ENGANADOR: Ausência de quase 4 anos revela a farsa do amor do prefeito Gustavo Soares por Assú

Desde que decidiu emprestar o CPF para ser prefeito do Assú, Gustavo Soares iniciou junto com o prefeito de fato, o deputado fominha George Soares, uma trama ardilosa para que quando alcançasse a cadeira do prefeito, pudessem garantir as benesses necessárias e dar a boa vida a seus parentes, familiares, primos e aliados, e assim, fazer com que a Prefeitura do Assú fosse o trampolim da eleição do deputado irmão.

Depois de eleito e empossado, Gustavo Soares retomou sua vida profissional e social na capital do estado, onde tem apartamento luxuoso, e é frequentador dos mais badalados restaurantes e academias de Natal. Abandonou a cidade que dizia amar e que queria cuidar, e mostrou que tudo não passou de uma farsa orquestrada por seu pai, Ronaldo Soares, que foi o maior surrupiador de dinheiro público, para que sua família pudesse retomar o poder sobre os recursos da Prefeitura do Assú.

Durante quase quatro anos, Gustavo foi ausente, deixou a gestão da saúde abandonada, a população passou por  maus bocados e humilhações em plena pandemia, o comércio está se acabando, e enquanto isso, o prefeito  viajando e achando pouco, resolveu tirar férias também.

No entanto, algumas perguntas pairam pelo ar , com questionamentos de Que amor é esse por Assú? Porque o prefeito só resolve residir e cuidar dela em período eleitoral?

Quem decide servir ao povo e é eleito prefeito, tem que ter dedicação exclusiva a um cargo importante, em que uma cidade toda depende das decisões desse prefeito, porque gerir uma Prefeitura não é brincadeira não, mas parece que pra Gustavo é uma grande brincadeira, pois ele é negligente e irresponsável, e tem a incompetência como sua marca registrada.

Assembleia reduz despesas e chega a menor nível de comprometimento com a folha

No seu mais recente demonstrativo de despesas, a Assembleia Legislativa conseguiu reduzir ainda mais os custos com as despesas de pessoal. Os dados foram publicados no Diário Eletrônico 515, de terça-feira (29). Os números são relativos ao segundo quadrimestre de 2020 e revelam que o Legislativo do RN chegou a 2.09% do seu orçamento com as despesas da folha.

Isso significa que o Legislativo Estadual já pode, por exemplo, programar o próximo concurso público para contratação de servidores efetivos, conforme explica o diretor-geral da Casa, Augusto Carlos Viveiros. “Com esse índice estamos livres para providenciar concurso e todas as ações necessárias relativas à contratação de pessoal”, disse ele.

O diretor explicou que há três limites, o de 2,14%, quando o gestor precisa ficar em alerta; o de 2,26%, o prudencial e o limite máximo de 2,38%”, afirma. Augusto Carlos Viveiros afirmou que, em relação à possibilidade de concurso, já solicitou à Coordenadoria de Gestão de Pessoas o levantamento das vagas existentes, geradas pelas recentes aposentadorias dos servidores mais antigos. “Estamos felizes e comemorando porque é fruto do trabalho em equipe e da austeridade da gestão, norteada pelo Planejamento Estratégico.

Ezequiel requer investimentos em educação, segurança e recursos hídricos para o Seridó

O deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, apresentou requerimentos solicitando mais investimentos nas áreas de educação, segurança e recursos hídricos para o município de Currais Novos, no Seridó potiguar.

O primeiro pedido é pela perfuração e instalação de poços tubulares nas comunidades Novo Bom Sucesso, Frei Damião, Pedra D’Água, Sítio Riacho dos Angicos e Serrote do Melo. O parlamentar diz que o objetivo é prevenir a possibilidade de um colapso no abastecimento dessas localidades.

Ezequiel solicitou ainda o envio de uma viatura policial para o município. “As estatísticas revelam um aumento considerável de vítimas em práticas criminosas, roubos, arrombamentos, homicídios e latrocínios. Atualmente, Currais Novo, cidade polo do Seridó, está com déficit de viaturas para atender a demanda da zona urbana e comunidades rurais”, disse o deputado.

Outra solicitação do presidente da Assembleia foi por reformas nas escolas estaduais Professora Ester Galvão, Tristão de Barros, Capitão Mor Galvão, Poeta Celestino Alves, Lions Clube e Centro Supletivo Professora Creuza Bezerra, todas em Currais Novos. Ezequiel argumenta que investir na recuperação destas instituições “contribuem para a evolução do ensino potiguar nas camadas sociais mais carentes”.

Ainda de acordo com o parlamentar, as escolas listadas estão em insatisfatórios estados de conservação, com rachaduras nas paredes, goteiras no telhado e com a parte hidráulica e elétrica deterioradas.

Quatro cidades do RN têm apenas um candidato a prefeito nas eleições de 2020

Frutuoso Gomes, RN, é uma das cidades que têm apenas um candidato a prefeito nas eleições de 2020 — Foto: Google

Quatro dos 167 municípios do Rio Grande do Norte possuem apenas um candidato disputando o cargo de prefeito, nas eleições deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em Frutuoso Gomes, Serrinha dos Pintos, Tenente Ananias e Viçosa, todos no Oeste, os postulantes não têm opositores e só precisam de um voto para vencer o pleito.

De acordo com levantamento do G1, a situação se repete em 107 municípios brasileiros. Este ano, o número de cidades com candidatos únicos no país é um pouco maior do que o registrado em 2016, quando a Justiça Eleitoral notificou 95 casos desse tipo. Em 2012, foram 108 ocorrências.

No Rio Grande do Norte, nas eleições municipais de 2016, o município de Lucrécia só teve uma candidata à prefeitura e nove candidatos às nove vagas na Câmara Municipal.

Leia maisQuatro cidades do RN têm apenas um candidato a prefeito nas eleições de 2020

Nelter Queiroz apresenta PL que estabelece autonomia financeira da UERN

O deputado Nelter Queiroz (MDB) protocolou projeto de lei que regulamenta o artigo 141 da Constituição Estadual e estabelece a autonomia universitária plena da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). O parlamentar registrou a proposta em pronunciamento durante a sessão plenária desta quarta-feira (30), na Assembleia Legislativa.

“Já fazia um tempo que eu estudava para fazer um projeto de lei buscando transformar a autonomia financeira da UERN. A instituição tem 52 anos, mas precisa dessa autonomia. A ideia surgiu depois de vários debates, várias caminhadas pela região Assu e pela região Seridó, ouvindo os anseios e sugestões da população”, declarou.

Na justificativa da proposta, Nelter destaca que “com a autonomia, o Governo do Estado faria o repasse financeiro através de duodécimo e a própria Universidade seria responsável pelas suas finanças. Ademais, temos como exemplo bem sucedido de universidade com autonomia financeira a UEPB (Universidade Estadual da Paraíba), que apesar de ser um estado com PIB menor que o Rio Grande do Norte, possui uma universidade com autonomia financeira desde 2004”.

Para assegurar a execução das finalidades e o planejamento orçamentário e financeiro da UERN, o parlamentar sugere que o Poder Executivo transfira mensalmente, até o quinto dia útil, na forma de duodécimos, de forma automática e compulsória, para conta bancária própria da UERN, desvinculada da conta centralizadora do Estado, o valor correspondente a 3% da sua Receita Corrente Líquida, no valor estimado para o mês corrente, sendo a diferença acertada no duodécimo do mês subsequente.

“Espero que os meus colegas deputados subscrevam esse projeto de lei e que a governadora Fátima sancione imediatamente”, destacou.

MPRN recomenda que Prefeitura de Mossoró adote medidas de proteção aos catadores de materiais recicláveis

MP investiga ex-governadora por se promover em cima de atos da Prefeitura  de Mossoró - Agora RN
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Mossoró, recomendou que a Prefeitura e as Secretarias Municipais de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos e do Desenvolvimento Social e Juventude, adotem providências para, em prazo imediato, efetivar o cumprimento de medidas de prevenção da disseminação da Covid-19 na coleta seletiva e nas atividades exercidas pelas associações e cooperativas de catadores.
As medidas estão dispostas em Nota Técnica expedida pela Comissão do Meio Ambiente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). De acordo com o documento, o poder público deve adotar, no âmbito municipal, as medidas necessárias ao enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus, além de analisar a viabilidade da manutenção ou não das atividades de coleta seletiva e de triagem dos materiais recicláveis nesse período de pandemia.
Os gestores municipais devem apurar as medidas de segurança e de saúde em relação às atividades dos catadores, com a verificação da situação da coleta seletiva realizada pelos trabalhadores, inclusive os avulsos, e pelas cooperativas/associações de materiais recicláveis, por meio de levantamentos a serem realizados por equipes de saúde, serviço social e meio ambiente do município.

Leia maisMPRN recomenda que Prefeitura de Mossoró adote medidas de proteção aos catadores de materiais recicláveis

José Dias diz que Reforma era necessária, mas lamenta postura do governo

Em pronunciamento durante a sessão plenária dessa quarta-feira (30), na Assembleia Legislativa, o deputado José Dias (PSDB) externou a sua opinião sobre a aprovação da Reforma da Previdência na Casa Legislativa. De acordo com o parlamentar, a medida se fez necessária, mas traz impactos negativos para uma parcela da sociedade.

“Reconheço que não tínhamos outro caminho, mas lamento que não tenha havido um amplo debate para que chegássemos à melhor solução. Não diria que uma solução unânime, mas que pelo menos desse a oportunidade para que todos os interessados fossem ouvidos”, disse José Dias.

Segundo ele, por diversas vezes foi solicitado ao Executivo Estadual, ainda no ano passado, que o Governo enviasse o projeto com antecedência à Casa Legislativa, para que houvesse tempo hábil para um amplo debate com a sociedade.

“Precisávamos discutir exaustivamente a PEC e ver o comportamento dos verdadeiros servidores públicos impactados pela reforma da previdência. Este é um assunto que ainda vai render e o povo do Rio Grande do Norte há de dar uma resposta gritante à traição da governadora”, concluiu ele.

Ivan Júnior e Eurimar debateram a geração de emprego e renda pra fazer Assú sair da estagnação em que se encontra


Os candidatos a prefeito e vice do Assú, Ivan Júnior e Eurimar, realizaram ontem mais uma live, tratando dessa vez sobre “O papel do município na geração de emprego e renda”, um assunto importante que precisa ser debatido, para criar oportunidades e buscar recursos que viabilizem mudar a realidade que o povo vive hoje, sem perspectivas.
Ivan destacou que é imprescindível buscar parceiros para alavancar o setor de geração de empregos, afirmou que isso já foi prioridade e hoje a cidade vive uma fase de retrocesso. Citou por exemplo um trabalho de sua gestão em parceria com o Sebrae, explorar e fortalecer a atividade têxtil dentro do Programa de Desenvolvimento da Indústria de Assú, criando um cenário favorável ao empreendorismo e juntando esforços com o poder público, na capacitação de pequenos e novos negócios.

Eurimar que é empresário e ceramista, relatou diversos problemas que alguns setores sofrem com a indiferença do poder público municipal, e se propôs a ajudar através da FIERN/Sebrae e quaisquer outros órgãos que possam contribuir para fortalecer o município, buscar parcerias e qualificações, pra ajudar os setores que podem gerar emprego e renda, mas que só é possível se o poder público der as mãos e incentivar, para fazer Assú sair da estagnação e retrocesso que se encontra atualmente.

O ex prefeito Ivan Junior em suas duas gestões, ficou conhecido como o prefeito empreendedor e o município do Assú como a terra das oportunidades, mas isso hoje não existe mais, e o projeto de Ivan e Eurimar, é resgatar o empreendedorismo na cidade, fazer um diagnóstico amplo, trabalhar para fortalecer os pequenos negócios e estimulá – los, incentivar a criação de novos, realizar qualificação, e atrair tecnologias para facilitar todos esses processos.

Os setores têxtil, comércio, agricultura, pecuária, ceramista, e outros que podem ser identificados, serão vistos com um olhar diferenciado na gestão de Ivan e Eurimar, incentivar através do poder público para estimular a criação de associações, orientar os melhores projetos com acompanhamento técnico e se necessário, captar recursos para tornar tudo isso possível.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: