Assú está entre as cidades mais sangrentas

Em Natal, foram 244 assassinatos entre 1º de janeiro e o início desta manhã, dia 14 de maio. Na lista das cidades mais violentas do no estado, também preocupam. Levantamento do OBVIO também revela quais são as cidades mais violentas do estado:

Mossoró, com 97 homicídios contabilizados;

Parnamirim, com 60;

Ceará-Mirim, com 57.

São Gonçalo do Amarante – 29

Macaiba -21

São José de Mipibu – 12

Assú – 9

Nisia Floresta – 9

Caicó – 8

RN atinge marca de 900 homicídios em 2017

Especialista em segurança pública e coordenador do OBVIO, Ivênio Hermes afirma que “nunca se matou tanto no Rio Grande do Norte”

A violência segue desenfreada e batendo recordes negativos no Rio Grande do Norte. Neste domingo (14), com o assassinato de um casal em São José do Campestre, cidade distante 100 quilômetros de Natal, o estado alcançou a marca de 900 homicídios registrados somente este ano.

A média é de 6,7 assassinatos por dia. Os dados são do Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida no RN.

Além de homicídios dolosos, entram na estatística elaborada pelo OBVIO outros crimes violentos que resultem em morte, como roubo (no latrocínio), estupro ou lesão corporal seguidos de morte. Cadáveres e ossadas encontradas e mortos em confrontos policiais também são considerados. As informações são do G1 RN.

Ministério Público quer que filhos de deputado sejam exonerados da Assembleia

Deputado estadual José Adécio  (Foto: Arquivo Pessoal )

O procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte recomendou a exoneração dos servidores comissionados da Assembleia Legislativa, Gustavo Alexandre Muniz e Shirley Karine Muniz Costa, filhos do deputado estadual José Adécio Costa (DEM), que é diretor da instituição e também integra a mesa diretora da Casa, segundo o portal G1 do RN.

“Considerando que a prática reiterada do nepotismo relega critérios técnicos de escolha dos ocupantes de cargos comissionados a segundo plano, levando ao preenchimento de funções públicas de alta relevância através da avaliação de vínculos genéticos ou afetivos”, traz trecho da publicação.

A recomendação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (15). No texto, o procurador-geral considera que a “afinidade familiar entre membros de Poder ocupantes de cargos de direção, chefia e assessoramento e ocupantes de funções gratificadas é incompatível com o conjunto de normas éticas abraçadas pela sociedade brasileira”.

Leia mais

Moro nega pedido de Lula para convocar mais testemunhas no caso tríplex

O juiz Sergio Moro negou pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para convocar mais testemunhas no caso do tríplex do Guarujá. Na ação, o petista responde à acusação de lavagem de dinheiro e corrupção passiva por ter supostamente recebido R$ 3,7 milhões em propina da construtora OAS.

“Indefiro, portanto, o requerido, pois a Defesa não cumpriu o ônus de identificar propriamente as testemunhas e indicar o endereço e, além disso, os depoimentos não teriam relevância para esclarecer os fatos”, escreveu o magistrado em despacho publicado no portal eletrônico da Justiça Federal do Paraná, no início da manhã desta segunda-feira. As informações são de O Globo.

Leia mais

Temer nega ‘reunião de mafiosos’ para acertar pagamento de US$ 40 milhões

O presidente Michel Temer voltou a negar que tenha comandado uma reunião em 2010 para acertar pagamento de US$ 40 milhões de propina ao PMDB. Em entrevista a rádios nesta segunda-feira, Temer disse que não houve “reuniões de mafiosos”, e que as delações são mentirosas mas “pegaram”. O suposto encontro foi descrito pelo ex-presidente da Odebrecht Engenharia Industrial, Márcio Faria, em colaboração premiada.

— O Judiciário vai levar essa coisa de sentado à cabeceira fazendo reuniões de mafiosos, não é? E 40 milhões de dólares, você disse? É muita coisa. É muita coisa, é muita coisa. Realmente são coisas fantasiosas, mas que pegaram. Divulgou-se isso muito. Isso tem que ser apurado — respondeu Temer a jornalistas.

O ex-executivo da construtora delatou que o então candidato a vice da ex-presidente Dilma Rousseff estava sentado à cabeceira da mesa de reunião em 15 de julho de 2010. O local era o escritório político de Temer em São Paulo. Também estariam no encontro os então deputados federais Eduardo Cunha (RJ) e Henrique Alves (RN). As informações são de O Globo.

Leia mais

Ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco terá de devolver R$ 90 milhões

Pedro Barusco Filho

O ex-diretor da Sete Brasil Pedro Barusco terá de devolver todo o dinheiro que obteve de propinas de contratos com estaleiros e também o que recebeu de bônus como dirigente da empresa. A decisão foi tomada na sexta-feira (12), pela juíza Maria da Penha Nobre Mauro, da 5ª Vara empresarial do Rio. A estimativa é de que os valores a serem devolvidos, atualizados, girem em torno de R$ 90 milhões.

Em sua sentença, a juíza rejeitou os pedidos dos advogados de Barusco alegando um ponto decisivo: “há confissão”, disse. Barusco fez um acordo de delação premiada em que relatou o esquema de propinas na Sete Brasil, criada para gerenciar a compra de sondas para o pré-sal. Segundo Barusco relatou, os cinco estaleiros contratados e que forneceriam as 28 sondas para a empresa pagaram propinas. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

Doria chama Lula de covarde, mas quer que petista dispute eleição

O prefeito de São Paulo, João Doria, vai de ônibus até a prefeitura no centro da cidade, nesta segunda-feira (6). O prefeito fez uma viagem do terminal Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte, até o terminal Bandeira próximo ao prédio da administração.

“O Lula, além de mentiroso, é um ator”. Foi assim que o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), reagiu ontem, em Nova York, a um pedido para avaliar o depoimento prestado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro, na quarta-feira da semana passada, em Curitiba.

Numa conversa com jornalistas na cidade norte-americana, onde inicia neste domingo (14) um tour para promover São Paulo e oferecer oportunidades de negócios para investidores, Doria disse que Lula “mente com uma convicção que impressiona; até um professor de atores ficaria impressionado como ele é capaz de encenar, mentir e tentar convencer”.

O prefeito paulistano afirmou que no depoimento à Justiça Lula se revelou “mais uma vez um covarde”. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Leia mais

Moro advertiu Lula sobre intimidação à autoridades

Lula

Nos 15 minutos finais do interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, feito pelo juiz federal Sérgio Moro, na quarta-feira passada (10), em Curitiba, o magistrado questionou o petista sobre cinco fatos que podem caracterizar tentativa de intimidação às autoridades da Operação Lava Jato e advertiu o réu sobre a conduta “inadequada”.

São episódios de declarações públicas, em que Lula disse que poderia um dia “mandar prender” os procuradores da República que o investigam, que “lembraria dos delegados” que o conduziram de forma coercitiva, em março de 2016, que só ele poderia “brigar” com a Lava Jato, além de processos movidos contra testemunhas, investigadores e até “o próprio juiz”.

O interrogatório começou às 14h do dia 10, com um frio de 13 graus e uma leve garoa. A sede da Justiça Federal, no bairro Ahú, sitiada por um exército de policiais militares acionados para evitar protestos dos cerca de 20 mil manifestantes – a maior parte, membros do MST e de centrais sindicais – que foram a Curitiba, em defesa do petista. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

Agripino é suspeito de ter recebido propina para Arena das Dunas, em Natal

Imagem relacionada

O senador, Agripino Maia (DEM-RN), teve inquérito para investigá-lo autorizado pelo ministro Luis Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), por suspeita de ter recebido propina para ajudar na liberação de recursos do BNDES para a Arena das Dunas, em Natal.

Maia, presidente do Democratas, rebate: “Tenho certeza de que as investigações vão terminar pela conclusão óbvia: que força teria eu, líder da oposição na época, para liberar dinheiro do BNDES, cidadela impenetrável do PT?” As informações são da Agência Estado.

Leia mais

Maracanã é o campeão da Copa da propina

Arena Amazônia

Palco da final do Mundial, o Maracanã é o campeão da Copa da propina. De acordo com relatos feitos pelo ex-presidente da Construtora Odebrecht, Benedito Barbosa Junior, ao Ministério Público Federal, só o ex-governador do Rio Sergio Cabral recebeu R$ 6,3 milhões em pagamentos ilegais relacionados às obras. Procurada, a defesa de Cabral, preso desde novembro em Bangu acusado de vários crimes, disse que “a nossa manifestação está sendo somente nos autos do processo penal”.

Outra acusação atinge o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio, Jonas Lopes. Segundo o ex-diretor da Odebrecht Leandro Azevedo, Lopes teria recebido R$ 1 milhão em fevereiro de 2014 para aprovar o edital de concessão do Maracanã. O acordo seria de R$ 4 milhões, mas as outras três parcelas não foram pagas porque estourou a Lava Jato. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

Copa do Mundo da corrupção ‘saqueou’ as arenas em 2014 no Brasil

A operação Lava Jato também chegou às arenas construídas ou reformadas para a Copa do Mundo de 2014. Delações de ex-executivos das construtores Odebrecht, divulgadas recentemente, e da Andrade Gutierrez citam nove dos 12 estádios utilizados como “palco” de crimes como cartel, pagamento de propinas e também caixa 2. Apenas os particulares Beira-Rio, em Porto Alegre, e Arena da Baixada, em Curitiba, se “salvaram”. A Arena Pantanal, em Cuiabá, não foi mencionada nestas delações, mas também já foi alvo de denúncias.

A corrupção rendeu aos acusados de ter se beneficiado de tal filão, políticos e autoridades, pelo menos R$120,9 milhões. O cálculo é bastante conservador. Foi feito com base em quantias e porcentagens citados em depoimentos – várias menções não vieram seguidas de cifras, segundo a Agência Estado.

Leia mais

Fábio Faria não responde se será ou não candidato a reeleição em 2018, diz a Folha

Imagem relacionada

Enquanto a maioria dos deputados e senadores alvos da Lava Jato dizem duvidar que sofrerão processo de cassação e planejam continuar na vida pública, o deputado federal Fábio Faria, do PSD, se recusou a responder Levantamento feito pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

Fábio, o filho do governador é um dos 84 congressistas investigados na operação com base em pedidos feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nas duas listas que encaminhou ao Supremo Tribunal Federal –em março de 2015 e em março deste ano.

Fábio, um dos investigados pela Lava Jato não revelou se almeja reeleição em 2018. Ele não quis responder a pergunta da Folha, “O SENHOR PRETENDE TENTAR A REELEIÇÃO OU SE CANDIDATAR PARA ALGUM OUTRO CARGO EM 2018?”

Robinson planeja na moita privatizar a Caern como fez Garibaldi com a Cosern

Resultado de imagem para Caern

Com os bilhões da venda da Caern nos cofres do Governo do Estado, Robinson Faria, teoricamente, não terá adversários políticos para vencê-lo na disputa eleitoral, mas na prática a situação pode ser diferente e ser surpreendido pela auto-confiança pessoal.

Na moita, o governador Robinson Faria, vai privatizar a Caern, mas evita falar do assunto e deverá contar com o aval do ex-governador e atual senador Garibaldi Filho, que durante sua gestão privatizou a Cosern. A privatização da Caern dá a Robinson suporte financeiro para disputar a reeleição com mais tranquilidade.

Terceirização uma grande pedra no sapato do governo

Cofres. A Advocacia-Geral da União estima que ações de terceirizados podem gerar prejuízo de R$ 870 milhões Foto: Leo Martins / Leo Martins/5-5-2017

Se provar falha na fiscalização, trabalhador tem direito de responsabilizar governo

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de só responsabilizar a União por empregados terceirizados se houver prova de que não houve fiscalização tem potencial de acabar como uma grande pedra no sapato do governo.

A União enfrenta, na Justiça do Trabalho, uma série de ações relacionadas à responsabilidade sobre os passivos trabalhistas das empresas terceirizadas que contrata para prestar serviços à administração pública.

Leia mais

Privatização da Caern vai acontecer em plena campanha eleitoral de 2018

Imagem relacionada

O programa de desestatização do BNDES, não inclui apenas a privatização das distribuidoras de gás ocorre num cenário em que a Petrobras vem batendo em retirada do setor. A Caern no Rio Grande do Norte e outras empresas de saneamento de AL, AM, MA, PA, PE, SE, CE, AC, SC e RO, também na mira do governo.

Segundo o jornal O Globo, o processo de privatização da Caern e das outras empresas de saneamento deve começar este ano. Todos os estudos deverão estar concluídos em junho e a previsão de publicação dos primeiros editais no primeiro trimestre de 2018.

A privatização da Caern vai acontecer em plena pré-campanha eleitoral pela reeleição do governador Robinson Faria.

%d blogueiros gostam disto: