume ter mentido sobre falta d’água para fazer o povo atacar a gestão municipal

Circulou na manhã desta sexta (12), um áudio de autoria do Ver. Kekel em que ele criminosamente e sem qualquer pudor, afirma que a culpa da falta d’água em Macau seria da atual gestão municipal que teria “descumprido o contrato” com a empresa Alcanorte.

O Vereador-enganador Kekel sabe mas finge não saber que não existe nem nunca existiu nenhum contrato entre a Prefeitura de Macau e a Alcanorte. Finge pra enganar, induzir o povo ao erro e a atacar inocentes, que se esforçam pra solucionar o problema.

Veja print ao lado onde o Vereador-enganador Kekel é corrigido pelo seu colega Vereador Italo Mendonça, que disse: “Kekel colocou a culpa da falta d’água na prefeitura e o povo ta acreditando” e em seguida ri da situação “Kkkk” e complementa “Já tem gente metendo o cacete no prefeito”.

Em seguida, o Vereador-enganador Kekel é alertado que não existe nenhum contrato entre a prefeitura e a alcanorte e confirma que mentiu “vdd, vdd”.

Resta provada assim, a mais comum e usada ferramenta da parcela maligna da oposição macauense: Uma mistura vil de mentira, covardia e desinformação.

Fica a pergunta aos macauenses, vocês estão sendo defendidos ou usados? Tirem suas próprias conclusões.

Carlos Eduardo Alves declara apoio oficial a Bolsonaro no segundo turno


Em um vídeo divulgado nesta sexta-feira  candidato do PDT ao Governo do Estado, Carlos Eduardo Alves, declarou oficialmente apoio ao candidato do PSL  Jair Bolsonaro, que disputa segundo turno contra Fernando Haddad (PT).

Carlos Eduardo criticou o PT – partido de sua adversária no segundo turno local, Fátima Bezerra, e de Haddad.

“O PT nos prometeu um País mais justo, com mais emprego, mais segurança, mais saúde, mais educação. Um Brasil com um governo ético e sem corrupção. 12 anos depois, temos um Brasil dividido e vivendo sua maior crise econômica, com 13 milhões de desempregados, a maior violência de todos os tempos e a maior crise ética e moral da sua história”, afirmou.

Segundo o candidato do PDT, é preciso uma “mudança radical” na política, na economia e no combate à criminalidade e à corrupção para romper com esse quadro.

No primeiro turno, Carlos Eduardo apoiou seu correligionário Ciro Gomes. Esta semana, após anunciar “apoio crítico” ao PT de Fernando Haddad, Ciro Gomes (PDT) viajou, nesta 5ª feira (11.out.2018), para Europa. O partido afirmou que o pedetista não participaria da campanha.

A assessoria de Ciro declarou que o candidato vai “tirar uns dias para descansar e cuidar da saúde.”

Bolsonaro chora na TV e Haddad diz que não faz ‘campanha de um partido’

Bolsonaro e Haddad disputam segundo turno das eleições presidenciais de 2018

Os dois candidatos à Presidência tentaram, em seus primeiros programas eleitorais de segundo turno exibidos na televisão, nesta sexta-feira (12), reduzir os pontos que levam os eleitores a rejeitá-los.

Jair Bolsonaro (PSL), que busca o eleitorado feminino, chorou ao falar de sua filha caçula, Laura, a primeira após ser pai de quatro filhos.

O candidato reutilizou um vídeo que já havia publicado na internet sobre como decidiu que iria tentar a paternidade novamente: afirma que decidiu desfazer uma vasectomia.

“Mudou muito a minha vida a chegada da Laura”, afirmou, antes de aparecer em vídeo brincando e pedindo o beijo da filha. Folha de são Paulo

Leia maisBolsonaro chora na TV e Haddad diz que não faz ‘campanha de um partido’

George Soares e o prefeito do Assú fazem jogo duplo na campanha para governador do RN

Vice-prefeita do Assu e secretários ligados ao MDB apoia Carlos Eduardo alves

O deputado estadual reeleito George Soares e o seu irmão, o prefeito do Assú, Gustavo Soares, ambos filiados ao PR, são suspeitos de fazer jogo duplo na campanha eleitoral para governador do RN.

Os irmãos Soares, o deputado e o prefeito dizem apoiar a candidata do PT Fátima Bezerra, mas liberaram a vice-prefeita do Assú Sandra Alves (MDB) e um grupo de secretários municipais para fazer campanha para o candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves.

O clã dos Soares aposta na postura política dúbia do seu grupo em Assú. Uma fatia fica com Fátima do PT e outra com Carlos Eduardo, garantindo espaço no futuro governo, seja quem for o vencedor agora no segundo turno. 

A estratégia de enganação não tem agradado aos petistas do Assú. No primeiro turno, o deputado George Soares e o prefeito Gustavo Soares, com a conduta de faz de conta, não vestiram realmente a camisa da petista Fátima Bezerra, apesar da vitória dela contra seu adversário Carlos Eduardo Alves, no município.

Por outro lado, a vice-prefeita Sandra Alves e diversos secretários ligados ao MDB, foram as ruas para pedir e conquistar votos para Carlos Eduardo Alves, com o aval do deputado George Soares e o seu irmão, o prefeito Gustavo Soares.

STF reafirma legalidade de terceirização irrestrita ao julgar caso de call center

Resultado de imagem para STF reafirma legalidade de terceirização irrestrita ao julgar caso de call center

O Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou, por 7 votos a 2, nesta quinta-feira, 11, a possibilidade de empresas terceirizarem todas as atividades, desta vez julgando a terceirização do serviço de call center em empresa de telefonia. Os ministros derrubaram uma decisão da Justiça trabalhista que havia reconhecido existência de vínculo de emprego entre o atendente de call center e a empresa tomadora de serviços.

No julgamento, os ministros destacaram que a decisão segue a posição da Corte tomada em agosto, quando liberou a terceirização de todos os tipos de atividades, incluindo as chamadas atividades-fim. A possibilidade de empresas contratarem trabalhadores terceirizados para desempenhar qualquer atividade vale mesmo para processos trabalhistas abertos antes da Lei da Terceirização e da reforma trabalhista, que entraram em vigor no ano passado. Na ocasião, os ministros declararam inconstitucionais trechos da Súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho, que vedava a terceirização de atividade-fim.

Ficaram vencidos nesta quinta os ministros Rosa Weber e Ricardo Lewandowski, que já haviam se posicionado contra a terceirização irrestrita. Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

Leia maisSTF reafirma legalidade de terceirização irrestrita ao julgar caso de call center

Papa aceita renúncia de arcebispo acusado de encobrir abusos nos EUA

AP Photo/David Goldman

papa Francisco aceitou a renúncia do arcebispo de Washington, Donald Wuerl, acusado de encobrir mais de mil casos de abusos sexuais cometidos por sacerdotes da Igreja Católica nos Estados Unidos. Na carta em que aceita o pedido, o pontífice disse que o cardeal colocou os interesses da congregação na frente de suas próprias ambições, o que devem fazer todos nessa posição.

“Você tem elementos suficientes para justificar suas ações e distinguir entre o que significa encobrir delitos ou não enfrentar os problemas e cometer alguns erros”, escreveu o papa. “Sua nobreza te levou a não eleger essa forma de defesa. Por isso, estou orgulhoso e lhe agradeço.”

Uma investigação divulgada em agosto acusou Wuerl de ter encoberto 301 sacerdotes que abusaram de mais de mil crianças e adolescentes enquanto era bispo na Pensilvânia, entre 1988 e 2006. Além disso, foi muito criticado por insistir que desconhecia os supostos abusos cometidos pelo ex-arcebispo de Washington, Theodore McCarrick.

Segundo comunicado do Vaticano, o pontífice ainda não nomeou um substituto. Enquanto um novo arcebispo não for designado, Wuerl, de 77 anos, continuará como cardeal. 

Em resposta ao papa, Wuerl disse estar “profundamente agradecido” e “profundamente comovido por suas amáveis palavras de compreensão”. “Minha renúncia é uma forma de expressar meu grande e permanente amor por vocês, as pessoas da Igreja de Washington.”/AP, EFE e AFP

‘Se tem algum traidor não é o João, é o Alckmin’, diz mulher de Doria

A artista Bia Doria, mulher do candidato a governador de São Paulo João Doria (PSDB), rebateu a insinuação de Geraldo Alckmin(PSDB) de que o marido o traiu.

“João ficou totalmente engajado na campanha do Geraldo, o tempo inteiro. Quem não ficou engajado foi ele, que ficou do lado do Márcio França (PSB)”, afirmou.

“Se tem alguém traidor não é o João, é o Alckmin, o Alckmin que não ficou do lado do PSDB. João é que foi traído. Thais Bilenky – Folha de São Paulo

Leia mais‘Se tem algum traidor não é o João, é o Alckmin’, diz mulher de Doria

George Soares não vai subir no palanque da vice-prefeita do MDB do Assú

Resultado de imagem para george soares e sandra alves vice-prefeito do Assu

Após ameaçar abandonar o barco da candidata do PT ao Governo do Estado, agora no segundo turno, o deputado estadual reeleito George Soares, do PR, acabou recuando e reafirmou apoio  a senadora petista, ficando contra a decisão da vice-prefeita do Assú Sandra Alves (MDB) e do seu esposo, presidente do diretório municipal do partido, Helder Alves, e de outras lideranças como ex-vereadores Heliomar Alves e Arnóbio Abreu, que apoiam Carlos Eduardo Alves, do PDT.

Enquanto isso, o deputado estadual reeleito George Soares e seu irmão, o prefeito Gustavo Soares, deverão estar no mesmo palanque do ex-prefeito Ivan Júnior, que deve bater o martelo de apoio a candidata do PT a governador Fátima Bezerra. A maioria das lideranças petistas do Assú integraram a equipe do ex-prefeito Ivan Júnior como secretários durante oitos, quando ele governou o Assú.

Tudo indica que o prefeito Gustavo Soares e a vice-prefeita Sandra Alves, este ano estarão em palanques diferentes na campanha governador como aconteceu no primeiro turno. O prefeito apoia Fátima Bezerra do PT e a vice-prefeita Sandra Alves, luta para eleger o candidato a governador e ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, do PDT.

PSOL declara apoio a Fátima Bezerra do PT

O candidato a governador pelo PSOL  Carlos Alberto entregou ontem carta de apoio a candidatura ao governo da senadora Fátima Bezerra (PT).

O PSOL elegeu o vereador de Natal Sandro Pimentel para um cadeira de deputado na Assembleia Legislativa.

“O partido decidiu pelo apoio à professora Fátima sem qualquer condição, sem qualquer exigência, pelo critério de derrotar o candidato Bolsonaro nacionalmente, que representa um grande retrocesso, e aqui as oligarquias do Estado”, declarou Robério Paulino, candidato a deputado estadual.

TRE marca nova eleição para prefeito de Pendências no dia 25 de novembro

O  presidente do Tribuna Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN)  , Desembargador Glauber Rêgo, juntamente com os membros da corte eleitoral e a Procuradora Regional Eleitoral do RN, decidiram  estabelecer que as eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município de Pendências vão acontecer no dia 25 de novembro de 2018, conforme calendário disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para este ano.

Com a cassação e perda de mandato de Fernando Antônio Bezerra de Medeiros e José Maria Alves Bezerra, respectivamente, prefeito e vice-prefeito de Pendências, por abuso de poder econômico e político e prática de captação ilícita de sufrágio (compra de votos), eles afastados dos cargos e o presidente da Câmara de Vereadores, Flaudivan Martins, assumiu interinamente a prefeitura de Pendências.

Confira o calendário eleitoral da eleição de Pendências:

– 18 a 23 de outubro: convenções;

– 26 de outubro: último dia para registro das candidaturas;

– 29 de outubro: início da propaganda;

– 25 de novembro: dia da eleição

– 05 de dezembro: último dia para entrega da prestação de contas

A data da diplomação do Prefeito e do vice-prefeito eleitos será fixada pelo Juiz Eleitoral, obedecendo o prazo limite de 19 de dezembro de 2018.

Horário eleitoral gratuito do segundo turno começa nesta sexta

Resultado de imagem para Horário eleitoral gratuito do segundo turno começa nesta sexta

horário eleitoral gratuito dos candidatos a presidente e governador do segundo turno das eleições começa nesta sexta-feira, 12, feriado do Dia de Nossa Senhora Aparecida. O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, na sessão administrativa desta quinta-feira, a minuta de resolução sobre o plano de mídia para o cargo de presidente da República.

O texto foi apresentado pela presidente da Corte, ministra Rosa Weber. Segundo a regra, as emissoras de rádio e televisão reservarão 25 minutos diários de segunda-feira a domingo para a propaganda eleitoral dos candidatos por inserções. Destinarão ainda 10 minutos diários de segunda a sábado para cada bloco da propaganda eleitoral referente ao segundo turno do pleito.

 O tempo será dividido igualitariamente entre as coligações dos candidatos que disputam o segundo turno, iniciando-se pela candidatura que obteve a maior votação no primeiro turno, com alternância da ordem a cada programa em bloco ou veiculação de inserção, de acordo com o TSE.

A veiculação das propagandas em bloco e por inserções dos presidenciáveis vai até a antevéspera da eleição, dia 27, que ocorre no último domingo deste mês. O dia 26 também é o último dia para a realização de debate e divulgação de propaganda eleitoral paga na imprensa escrita. 

Agência Estado, O Estado de S.Paulo

Ivan Júnior e George Soares juntos no palanque de Fátima do PT em Assú

O ex-prefeito do Assú e suplente de deputado estadual Ivan Júnior ainda não anunciou oficialmente o seu apoio no segundo turno para governador, mas é grande a probabilidade dele passar a apoiar agora, a candidata do PT a governadora Fátima Bezerra.

Nesse caso, Ivan Júnior e George Soares, vão estar no mesmo palanque da senadora do PT em Assú, apesar de serem adversários políticos no município. 

Em Assú, Ivan Júnior pode anunciar apoio a Fátima do PT

Entrevistado ontem a noite no programa Panorama do Vale, da Princesa FM, o ex-prefeito do Assú Ivan Júnior, candidato a deputado estadual que obteve mais de 23 mil votos, disse que ainda não definiu com qual candidato a governador do RN vai apoiar agora no segundo turno, mas a tendência é de que ele fique mesmo com a candidata do PT Fátima Bezerra.

Apesar de Fátima já contar com o apoio do deputado estadual reeleito George Soares, do PR, o maior rival político de Ivan Júnior em Assú, o ex-prefeito que no primeiro turno apoiou o atual governador Robinson Faria, admitiu ontem que tem afinidade com o PT do Assú que inclusive integrou a sua equipe de secretários durante oito anos quando ele governou a maior cidade do Vale.

Apesar do ex-prefeito Ivan Júnior não descartar apoiar o candidato do PDT a governador Carlos Eduardo Alves, comenta-se nos bastidores que Ivan Júnior votou em Fátima para senadora nas eleições de 2014 e no período que administrou o Assu sempre teve na petista seja como deputada federal ou senadora, uma grande parceira política e administrativa.

Irmão de senador vendia influência em esquemas no SUS, diz PF

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O empresário Murad Aziz, irmão do senador Omar Aziz (PSD/AM), ‘vendia prestígio’ para ‘auferir lucros’ em supostos esquemas descobertos pela Operação Cashback, quarta fase da Maus Caminhos, que mira desvios R$ 142 milhões do Sistema Único de Saúde do Amazonas.

Entre os alvos da Operação Cashback estão empresários e políticos. Os investigadores citam o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB/AM) como um dos supostos envolvidos no esquema. O parlamentar está internado em um hospital de São Paulo.

O irmão de Aziz chegou a ser considerado foragido, mas se entregou, segundo os investigadores. Segundo o superintendente regional da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, Murad Aziz é investigado pelos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

“O principal crime investigado nessa nova fase da Operação Maus Caminhos é o crime de peculato, no entanto, existem pessoas que fazem o trâmite, buscam a facilidade dentro do estado utilizando o poder e a influência política que detêm”, relata o delegado.  Luiz Vassallo e Fabio Serapião – O Estado de São Paulo

Leia maisIrmão de senador vendia influência em esquemas no SUS, diz PF

A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM: Câmara Macauense insiste em promover políticos e enganar o povo

Há um conceito bem fundamentado que diz que a loucura consiste em “Fazer a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes”, nesse conceito, boa parte dos vereadores macauenses se encaixam perfeitamente como “loucos”, uma vez que insistem em levar adiante uma “investigação” que de tão simulada e frágil já nasceu de forma desastrada – o Presidente da CEI postou no Facebook sua posição antes mesmos de iniciar as oitivas investigativas -, deixando assim, transparecer seu real intento: Tentar (mais uma vez) queimar politica e moralmente o Prefeito Tulio Lemos, perante o povo de Macau; Já que judicialmente e administrativamente ela pouco agiria devido a sua insignificância material. Tendo em consideração isto, parece haver em Macau uma espécie de caça à moral, um preço pra desmoralizar o Prefeito Tulio Lemos, querem a todo custo lhe imputar alguma espécie de delito, por menor que seja, para iguala-lo aos demais e tirar dele a sua maior virtude: a honestidade.

Hoje, 11 de outubro, em sessão ordinária na câmara municipal, foi lido o relatório final da CEI e os edis tiveram suas chances de defender seus votos e pontos de vista e tentar, de certo modo, convencer os outros a acompanha-los no voto. Perda de tempo.

O relatório foi aprovado por 8 votos a 5 e a câmara se fizer o que pouco tem feito (seu trabalho de forma regular), deve enviar para o órgão fiscalizador para que este por sua vez, engavete e triture mais essa denúncia falida.

DISCUSSÃO: Entre os vereadores, na discussão do relatório teve de tudo; Gritos de “Lula Livre” e até um surto de amnésia, nos vereadores Jairton Medeiros e Carlinhos do Valadão que, em dado momento, disseram que a empresa à época detentora do contrato era “premiada” pelo mau serviço prestado recebendo “em dia e antes de todas as outras empresas”. A dupla de edis se esquece porém, que durante o ano de 2017 e parte de 2018 foram realizadas cerca de três greves por parte de funcionários da empresa, motivados por pontuais atrasos no pagamento, e se esquece PRINCIPALMENTE que a empresa Vale-Norte saiu de Macau, com cerca de 700mil reais a receber. Ou seja: Quem gostaria de ser premiado assim ? Eles certamente não.

Ipanguaçu e mais 39 municípios do RN tiveram FPM retido por dívidas com o Governo Federal

Prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo

Quarenta cidades do Rio Grande do Norte não receberão os repasses federais referentes a primeira cota de outubro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para ter direito aos recursos da União, os municípios não podem estar em dívida com o Governo Federal.

Confira abaixo a lista dos municípios do RN que tiveram a primeira cota do FPM de outubro retida:

  • Afonso Bezerra
  • Alto do Rodrigues
  • Antônio Martins
  • Arez
  • Baraúna
  • Bento Fernandes
  • Carnaubais
  • Encanto
  • Equador
  • Extremoz
  • Felipe Guerra
  • Florânia
  • Galinhos
  • Gov. Dix-sept Rosado
  • Grossos
  • Ielmo Marinho
  • Ipanguaçu
  • Janduis
  • João Câmara
  • Lagoa D’anta
  • Nova cruz
  • Parazinho
  • Pau dos Ferros
  • Pedra Grande
  • Pedro Velho
  • Pendências
  • Poço Branco
  • Porto do Mangue
  • Rio do Fogo
  • Santana dos Matos
  • Santo Antônio
  • São Bento do Norte
  • São Miguel do Gostoso
  • São Pedro
  • Senador Georgino Avelino
  • Tenente Laurentino
  • Tibau
  • Touros
  • Umarizal
  • Vila Flor

Raquel denuncia ministro do TCU e filho por tráfico de influência

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz, foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por tráfico de influência, por supostamente terem negociado e recebido R$ 2,2 milhões da empresa UTC Engenharia, para influenciar o julgamento de processos referentes a contratos da usina de Angra 3 no valor de R$ 3,2 bilhões enquanto tramitavam no tribunal de contas. O advogado Tiago Cedraz, filho do ministro, e mais duas pessoas também foram denunciados.

A UTC era parte de um consórcio de sete construtora que disputava contratos em valores totais de R$ 3,2 bilhões em Angra 3, que eventualmente passaram pela análise do tribunal. Nesse contexto, o dono da empreiteira, Ricardo Pessoa, descrito pela PGR como líder do esquema, contratou Tiago Cedraz para, junto com o ministro Aroldo Cedraz, interceder em benefício dos interesses do consórcio, em ao menos dois processos. O objetivo final era evitar que o TCU impedisse a contratação ou fizesse exigências onerosas às empresas contratadas. A delação de Ricardo Pessoa corroborou a denúncia. As obras em Angra 3, iniciadas em 1983, até hoje não foram concluídas.

A PGR afirma ter comprovado que houve entrega dinheiro em espécie, de forma parcelada, em São Paulo, na sede da UTC e, em Brasília, no endereço onde funciona o escritório de Tiago Cedraz. Segundo a denúncia, o primeiro acerto foi firmado em 2012, e os pagamentos foram feitos de forma parcelada e em espécie, até 2014. Os R$ 2,2 milhões teriam sido repassados ao longo do período de tramitação dos processos. Luciano Araújo é apontado como recebedor dos pagamentos mensais, e Bruno Galiano, como responsável por dar suporte técnico às tratativas ilícitas. Eles também foram denunciados.

Leia maisRaquel denuncia ministro do TCU e filho por tráfico de influência

Santana do Matos: MP Eleitoral recomenda não citação de nomes de candidatos em evento

Resultado de imagem para benes leocadio

Festa Top 7 Shows começa nesta quinta (11). Recomendação é direcionada a deputado federal eleito, Benes Leócadio a organizadores da festa e a integrantes de bandas

O Ministério Público Eleitoral recomendou que não haja elogios, pedidos de votos e agradecimentos pessoais a qualquer candidato que ainda esteja concorrendo às eleições gerais deste ano durante um evento que será iniciado nesta quinta-feira (11) em Santana do Matos. A recomendação é direcionada ao deputado federal eleito Benes Leocádio, aos organizadores da festa e aos integrantes das bandas que irão se apresentar no Top 7 Shows, que se estenderá até o domingo (14). 

Durante a festa, não podem ser citados os nomes dos candidatos a governador do Estado e a presidente da República que ainda disputam a eleição em 2º turno. Caso isso aconteça, poderá ser caracterizado propaganda eleitoral irregular e abuso do poder por uso indevido de meios de comunicação, levando o agente à inelegibilidade e o candidato à cassação de registro ou perda de mandato. 

Pelo o que foi apurado pelo MP Eleitoral, o evento festivo, que é aberto em praça pública, será em comemoração ao resultado eleitoral do candidato a deputado federal Benes Leocádio. Na recomendação, o MP Eleitoral lembra que uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral proíbe a “realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos e a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral, respondendo o infrator pelo emprego de processo de propaganda vedada e, se for o caso, pelo abuso do poder”. 

Cópias da recomendação foram enviadas ao prefeito de Santana do Matos e ao comandante da Polícia Militar do Município para que seja dado apoio ao cumprimento do que foi recomendado.

PSC, ligado à Assembleia de Deus, oficializa apoio a Bolsonaro

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Partido Social Cristão (PSC), ligado à Assembleia de Deus, maior igreja evangélica do País, declarou oficialmente há pouco apoio a Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, no segundo turno da eleição contra Fernando Haddad (PT).

“O PSC, um partido que defende bandeiras liberais na economia e conservadoras nos costumes, tem certeza de que as propostas do candidato do PSL são as melhores para o Brasil”, disse a direção do partido, em comunicado oficial.

A decisão do PSC se deu por unanimidade, segundo nota divulgada pelo partido. Ao Estadão/Broadcast, o presidente nacional do PSC, pastor Everaldo Pereira, havia antecipado que o partido jamais apoiaria Haddad e faria campanha por Bolsonaro, caso o segundo turno fosse disputado entre os dois.

Everaldo batizou Bolsonaro nas águas do Rio Jordão, em Israel, em 2016. O candidato do PSL foi filiado ao PSC e, apesar de ser católico, tem seu melhor desempenho entre os eleitores que se declaram evangélicos, segundo diferentes pesquisas de intenção de voto. Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

Leia maisPSC, ligado à Assembleia de Deus, oficializa apoio a Bolsonaro

Câmara de Vereadores de Touros quer destituir prefeito do cargo

Resultado de imagem para prefeito Assis do Hospital

A Câmara Municipal de Touros decide, em sessão extraordinária convocada para amanhã (12), se aceita denúncia contra o prefeito Assis do Hospital (PP). Ele foi acusado de cometer infrações política-administrativas na área da Saúde e da Educação. Caso os vereadores aceitam o pedido, será instalada Comissão Processante que pode afastar o gestor da Prefeitura Municipal.

A denúncia chegou à Câmara Municipal por meio da professora Rozangela Maria Silva de Sá, que integra o quadro de servidores do município. Segundo documentos entregues por ela ao legislativo, o prefeito teria usado mais de R$ 6 milhões, majoritariamente da Saúde e da Educação, de forma indevida.

A presidente da Câmara Municipal de Touros, vereadora Izabel Cristina (PSDB), explica que a convocação se deu porque a Procuradoria da Casa encontrou indícios de que as infrações tenham sido cometidas. “Já identificamos que houve remanejamentos acima de 30% sem a autorização do legislativo, o que é vedado pela Lei Orgânica do Município”, disse a parlamentar.

A Câmara de Touros é formada por 13 vereadores. Até o momento, 11 deles já se comprometeram publicamente a dar início aos trabalhos da Comissão Processante, para apurar a veracidade das informações. Comprovadas as infrações, o legislativo pode destituir o prefeito do cargo. Tribuna do Norte

Nova cirurgia de Bolsonaro deve ser realizada em janeiro, diz médico

Resultado de imagem para Fabiana Cambricoli e Renata Cafardo, O Estado de S.Paulo

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, deverá passar por nova cirurgia logo após uma eventual posse, caso eleito no segundo turno das eleições 2018. É o que prevê o cirurgião-chefe da equipe médica do candidato, Antônio Luiz Macedo, do Hospital Israelita Albert Einstein, no Morumbi, na zona sul da capital paulista, onde o candidato ficou internado por quase um mês.

Em entrevista ao Estado na tarde desta quarta-feira, 10, o especialista afirmou que a operação para fechamento da colostomia (exteriorização do intestino para saída das fezes) só poderá ser feita após o dia 12 de dezembro, mas que, como o procedimento requer duas semanas de recuperação, se o paciente se submetesse à operação ainda neste ano não haveria garantias que ele estaria completamente recuperado para uma eventual posse, no dia 1.º de janeiro.

Dessa forma, o ideal, segundo o médico, é que o procedimento seja feito somente em janeiro. “Eu me sentiria mais seguro se a gente fechasse (a colostomia) após a (eventual) posse, em janeiro. Mas se ele quiser fazer antes, não vejo grandes dificuldades”, declarou. “Ele é muito ativo, quase impulsivo, tem muita disposição para fazer as coisas, é capaz de ele querer tirar antes. Acho que se os exames estiverem bons no dia 18 de outubro, esperando terminar o pleito eleitoral, ele decide se fecha no meio de dezembro ou em janeiro”, disse Macedo. Fabiana Cambricoli e Renata Cafardo, O Estado de S.Paulo

Leia maisNova cirurgia de Bolsonaro deve ser realizada em janeiro, diz médico

O feriado em Natal e Mossoró

Comércio de rua foi fechado após tumultos no bairro do Alecrim, em Natal, nesta quarta (20); 20/12/2027 — Foto: Filipo Cunha/Inter TV Cabugi

Nesta sexta-feira (12) é comemorado o dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e o feriado nacional muda o funcionamento do comércio. Em Natal e Mossoró, o comércio de rua é fechado e os shoppings e supermercados abrem em horário diferenciado.

Natal

Comércio de rua

Alecrim: Fechado
Centro da Cidade: Fechado
Zona Norte: Fechado

Shoppings

Midway Mall

Alimentação e Lazer: 11hs às 22hs 
Lojas de Departamento: de 13h às 21hs
Demais lojas: de 15h às 21hs
Hipermercado Extra: de 7h às 22h
Academia Smart Fit: De 9h às 15h

Leia maisO feriado em Natal e Mossoró

Câmara fica mais jovem, mais militar e mais feminina

Com um índice de renovação de 52%, o maior em 20 anos, a nova Câmara dos Deputados será mais jovem, com ampliação da representação de mulheres e negros. A participação de militares também cresceu, mas políticos, empresários e advogados ainda estão no topo do ranking de profissões.

Um em cada cinco dos 243 eleitos que nunca ocuparam uma cadeira na Casa tem até 35 anos. Entre eles, seis têm até 24 anos. Apesar de o número ser baixo, corresponde ao triplo do resultado das eleições de 2014, quando apenas dois deputados estavam nesta faixa etária.

Entre os cinco mais votados, dois têm até 24 anos – Kim Kataguiri (DEM-SP), com 22 anos, e João Campos (PSB-PE), com 24 anos, filho do ex-governador Eduardo Campos, morto em acidente aéreo em agosto de 2014 quando concorria à Presidência. Apesar do aumento nesta faixa etária, o índice de deputados de até 30 anos permaneceu o mesmo em relação a 2014, somando 28. Mariana Haubert, Camila Turtelli e Carla Bridi, O Estado de S.Paulo

Leia maisCâmara fica mais jovem, mais militar e mais feminina

Um dia após prisão, Justiça solta ex-governador de GO Marconi Perillo

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou a soltura do ex-governador Marconi Perillo (PSDB). O tucano havia sido preso nesta quarta-feira, 10, no âmbito da Operação Cash Delivery, que mira suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para suas campanhas em 2010 e 2014. A Corte acolheu pedido da defesa.

Após ser preso nesta quarta-feira, 10, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) prestou depoimento em que negou a prática de crimes à Polícia Federal.

O tucano é investigado na operação Cash Delivery e já havia sido alvo de busca e apreensão na sexta-feira, 28. Em 28 de setembro, Perillo foi alvo de busca e apreensão. Jayme Rincón, ex-tesoureiro de Perillo e coordenador da campanha ao governo do Estado de José Eliton (PSDB) – aliado do tucano e que busca a reeleição -, foi preso pela PF na ocasião com R$ 900 mil.

Prefeito do Assú embolsa quase R$ 200 milhões e a cidade continua abandonada

Resultado de imagem para ronaldo gustavo e george
Ronaldo chorou abraçado a George Soares com a segunda derrota para Ivan Júnior e o prefeito Gustavo sem tesão administrativo ameaça jogar a tolha

Com uma equipe de secretários, a maioria réus, acusados de toda prática de crime contra a administração municipal suspeitos de corrupção, peculato e outros delitos graves no então governo do seu pai e ex-prefeito Ronaldo Soares, o atual prefeito do Assú Gustavo Soares, que praticamente mora em Natal, já embolsou em quase dois anos, algo em torno de R$ 200 milhões, mas a cidade continua abandonada desde que assumiu o governo.

Com a decisão temporária do prefeito Gustavo Soares de renunciar antes de terminar o mandato ou aguentar até o fim do mandato por pressão do seu pai, Ronaldo Soares, maior ficha suja da política do Assú e que tem um dívida acima de R$ 8 milhões sem correção por mal feitos quando governou Assú, o super secretário Nuilson Pinto, o Pavão da patota de Ronaldo, é apontado candidato a futuro sucessor do irmão do deputado George Soares.

Nos alpendres da casa do cacique, velho e mau caráter em Pataxó, Ronaldo Soares ficou irado e revoltado com o povo do Assú por ter novamente derrotado o seu filho e deputado George Soares. Comenta-se nos bastidores que os dois abraçados choraram juntos apos saber da segunda derrota do parlamentar do PR para Ivan Júnior.

PERDIDO E SEM RUMO: Assim tem sido o Vereador Kekel na Câmara de Macau

Parece que tá virando moda:

O Vereador Kekel está se tornando um verdadeiro especialista em desrespeitar ou ignorar a constituição toda vez que esta estiver entre ele e algum discurso político – oportunista – que ele possa vir a se apropriar.

Triste por perceber que não consegue cair nas graças do povo por mais que tente com suas reclamações diárias e supostas denúncias através de vídeos, o Vereador Youtuber Emmanuel Clélio agora pegou outra controversa mania pra usar como ferramenta politiqueira: sugerir e criar projetos de lei ilegais – que sabe serem ilegais – apenas pra depois acusar seus opositores de boicote e ganhar algum prestígio com a parcela da população que seria beneficiada com tal lei.

A mais nova:

O Tribunal de Justiça do RN suspendeu a lei de autoria do Vereador Kekel por constatar que a lei é inconstitucional.

Em julgamento ocorrido no Pleno do TJRN nesta quarta (10), os desembargadores, por unanimidade, suspenderam a vigência da Lei . nº 1.225 de 29 de maio de 2018 , de autoria do vereador Kekel, que pretendia incluir as disciplinas de história e cultura locais no ensino fundamental do município de Macau”.

Para o desembargador relator da ação, Dr. Luiz Alberto Dantas Filho (convocado), a Lei interfere diretamente na gestão de pessoal da Prefeitura, criando despesa não prevista na Lei orçamentaria anual e, por essas razões, contraria diretamente a Constituição Estadual.

Essa foi a primeira ação, dentre outras ajuizadas pelo Município, que o tribunal analisou a constitucionalidade de Leis produzidas pelos vereadores, e que em sua maioria, são de autoria do indivíduo Emmanuel Clélio.

Parece que assim como as leis criadas pelo desorientado Kekel tem prazo curtíssimo de validade, o discurso de que é perseguido através de vetos do poder executivo também tem prazo de igual tamanho, já que dessa vez, foi um desembargador do tribunal de justiça que lhe proporcionou essa gratuita e generosa aula, em matéria que o Vereador deveria – por ser advogado – ao menos conhecer o básico (Constituição Federal).

Informações : processo ADI 0805062-29.2018.8.20.000

Neste domingo, 22 mil estudantes fazem prova para o IFRN

Imagem relacionada
Estudantes inscritos no processo seletivo devem chegar ao local de prova até as 12h45

Neste domingo (14), 21.985 estudantes em todo Rio Grande do Norte devem fazer prova para o Exame de Seleção do IFRN. O processo seletivo é referente aos cursos técnicos de nível médio integrado ao ensino médio. Os estudantes inscritos concorrem a um total de 3.148 vagas para cursos em 20 campi do Instituto.

HORÁRIO

A prova será aplicada à tarde, das às 17h.  Os candidatos devem chegar até as 12h45, horário em que os portões serão fechados.O processo seletivo é formado por uma prova de Língua Portuguesa e uma de Matemática, cada uma com 20 questões de múltipla escolha, e uma produção textual. 

O QUE LEVAR

O candidato deve, obrigatoriamente, levar o documento original com foto usado no ato de inscrição. O cartão de inscrição, disponível no portal do candidato, deve ser levado para verificação do local de prova. As folhas de respostas devem ser preenchidas com caneta esferográfica azul ou preta fabricada em material transparente. 

O gabarito das questões objetivas deve ser divulgado na página do processo seletivo na segunda-feira (15).

Portal do Candidato (para checagem do local de prova)

Edital nº 29/2018-Proen/IFRN com retificações 01, 02 e 03

%d blogueiros gostam disto: