Candidatos terão que detalhar declaração de bens a partir de segunda (20)

Urna eletrônica na sede do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasíia

Todos os 27.813 candidatos que pretendem disputar as eleições em outubro terão que detalhar a partir desta segunda-feira (20) a declaração de bens feita ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A medida entra em vigor dez dias depois de o então presidente da Corte, ministro Luiz Fux, recuar de uma alteração que havia sido feita no sistema de registro de candidaturas que diminuía a transparência em relação aos bens de todos os políticos.

Fux havia se comprometido com a alteração do sistema depois que a Folha revelou que o tribunal promoveu mudanças no sistema. 

Nas disputas anteriores, os políticos tinham que listar seus bens de forma detalhada, com tipo, descrição e valor. Letícia Casado e Daniel Carvalho – Folha de São Paulo

Leia maisCandidatos terão que detalhar declaração de bens a partir de segunda (20)

Dia D de Vacinação em Macau tem resultados acima da média nacional

O Dia D da Campanha de Vacinação contra doenças como o sarampo e poliomielite contou com a participação de mais de 60 funcionários da Secretaria Municipal de Saúde de Macau. De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Lucianny Guerra, todos os envolvidos no trabalho estão de parabéns e o resultado final da vacinação pode ser considerado muito bom: foram aplicadas 708 doses contra o sarampo e 745 contra pólio. 

Mas Lucianny Guerra alerta que a campanha não acabou e até o dia 31 de agosto, crianças a partir de um ano até 4 anos, 11 meses e 29 dias devem ser levadas à unidades básicas de saúde para serem vacinadas. “Queremos atingir a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, então teremos equipes que vão passar nas escolas e também de casa em casa onde tem crianças na faixa etária para vacinação”.

De acordo com dados do DATASUS, em termos percentuais, esse número de doses equivalem à cobertura vacinal, respectivamente, de 43,7% e 45,32%. Números que estão acima da média nacional, que foi de 40%.
Em todo o Brasil tem confirmados 1.237 casos de sarampo em 2018. Sete pessoas morreram devido à doença no país, sendo 4 em Roraima e 3 no Amazonas. O trabalho que está sendo realizado é de prevenção.

A secretária Municipal de Saúde aproveita essa nota também para informar que está normalizado o atendimento em Pediatria no Centro de Especialidades Médicas (CEM), que contará com atendimento semanada da Dra. Anne Caroline Nóbrega, que atenderá com a devida ficha de encaminhamento.

Quatro presos são encontrados mortos dentro de Alcaçuz

Corpos foram encontrados no Presídio Rogério Coutinho Madruga, conhecido como pavilhão 5 de Alcaçuz (Foto: Ediana Miralha/Inter TV Cabugi)

Quatro presos foram encontrados mortos na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na manhã deste domingo (19). Os detentos estavam no Presídio Rogério Coutinho Madruga, o Pavilhão 5. O governo confirmou o caso.

Todos os corpos foram encontrados com sinais de enforcamento. A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) identificou os mortos como Iuri Yorran Dantas Azevedo(24), Rodrigo Alexandre Farias Araujo (26), Thiago Nunes Oliveira Silva (24) e Ytalo Nunes de Sousa (25).

As causas das mortes serão investigadas pela Polícia Civil. No entanto, as primeiras informações apontam que as mortes teriam sido causadas por brigas entre facções criminosas.

A Sejuc informou ainda que o Itep e a Delegacia Especializada em Homicídios foram acionados para a perícia e investigações.

Ministro Marco Aurélio não irá para a segunda turma do STF

A articulação interna no STF para que Marco Aurélio Mello trocasse de lugar com Dias Toffoli na Segunda Turma naufragou, publica a Veja.

A ideia era que com a posse de Toffoli na Presidência do Supremo, Cármen Lúcia fosse deslocada para a Primeira Turma, garantindo a maioria dos “ministros anti-Lava Jato” na Segundona.

Ação do MDB pode tirar 36% do tempo de TV de Geraldo Alckmin

Resultado de imagem para André Ítalo Rocha e Pedro Venceslau, ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S.Paulo

O candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) pode perder 36% do seu tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV caso o pedido feito pelo MDB anule parte da sua coligação nas eleições 2018.

Nesta sexta-feira, 17, a campanha do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles entrou com uma contestação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a invalidação do apoio de DEM, PP, PRB, PR, PTB e Solidariedade ao tucano. Neste sábado, 18, o ex-governador de São Paulo classificou o pedido como “tapetão”.

“Não há nenhuma divergência na coligação. É tapetão puro. Estive em todas as convenções”, disse o tucano após participar de um evento em São Paulo com sua vice, Ana Amélia (PP), na manhã deste sábado.

O argumento dos advogados do MDB é de que os partidos registraram em convenção apenas o apoio ao nome de Alckmin sem formalizar o desejo de se coligar com as outras legendas que o apoiam.  André Ítalo Rocha e Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

Leia maisAção do MDB pode tirar 36% do tempo de TV de Geraldo Alckmin

“Governo transformou Estado em Rio Grande da Morte”, acusa Carlos Eduardo

A explosão da criminalidade que levou o Rio Grande do Norte ao título de Estado mais violento do Brasil, deu o tom do discurso do candidato a governador pela coligação 100%RN (PDT/PP/MDB/Podemos/DEM), ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), na noite de sábado (18/08), em Rafael Fernandes, a 436 quilômetros da capital.

Ao citar os números negativos de mais de 1.100 assassinatos no Rio Grande do Norte e o extermínio de 21 policiais somente este ano, Carlos Eduardo acusou o atual governo de ter transformado o “Rio Grande do Norte em Rio Grande da Morte”.

Para o candidato da coligação 100%, o desrespeito às polícias, a falta de ação governamental e o desprezo às pessoas levaram o Estado ao descalabro na segurança.

Leia mais“Governo transformou Estado em Rio Grande da Morte”, acusa Carlos Eduardo

Garibaldi abandona Jácome em Assú

Em Assú, o candidato a reeleição ao Senado, Garibaldi Filho (MDB), abandonou o candidato a senador e atual deputado federal Antônio Jácome (Podemos), atendendo as exigências do deputado estadual George Soares, para ter o apoio da oligarquia Soares ao seu projeto de reeleição.

Em Assú, o candidato a reeleição ao Senado, Garibaldi Filho (MDB), abandonou o candidato a senador e atual deputado federal Antônio Jácome (Podemos), atendendo as exigências do deputado estadual George Soares, para ter o apoio da oligarquia Soares ao seu projeto de reeleição.

É claro que Garibaldi Alves liberou o MDB do Assú para tomar a decisão de não apoiar Jácome, mas não permitiu que o partido a nível municipal apoiasse a reeleição de João Maia, e sim do seu filho, deputado federal Walter Alves e o apoio a candidatura do seu primo a governador Carlos Eduardo Alves.

Garibaldi não moveu uma palha para obter apoio do MDB do Assú para os dois deputados estaduais da legenda: Nelter Queiroz e Hermano Morais. Na campanha de 2016 para prefeito do Assú, Nélter deixou de participar a pedido de Garibaldi e agora recebe o troco da ingratidão.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: