Salomão é apontado como candidato do PSOL ao Governo do RN

O PSOL no Rio Grande do Norte articula o lançamento de candidaturas majoritárias e proporcionais nas eleições de 2018. A agremiação trabalha para ter candidaturas próprias ao governo do estado, senado, câmara federal e assembleia legislativa.

A agremiação socialista deverá lançar um manifesto sobre as próximas eleições até meados de setembro a outubro desse ano. Para o governo, o nome que desponta nas discussões é o do médico Salomão Gurgel, prefeito de Janduís por três mandatos, ex-deputado federal e ex-secretário de saúde de Natal.
Em discussões com dirigentes do partido, ele reafirmou que seu nome está à disposição do PSOL para as próximas eleições. “As principais oligarquias políticas do Rio Grande do Norte estão em decadência e o PSOL pretende ter uma presença contundente nas próximas eleições”, afirmou.

Leia maisSalomão é apontado como candidato do PSOL ao Governo do RN

Maia fará votação da denúncia com voto ao microfone

O presidente Michel Temer (PMDB) e Rodrigo Maia

Rodrigo Maia confidenciou a aliados que os deputados serão obrigados a se expor à opinião pública: eles terão de anunciar no microfone se aceitam ou não a denúncia contra Michel Temer. É o que diz o regimento.

Para Maia, a Câmara deveria, inclusive, cancelar o recesso para analisar a denúncia contra o presidente. Contudo, essa é uma decisão do plenário e o descanso, por enquanto, está mantido. As informações são da revista Veja.

Comissão que vai julgar Temer tem maioria governista e investigados na Lava Jato

O presidente Michel Temer

Os sessenta e seis deputados da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) terão nos próximos dias a missão de emitir um parecer sobre a denúncia contra o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva. O trâmite no colegiado funciona como uma espécie de instrução do processo. Ali, o presidente apresentará a sua defesa e os parlamentares governistas e opositores farão a sua argumentação. Por fim, um relatório será produzido, votado e enviado direto para o plenário da Casa, que dará a palavra final sobre a questão — Temer pode ou não ser julgado pelo crime de corrupção passiva no Supremo Tribunal Federal (STF).

A votação no colegiado é meramente formal, mas serve como um bom indicativo de como se comportará o plenário na hora decisiva. Considerando a filiação partidária e não o posicionamento particular de cada membro, Temer tem ampla maioria na comissão — 44 deputados pertencem a siglas da base aliada, 13 à oposição e 9 a partidos que não tem uma posição clara. Ou seja, a soma dos opositores com os indefinidos daria apenas a metade (22) da bancada governista. Lembrando que para dar seguimento a ação contra o presidente, é preciso ter o aval de pelo menos 342 dos 513 deputados (ou seja, dois terços da Casa). Em outras votações importantes da Casa, 48 dos 66 membros votaram pelo impeachment de Dilma Rousseff e 38 pela reforma trabalhista.

Leia maisComissão que vai julgar Temer tem maioria governista e investigados na Lava Jato

Investigação criminal contra Temer conta com apoio de 121 deputados

Resultado de imagem para deputados

Os que defendem que seja concedida a autorização somam 121, liderados por PT, PDT, PCdoB e PSB, este último integrante da base aliada do governo até o mês passado e que ainda tem um ministro. O levantamento também captou defecções em vários partidos da base, como PSDB, PR, PSD, DEM e PP.

A maioria dos deputados, no entanto, não quis responder como irá votar (197) ou se disse indecisa (74). Apesar de o apoio público a Temer não chegar a 10% da Câmara, a tarefa de seus adversários para aprovar a autorização para que o STF avalie a denúncia é muito mais complexa que a do governo para se manter no Palácio do Planalto.

Assim como ocorre com os pedidos de impeachment, para que uma investigação criminal contra o presidente da República possa ser aberta é necessário que dois terços da Câmara, ou 342 deputados, autorizem o Supremo a avaliá-la. As informações são do levantamento realizado por O Globo.

Nelter Queiroz solicita construção de quadra de esportes em São Rafael

Resultado de imagem para nelter

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) solicitou ao Governo do Estado na última semana, através de requerimento protocolado na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte (ALRN), a construção de uma quadra de esportes coberta na Escola Estadual Professora Claudeci Pinheiro Torres (antiga Escola Estadual Tristão de Barros) no município de São Rafael.

“O pleito foi uma sugestão feita ao nosso mandato pelo padre Leilson da Silva. Sabemos que o investimento em esporte e lazer é de fundamental importância para a saúde dos alunos da Escola. Também somos conscientes de que o investimento em esporte e lazer tira os jovens do mundo das drogas e da marginalidade”, frisou Nelter.

Walter Alves participa de eventos em Caicó e São Rafael

O presidente estadual do PMDB e deputado federal Walter Alves, que ainda diz não saber se vai votar a favor ou contra o engavetamento da denúncia de corrupção contra o presidente Temer, amigo de Henrique Alves, participou de eventos em duas cidades: Caicó, na região Seridó do Estado, e em São Rafael, no Oeste potiguar.

A convite do vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias (PMDB), Walter participou da missa e leilão da “Peregrinação de Sant’Ana”. O evento, que chegou à sua 16ª edição, foi realizado na Granja Caiçara e marcou o início dos festejos da padroeira da capital do Seridó.

Após visita a Caicó, Walter Alves participou da primeira edição do “Arraiá da Gente”, em São Rafael, e anunciou a destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 409 mil para o município.

 

Beto Rosado faz jogo de ‘esconde e esconde’ sobre seu voto no processo contra Temer

Imagem relacionada

O deputado federal do PP, Beto Rosado, não quer dar nenhuma satisfação aos seus eleitores sobre seu voto sobre o processo de corrupção contra o presidente Michel Temer. Segundo a Folha de São Paulo, edição de hoje, o deputado de Mossoró diz que não vai se pronunciar se vai salvar ou não, o amigo do ex-ministro Henrique Alves.

No levantamento de O Globo, o parlamentar do PP não foi encontrado para falar sobre sua posição. Coisa feia a postura de Beto de dizer não dizer se vai recusar ou não a denúncia de corrupção do presidente, afinal ele deve explicações ao povo do RN que votou nele. Se quer livrar Temer, diga e pronto, acabando esse mistério.

Acredite se quiser, mas Felipe Maia se diz indeciso para votar contra ou a favor de Temer

Resultado de imagem para felipe maia

Acredite se quiser. O deputado federal do DEM Felipe Maia, filho do senador José Agripino, é apontado como indeciso no levantamento de O Globo para saber a posição de cada um na votação que analisa a denúncia contra o presidente da República Michel Temer.

De acordo com O Globo, Felipe Maia está na relação dos 74 deputados federais que estão indecisos. Já na lista da Folha de São Paulo, o democrata também diz que não sabe se vai livrar Temer ou vai votar pela aceitação da denúncia de corrupção contra o presidente.

Primo de Henrique, o deputado Walter diz que não sabe se vai livrar Temer

Resultado de imagem para walter e henrique alves

O novo presidente estadual do PMDB do RN, deputado federal Walter Alves, está na relação divulgada pela  Folha de São de Paulo, edição de hoje, como um dos parlamentares da bancada potiguar que não sabe se vai votar a favor da aceitação de denúncia contra o presidente do Temer.

Enquanto isso, aqui no Estado, o voto do deputado do PMDB e primo do ex-ministro Henrique Alves, é tido como certo para livrar Temer da acusação da Procuradoria Geral da República por corrupção. Walter é apontado como sucessor do comandante do PMDB do RN, que está preso e denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro.

Deputada Zenaide Maia está com duas conversas sobre aceitação de denúncia de Temer

Resultado de imagem para zenaide maia e rafael motta

Com oito deputados federais, a bancada potiguar até agora tem dois parlamentares que declaram apoio à continuidade das investigações na votação da denúncia criminal apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Temer.

Os deputados Rafael Motta, do PSB e Zenaide Maia, do PR, segundo levantamento de O Globo, mas de acordo com a Folha de São Paulo, a deputada potiguar do PR – irmã do presidente estadual do PR, João Maia, acusado de receber propina do Dnit na delação do seu sobrinho – respondeu que não sabe se votará a favor da aceitação da denúncia.

Bebê baleado dentro da barriga da mãe está sedado e respira por aparelhos

Um laudo do Hospital estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde está internado o bebê baleado dentro da barriga da mãe na última sexta-feira, na Favela do Lixão, revela que o recém-nascido está sedado e respira por aparelhos.

Segundo o documento, obtido pelo EXTRA, o bebê está em estado “grave estável, em ventilação mecânica, sedado, com dreno de tórax bilateral”. O laudo também aponta uma lesão na vértebra do bebê, na altura do tórax. Segundo José Carlos Oliveira, secretario de saúde de Duque de Caxias, essa lesão deixou o recém nascido paraplégico.

A mãe da criança, Claudineia dos Santos Melo, está em estado “estável.

Leia maisBebê baleado dentro da barriga da mãe está sedado e respira por aparelhos

Planos de saúde perdem clientes, mas lucro sobe 66%

A recessão e o desemprego fizeram com que mais de 1,5 milhão de pessoas deixassem de ter plano de saúde no ano passado. Mesmo assim, as operadoras conseguiram aumentar seus ganhos: a receita das empresas cresceu 12%, e o lucro líquido aumentou 66%, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Segundo especialistas, a estratégia para obter resultados melhores em ano de crise é repassar a conta para o consumidor.

Há reajustes de planos coletivos — equivalentes a 80% do mercado — que chegam a 40%. Nos planos individuais, o aumento foi de 13,55%, índice similar aos dos últimos dois anos. A própria ANS reconhece o problema e diz que a tendência é que os planos de saúde se tornem um serviço de elite. As informações são de O Globo.

Leia maisPlanos de saúde perdem clientes, mas lucro sobe 66%

Na ANS, uma rotina de loteamento de cargos

Responsável por regular o setor de planos de saúde, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) passa por uma situação parecida com ministérios, agências reguladoras e empresas estatais: tem diretorias loteadas por indicações políticas de partidos da base aliada ao governo federal, em troca de apoio no Congresso. Reconduzida à direção da agência, Simone Freire, por exemplo, é apontada como indicação do PMDB.

Em delação premiada, o ex-senador Delcídio do Amaral chegou a dizer que há “verdadeira ‘queda de braços’ para indicações de nomes para as agências reguladoras relacionadas à área de saúde” e acrescentou que a tarefa está “a cargo do PMDB do Senado”. Ele atribuiu essa disputa acirrada à “visibilidade negativa” que a Operação Lava-Jato impôs aos setores de energia, engenharia e petróleo.

No depoimento, Delcídio contou também que os “senadores Eunício de Oliveira, Romero Jucá e Renan Calheiros possuem papel e força incontestável quanto a essas indicações”.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) cita, ainda, uma “proximidade dos planos de saúde com parlamentares”. Segundo dados tabulados pelo Idec, os planos de saúde investiram oficialmente, conforme registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), R$ 54,9 milhões nas eleições de 2014, o que contribuiu para eleger 29 deputados federais e três senadores. As informações são de O Globo.

Garibaldi diz que apoia o primo Carlos Eduardo para governador em 2018

Resultado de imagem para garibaldi e carlos eduardo

Depois de afirmar que seu primo e ex-ministro Henrique Alves, “está preso injustamente e haverá de provar inocência”, o senador Garibaldi Filho, antecipou que planeja se candidatar à reeleição. “Eu pretendo disputar. Se eu continuar a contar com a confiança do povo do Rio Grande do Norte, eu novamente serei candidato”, destacou.

Na entrevista a imprensa, Garibaldi revela que o que se tem de concreto em termos de articulação política na cúpula do PMDB potiguar até o momento é o debate em torno da possível candidatura do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT) ao Governo do Estado em 2018.

 “Se o prefeito, que tem uma aliança conosco, aceitar a candidatura, entendemos que ele é a nossa primeira opção. E a melhor opção para o Rio Grande do Norte”, declara o senador. “Até porque o vice dele é do PMDB [Álvaro Dias]. Mas não apenas por isso, dado o êxito que ele teve até agora em quatro mandatos de prefeito de Natal”, completa.

Na ‘moita’, Rogério Marinho diz que não sabe sua posição sobre a denúncia contra Temer

Resultado de imagem para rogerio e garibaldi filho

Enquanto não fecha uma aliança do PSDB com o PMDB, na disputa por duas de senador do Rio Grande do Norte nas eleições de 2018, o deputado tucano Rogério Marinho, cotado para querer ficar uma cadeira no Senado, se faz de bobo e diz que não sabe qual será a sua posição na votação que analisa a denúncia contra o presidente Temer, segundo informação da edição de hoje da Folha de São Paulo.

Cresce o rumor nos bastidores de que Rogério Marinho está disposto a se aliar com Garibaldi Filho na disputa, mas ainda falta o aval do ex-ministro Henrique Alves que está preso e denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal, a partir de contratos operacionalizados com as construtoras OAS, Odebrecht e Carioca Engenharia.

%d blogueiros gostam disto: