Prefeito de Assú recebe mais de R$ 829 mil de royalties da Petrobras em maio

O prefeito do Assú Gustavo Soares que tem quase uma quadrilha de secretários, réus acusados de todo tipo crime contra a administração pública, encheu o ‘rabo’ este mês com o dinheiro da Petrobrás.

O Doutor que praticamente mora em Natal, botou a mão este mês numa bolada no valor de R$ 829.945,92 o que representa quase três vezes mais do que recebia a gestão passada.

No total de repasses, o prefeito Gustavo Soares, já recebeu até hoje, R$ 5.583.927,15 mas o dinheiro ele ainda tem a cara de pau de dizer que a Prefeitura do Assú não tem grana.

Royalties do petróleo impulsionam aumento da arrecadação em abril

Resultado de imagem para Royalties do petróleo impulsionam aumento da arrecadação em abril  

A arrecadação federal voltou a ser salva pela receita com royalties de petróleo, e totalizou R$ 118 bilhões em abril, um aumento real (descontada a inflação do período) de 2,27% na comparação com o mesmo mês do ano passado, divulgou nesta quinta (25) a Receita Federal.

Descontada a receita administrada por outros órgãos do governo, a arrecadação foi de R$ 112,4 bilhões no mês passado, uma queda de 1,3% entre abril deste ano ante o mesmo período de 2016.

A receita não administrada pela Receita Federal somou R$ 5,5 bilhões, aumento de 278% em relação a abril do ano passado. O montante vem crescendo neste ano porque a arrecadação com royalties, principalmente de petróleo, estava em baixa em 2017, porque o preço do produto estava menor e o real estava desvalorizado em relação ao dólar.

Leia mais

Nelter Queiroz leva prefeito e vereadores de Acari para audiência na Sesed

Preocupado com o alto índice de criminalidade em Acari, o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) cumpriu agenda nesta quinta-feira (25) na Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) do RN. Na oportunidade, Nelter intermediou audiência entre a secretária Sheila Freitas e a comitiva formada pelo prefeito Isaías Cabral, a primeira-dama Ana Maria e os vereadores Leó, Zuil, Armando, Girlene, Marineide e Bada.

De acordo com o parlamentar, no encontro foram discutidos pleitos para melhorar a segurança no município, como: o aumento do contingente policial, a destinação de uma nova viatura, a presença in loco de delegado da Polícia Civil, o pagamento de diárias operacionais aos militares, a transformação do destacamento policial em pelotão de polícia e a viabilização de projeto de videomonitoramento para coibir a criminalidade, dentre outros.

“O prefeito e vereadores explanaram todas as dificuldades vividas pela população acariense em relação à segurança pública. O momento é de união de forças para combatermos a marginalidade. Agradeço a secretária Sheila Freitas por ter nos recebido e ouvido atentamente cada pleito”, frisou Nelter.

Crise leva Câmara a incluir ‘distritão’ como opção em reforma para 2018

O deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), presidente da comissão especial da reforma política

A ideia de se criar um fundo com dinheiro público para financiar campanhas está mantida

Por Daniel Carvalho –   Folha de São Paulo

A mais grave crise política deste um ano de governo Michel Temer levou a Câmara dos Deputados a incluir como opção na reforma política a proposta do “distritão” como sistema eleitoral para as eleições de 2018.

Por este modelo, os candidatos mais votados são os eleitos, não havendo os chamados “puxadores de voto”.

No “distritão”, a disputa fica mais individualizada, já que todos os candidatos, inclusive deputados e vereadores, são eleitos pela quantidade de votos recebidos.

Este sistema seria apenas uma ponte até se chegar, em 2022, ao “distrital misto”, pelo qual metade das cadeiras seria preenchida pela lista fechada e a outra metade, por candidatos mais votados por região.

Leia mais

‘Cabeças pretas’ do PSDB pressionam por desembarque do governo Temer

CARLOS SAMPAIO

Deputado Carlos Sampaio (SP) defende saída do PSDB do governo Temer. Grupo formado por jovens parlamentares do partido pede que tucanos entreguem cargos no governo; Tasso tenta conter ‘rebelião’

Venceslau e Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

A bancada do PSDB na Câmara está dividida sobre a permanência do partido no governo Michel Temer. O grupo conhecido como “cabeças pretas” – em oposição aos “cabeças brancas”, que formam a cúpula da legenda – pressiona para que os tucanos entreguem imediatamente os cargos na administração.

O movimento “rebelde” ganhou uma adesão de peso: o deputado Carlos Sampaio (SP), vice-presidente jurídico do partido. “Penso que ser responsável com o País, hoje, é pensarmos imediatamente, de forma equilibrada e serena, numa transição que respeite o regramento constitucional. O presidente Michel Temer perdeu as condições mínimas de governabilidade”, disse o parlamentar ao Estado.

Diante do avanço do grupo, o senador Tasso Jeiressati (CE), presidente interino do PSDB, foi chamado nesta quarta-feira, 24, para acalmar os ânimos na reunião da bancada, que conta com 48 deputados.

Leia mais

Mulher de Eduardo Cunha é absolvida por Sergio Moro

Mulher de Cunha, a jornalista Claudia Cruz, deixa a sede da PF em Curitiba (PR), após visitar o marido na tarde desta quarta-feira

A mulher do ex-deputado federal Eduardo Cunha, a jornalista Cláudia Cruz, foi absolvida nesta quinta (25) pelo juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba.

Ela era acusada de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Em sua defesa, Cláudia afirmou que a responsabilidade sobre os recursos que usava era do marido, e não dela. E que não sabia da origem do dinheiro.

Leia mais

Ministros Marco Aurélio e Lewandowski também vão relatar Odebrecht

Resultado de imagem para marco aurelio lewandowski

Processos foram abertos com base nas delações da Odebrecht, mas o ministro Edson Fachin entendeu que as investigações não tinham relação com o escândalo da Petrobras

Após pedido do ministro Edson Fachin, relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Marco Aurélio Mello ficará com o inquérito que investiga o deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ) e o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes; e o ministro Ricardo Lewandowski, com a investigação relativa ao deputado Betinho Gomes (PSDB-PE).

Os inquéritos foram abertos com base nas delações da Odebrecht, mas Fachin entendeu que as investigações não tinham relação com o escândalo de corrupção da Petrobras e, por isso, deveriam seguir a regra geral e serem distribuídas por sorteio a outros ministros. Um terceiro processo, envolvendo o líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini, também será encaminhado a outro magistrado. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

OAB pede impeachment de Temer e afastamento da vida pública por 8 anos

OAB levou à Câmara nesta quinta-feira, 25, histórica denúncia contra o presidente e pedido de encaminhamento ao Senado ‘para impor a pena de perda do mandato, bem como inabilitação para exercer cargo público’

Julia Affonso, Luiz Vassallo e Fausto Macedo – O Estado de São Paulo

A Ordem dos Advogados do Brasil quer Michel Temer fora da vida pública por oito anos. Nesta quinta-feira, 25, a entidade máxima da Advocacia protocolou na Câmara denúncia contra o presidente no episódio JBS com pedido de impeachment do peemedebista. A OAB requer encaminhamento dos autos ao Senado ‘para impor ao denunciado a pena de perda do mandato, bem como inabilitação para exercer cargo público pelo prazo de oito anos’.

A OAB sustenta que Temer cometeu crime de responsabilidade, em violação ao artigo 85 da Constituição. A base legal para o pedido de afastamento do peemedebista por quase uma década é o artigo 52, parágrafo único, da Constituição.

O ponto crucial da ofensiva da Ordem contra Temer é o episódio JBS.

Leia mais

Senador do PSDB protocola pedido para criar ‘CPI da JBS’

O senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO) protocolou um requerimento no plenário do Senado para criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades envolvendo as empresas JBS e J&F em operações realizadas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o BNDES-PAR entre 2007 e 2016.

O requerimento foi protocolado em conjunto com o deputado Alexandre Baldy (PTN/GO). Agora, a presidência da Casa terá que conferir as assinaturas para que a CPI possa ser instalada.

As possíveis fraudes nos aportes concedidos pelo BNDES e BNDES-PAR resultaram na deflagração da Operação Bullish pela Polícia Federal no último dia 12 de maio. Os aportes teriam sido feitos a partir de junho de 2007 e utilizados para aquisição de outras empresas no ramo de frigoríficos, no valor de R$ 8,1 bilhões. As informações são de O Globo.

Leia mais

Senado recebe documento em que 17 ministros do TST criticam reforma

Resultado de imagem para tst

Uma comissão de ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) entregou nesta quinta-feira (25) ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), um documento de seis páginas com críticas à proposta de reforma trabalhista em tramitação na Casa.

Segundo o ministro Maurício Godinho Delgado, o documento, assinado por 17 dos 27 membros do TST, traz considerações jurídicas feitas com base em um estudo elaborado por esse grupo de ministros.

“Trouxemos um documento técnico, de colaboração para o trabalho do Senado que aponta no direito individual do trabalho uma série de medidas que reduzem imediatamente e também a médio prazo uma série de direitos consagrados na legislação atual”, afirmou o magistrado. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

J&F contrata Bradesco para vender Alpargatas, Eldorado e Vigor

0

Sem parar. Em Montes Claros, a fábrica da Alpargatas manteve a produção das sandálias Havaianas

O grupo J&F contratou o banco Bradesco BBI para vender as empresas Alpargatas, Eldorado e Vigor. A informação foi confirmada pelo jornal O Estado de S. Paulo com uma fonte próxima à empresa e uma fonte próxima ao banco.

A expectativa é de que com isso, a companhia possa centrar forças na operação da JBS que deve passar por forte turbulência com os acordos de delação, já fechado, e o de leniência que está em negociação com o Ministério Público Federal (MPF).

Por volta das 13 horas, as ações da JBS, dona da marca Friboi, avançavam 10,15%, na máxima. Operadores dizem que a recuperação se dá por conta das perdas históricas vistas com a repercussão do acordo de delação premiada feito pelos executivos do grupo. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

Deputado José Adécio é recebido por ex-candidatos e amigos na cidade de São Tomé

O deputado José Adécio foi recebido, domingo passado, por um grupo de moradores da cidade de São Tomé, na casa dos pais do ex-candidato a prefeito Lucinário Félix de Carvalho, o “Naro”.

Sempre demonstrando satisfação ao receber convites para participar de encontros informais, onde fala sobre futebol, criação de gado, agricultura e, evidentemente, política, José Adécio interagiu com dezenas de pessoas, que se disseram surpresas em “ter um deputado almoçando e conversando de forma tão descontraída, direta e simples”.

“Naro” e seu ex-candidato a vice-prefeito, José Janilson da Silva, representam novas forças políticas do município e, por muito pouco, segundo relataram, não foram eleitos. “Não tivemos apoio de ninguém. Fizemos a campanha em um moto e um carro. Percorremos todos os lugares conversando com as pessoas e apresentando nossas propostas”, disse “Naro”.

Leia mais

Rocha Loures devolve os R$ 35 mil que faltavam da ‘mala da propina’

O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que recebeu uma mala com R$ 500 mil do frigorífico JBS, informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que depositou os R$ 35 mil que faltava devolver. Na última segunda-feira, ele entregou à Polícia Federal (PF) uma mala com apenas R$ 465 mil. Rocha Loures também apresentou na corte o comprovante do depósito, feito na quarta-feira.

Rocha Loures é investigado num inquérito aberto no STF juntamente com o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG). O processo tem origem na delação de executivos do frigorífico JBS. As informações são de O Globo.

Leia mais

Por túnel, 91 fogem de penitenciária, na maior fuga da história do sistema prisional potiguar

Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal (Foto: Ricardo Araújo/G1)

A maior fuga já registrada na história do sistema prisional do Rio Grande do Norte aconteceu na madrugada desta quinta-feira (25). Foi na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, de onde 91 presos escaparam por um túnel de aproximadamente 30 metros de extensão. Nove foram recapturados. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), que já determinou a abertura de uma sindicância para apurar se houve facilitação.

Inicialmente, o secretário Luis Mauro Albuquerque, titular da Sejuc, havia informado a fuga de 82 detentos. Depois, retificou a informação ressaltando que nove haviam sido recapturados, e que o número exato de fugitivos era 91, restando 82 soltos pelas ruas. Do G1 RN.

Leia mais

Sob pressão, Temer recua e revoga decreto de Forças Armadas

BRASILIA, DF, BRASIL, 25-05-2017, 09h40: O Ministro Chefe da Casa Civil Eliseu Padilha, com o Presidente Michel Temer, durante reuniao com o Presidente da CBIC- Camara Brasileira da Industria da Construcao e grupo de empresarios, no Palacio do Planalto, em Brasilia. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress, PODER)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no entanto, negou que tenha pedido o emprego das Forças Armadas

Por Gustavo Uribe –  Folha de São Paulo

Sob pressão da base aliada, o presidente Michel Temer recuou e revogou decreto para atuação das Forças Armadas nas ruas do Distrito Federal.

A revogação saiu em edição extra do “Diário Oficial da União” nesta quinta-feira (25). Em meio a episódios de violência e depredação, o peemedebista havia publicado na quarta-feira (24) o decreto que permitia aos efetivos militares atuarem com poder de polícia até a próxima quarta-feira (31), o que criou uma crise com a Câmara dos Deputados.

Antes de tomar a decisão, o presidente foi alertado por auxiliares e assessores do desgaste que a presença das Forças Armada poderia causar à sua imagem, já prejudicada pelas delações da JBS.

Leia mais