Após ser flagrado recebendo R$ 500 mil, Rocha Loures chega ao Brasil

Após participar de homenagem ao prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em Nova York (EUA), o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) desembarcou nesta sexta-feira (19) ano aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos (Grande SP).

Loures deixou o aeroporto por volta das 7h30, um pouco mais de uma hora depois de seu voo JJ 8081 da TAM pousar, às 6h20. Sem falar com a imprensa, o parlamentar em um táxi branco com seu advogado e foi embora sob gritos de “ladrão”.

O advogado Daniel Kignel o aguardava na área de desembarque e disse que primeiro iria conversar com seu cliente e se inteirar dos fatos para depois indicar os rumos do parlamentar. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisApós ser flagrado recebendo R$ 500 mil, Rocha Loures chega ao Brasil

Esquerda e direita convocam atos no país pela saída de Michel Temer

Manifestantes em ato contra o presidente Michel Temer, na avenida Paulista, nesta última quarta (17)

Movimentos que estiveram em lados opostos nas manifestações que antecederam o impeachment de Dilma Rousseff (PT), em 2016, convocaram para domingo (21) atos pedindo a saída do presidente Michel Temer (PMDB). Na noite de quarta, protestos já chegaram às ruas.

O Vem Pra Rua, que pediu o impeachment da petista, e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, contrárias à sua queda, devem protestar lado a lado na avenida Paulista, em São Paulo.

Ambos afirmam, porém, que não haverá ato unificado para pedir que Temer saia do governo. “Não pode ser junto, pedimos a prisão de Lula também”, afirmou o líder do Vem Pra Rua Rogério Chequer à Folha na manhã desta quinta-feira (18). As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisEsquerda e direita convocam atos no país pela saída de Michel Temer

Secretário parlamentar de Perrella preso pela PF é exonerado do Senado

Zezé Perrella - PTB-MG

Segundo delação de Joesley, o ex-secretário parlamentar recebeu dinheiro da JBS em nome do senador afastado Aécio Neves

Luci Ribeiro, O Estado de S.Paulo

A Diretoria-Geral do Senado Federal exonerou Mendherson Souza Lima do cargo de confiança de secretário parlamentar do gabinete do senador Zezé Perrella (PMDB-MG). A exoneração foi assinada nesta quinta-feira, 18, e está publicada no Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira. Mendherson, que também é cunhado de Perrella, foi preso pela Polícia Federal na Operação Patmos, deflagrada depois da delação de Joesley Batista, um dos donos do Grupo JBS.

De acordo com o delator, o agora ex-secretário parlamentar recebeu dinheiro da JBS em nome do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), também alvo da Patmos. O dinheiro pagaria a defesa de Aécio na Lava Jato. Segundo a PF, foram apreendidos R$ 400 mil em dinheiro na casa de Mendherson.

Leia maisSecretário parlamentar de Perrella preso pela PF é exonerado do Senado

Acordo de delação impõe a JBS multa de R$ 250 milhões

JBS

Valor que será cobrado de irmãos Joesley e Wesley Batista pelo MPF é considerado baixo para o porte do conglomerado empresarial

Josette Goulart, O Estado de S.Paulo

O acordo fechado pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, do grupo JBS, com o Ministério Público Federal, prevê imunidade total para eles. Os procuradores se comprometeram a nem sequer abrir um processo pelos crimes que os empresários relataram, em que expuseram centenas de políticos, funcionários públicos e ex-parceiros. Além disso, a multa acertada gira em torno de R$ 250 milhões, número considerado baixo, dado o porte da empresa e as cifras bilionárias já acertadas com outras empresas envolvidas na Lava Jato.

As condições “suaves” do acordo chegaram a provocar indignação em pessoas que já fizeram negócios com o grupo, que acreditam que os crimes cometidos deveriam ter alguma punição, por menor que fosse. Os empresários também tiveram permissão para continuar comandando os negócios. Mas as condições do acordo podem mudar caso deixem de prestar alguma informação sobre irregularidades.

Leia maisAcordo de delação impõe a JBS multa de R$ 250 milhões

Lamachia convoca extraordinária da OAB para discutir Temer

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Claudio Lamachia convocou reunião extraordinária do plenário da entidade máxima da Advocacia para este sábado. O tema do encontro é ‘a situação’ do presidente Michel Temer, alvo de inquérito aberto por ordem do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

O plenário da OAB é a instância máxima de deliberação da entidade. É a mesma instância que em 2016 deliberou por apresentar pedido de impeachment de Dilma Rousseff.

O plenário é formado por 81 conselheiros federais, 3 de cada Estado e do Distrito Federal. Os conselheiros são eleitos pelos advogados de todo o país. A reunião extraordinária será neste sábado, a partir das 15 horas.

A Ordem dos Advogados do Brasil é a maior entidade da sociedade civil no país. Representa mais de 1 milhão de advogados. É a maior entidade de advocacia no mundo.

Aécio tramou anistia ao caixa 2

Resultado de imagem para aecio neves

Nas gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, que fechou acordo de delação com a Procuradoria Geral da República (PGR), estão conversas com o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) sobre tentativas de barrar a operação Lava Jato e anistiar o caixa 2 no Congresso. As informações são do site BuzzFeed.

O diálogo está transcrito na decisão do ministro do STF Edson Fachin, que afastou Aécio do Senado e decretou as prisões preventivas da irmã dele, Andrea Neves, e de seu primo Frederico – responsável por receber propina em nome do senador.

“Porque o negócio (anistia ao caixa 2) agora não dá para ser mais na surdina, tem que ser o seguinte: todo mundo assinar, o PSDB vai assinar, o PT vai assinar, o PMDB vai assinar, tá montada”, diz Aécio em um trecho da conversa.

Leia maisAécio tramou anistia ao caixa 2

Candidatos têm até esta sexta-feira (19) para se inscrever no Enem

enem

Aqueles que já fizeram a inscrição têm até o fim do prazo para fazer alguma alteração no cadastro, como por exemplo, a cidade em que desejam fazer as provas

Esta sexta-feira (19) é o último dia de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados têm até as 23h59, no horário de Brasília, para se inscrever pela internet, no site do Enem. Aqueles que já fizeram a inscrição têm até o fim do prazo para fazer alguma alteração no cadastro, como por exemplo, a cidade em que desejam fazer as provas.

Até a noite dessa quinta-feira (18), segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 5,62 milhões haviam concluído a inscrição. A expectativa é que os inscritos cheguem a 7 milhões. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro. As informações são da Agência Estado.

Leia maisCandidatos têm até esta sexta-feira (19) para se inscrever no Enem

Proposta que estabelece eleições diretas ganha respaldo na Câmara

Miro Teixeira (Rede-RJ) durante ato em defesa da realização de novas eleições, em Brasília, em 2016

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), marcou para a próxima terça-feira (23) a votação da admissibilidade da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que estabelece eleições diretas em caso de vacância do cargo de presidente em até seis meses do fim do mandato.

O texto é uma proposta de mudança à Constituição, que atualmente diz que, em caso de queda do presidente tendo decorrido pelo menos dois anos do início do mandato original e na ausência do vice, o próximo ocupante deve ser escolhido por eleições indiretas, ou seja, pelo Parlamento.

A PEC 227/2016 apresentada em junho do ano passado pelo deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) ainda não havia sido apreciada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisProposta que estabelece eleições diretas ganha respaldo na Câmara

Conta da JBS tinha R$ 300 milhões para PT

1

Divisão. O saldo da conta-corrente mantida no exterior pela JBS era dividido, nas planilhas da empresa, em propinas para Dilma e Lula

Nas documentações encaminhadas pelos executivos da JBS à força-tarefa da Lava Jato no âmbito do acordo de delação premiada, estão extratos de uma conta secreta mantida na Suíça pelo dono da empresa, Joesley Batista, na qual teriam sido depositados cerca de R$ 300 milhões em propina devida ao PT. A conta tinha como titular uma empresa de fachada sediada no Panamá, segundo reportagem publicada nessa quinta-feira (18) no site da revista “Época”.

De acordo com a publicação, a conta foi sendo abastecida aos poucos, com recursos de vantagens ilegais obtidas pela JBS junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nas gestões do PT à frente do Palácio do Planalto. As vantagens à empresa foram concedidas especialmente nos anos em que Luciano Coutinho presidia o banco de fomento.

Nas planilhas da JBS, a conta-corrente de propina era dividida entre os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Segundo disse Joesley em seu depoimento de delação, o dinheiro era sacado, no Brasil, “em nome de Lula e por ordem de Lula”, às vezes por meio do ex-ministro Guido Mantega – e também em campanhas do PT em 2010 e 2014.

Leia maisConta da JBS tinha R$ 300 milhões para PT

Presidente do TSE afirma que não mudará data de julgamento da chapa Dilma/Temer

O presidente do TSE, Gilmar Mendes, desembarcou no Brasil nesta quinta afirmando que o cronograma para o julgamento da chapa Dilma-Temer será mantido. O caso deve ir ao plenário da corte eleitoral dia 6 de junho.

Há um esforço conjunto no TSE para não prolongar o julgamento da da chapa Dilma-Temer. Ministros cancelaram viagens e compromissos para se debruçar sobre o caso.

Relator da ação que pode definir o futuro de Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o ministro Herman Benjamin tem repetido um mantra para qualquer um que o questione a respeito do julgamento. Diz estar em “silêncio beneditino” até o fim do processo. As informações são da coluna Painel da Folha.

Meirelles diz que fica mesmo se Temer sair e reafirma seguir com reformas

O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) disse a investidores e aliados, nesta quinta (18), que acredita na permanência do presidente Michel Temer no poder. Mas sinalizou que tem disposição para continuar no comando da equipe econômica caso o presidente deixe o cargo.

A possibilidade de ele continuar na Fazenda sem Temer foi cogitada nos bastidores diante dos rumores de que o presidente renunciaria nesta quinta-feira.

Nesse caso, Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, seria o primeiro na linha sucessória. E Meirelles teria boas chances de ficar no cargo. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisMeirelles diz que fica mesmo se Temer sair e reafirma seguir com reformas

Presidente interino do PSDB pede que ministros do partido continuem em seus cargos

Como primeiro ato após assumir a presidência interina do PSDB, o senador Tasso Jeressati (CE) pediu aos ministros do partido que permaneçam em seus cargos até a divulgação das gravações envolvendo o presidente licenciado do partido, senador Aécio Neves (MG), e o presidente Michel Temer.

“Mantendo sua responsabilidade com o país, que enfrenta uma crise econômica sem precedentes, o PSDB pediu aos seus quatro ministros que permaneçam em seus respectivos cargos, enquanto o partido, assim como o Brasil, aguarda a divulgação do conteúdo das gravações dos executivos da JBS”, diz a nota assinada pelo senador.

Poucos após o tucano divulgar a nota, o conteúdo dos áudios foi liberado. As informações são de O Globo.

Leia maisPresidente interino do PSDB pede que ministros do partido continuem em seus cargos

Nelter luta por perfuração e instalação de poço tubular na Vila Assis, em Touros 

Nesta quinta-feira (18) o deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) esteve na Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) ao lado do vereador Tiago de Zezinho (PR), de Touros, em audiência com o secretário Ivan Lopes Júnior.

No encontro, o parlamentar e o vereador Tiago entregaram documento ao secretário Ivan solicitando a perfuração e instalação de poço tubular no distrito Vila Assis, em Touros, onde residem aproximadamente 2 mil habitantes.

“Na oportunidade, me comprometi com o vereador Tiago em destinar emenda de R$ 100 mil, junto à SEMARH, para que este sonho tão antigo da comunidade se torne realidade”, disse Nelter, Afirmando que seu mandato está à disposição da população de Touros.

Vereadora Fabielle participa de Fórum de Debates do 18 de Maio

A vereadora Fabielle Bezerra participou do Fórum Municipal sobre o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, realizado pela equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS Assú. O Encontro ocorreu no plenário da Câmara Municipal e contou com a presença da Secretária Municipal de Assistência Social, Helenora Rocha da Costa, do prefeito Gustavo Soares e do Juiz da Comarca de Assú Dr. Diego Cabral.

A vereadora ressaltou a necessidade do apoio de todos, tanto da esfera pública quanto da sociedade. Além da importante mobilização, Fabielle ressaltou a necessidade da criação de uma Frente Parlamentar para o  combate a violência e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

No transcorrer dos debates, ela informou que vai requerer mais informações e dados técnicos dos setores competentes para fundamentar novas proposições e projetos abordados no referido Fórum.

Leia maisVereadora Fabielle participa de Fórum de Debates do 18 de Maio

Agentes penitenciários dizem que foram abandonados por Robinson Faria

????????????????????????????????????

O Sistema Prisional do Rio Grande do Norte está numa situação caótica e de calamidade. Esse foi o resumo do quadro em que se encontra o setor, com base nos depoimentos da presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Estado (SINDASP) Vilma Batista e do secretário geral da entidade, André Jucá, ouvidos pela Comissão Especial da Assembleia Legislativa para analisar a situação do sistema, em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (18).

A presidente do SINDASP criticou o fato de não ter sido ouvido pelo Governo do Estado na elaboração do plano diretor para o sistema penitenciário. “Nós estamos abandonados. Nós somos expostos às condições inadequadas para o trabalho. Muitos não percebem ao que somos submetidos no dia a dia, num trabalho estressante. Infelizmente sofremos muito mais pelo abandono em que nos encontramos”, desabafou Vilma.

Leia maisAgentes penitenciários dizem que foram abandonados por Robinson Faria

Para Janot, há indícios de que Aécio cometeu corrupção passiva

aecio

Em pedido de prisão encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador geral da República, Rodrigo Janot, disse que há indícios de que Aécio Neves (PSDB-MG) cometeu crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. A informação foi divulgada na noite desta quinta-feira (18) pelo jornal “O Globo”.

Diante das gravações apresentadas pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, proprietários da JBS, em delação premiada, Janot solicitou a prisão de Aécio com o objetivo de evitar que o político atrapalhasse as investigações, segundo a Agência Estado.

Apesar disso, o relator da Lava-Jato no STF, ministro Edson Fachin, negou o pedido de prisão. Ele afirmou que Janot sustentou que “a peculiaridade do caso exigia imediata instauração de investigação” já durante as negociações da delação, para evitar o cometimento de novos crimes.

Leia maisPara Janot, há indícios de que Aécio cometeu corrupção passiva

Senadores querem saída de Temer da Presidência e realização de eleições

O Plenário do Senado foi movimentado nesta quinta-feira (18) pelos sucessivos discursos de parlamentares que exigiram a renúncia do presidente da República, Michel Temer, e a sua substituição através de eleições diretas. Os pronunciamentos substituíram a ordem do dia, que foi cancelada.

Temer é acusado de avalizar pagamentos ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que ele não firmasse delação premiada com a Polícia Federal. Os pagamentos foram feitos através de contatos entre emissários dos irmãos Joesley e Wesley Batista, do grupo empresarial JBS, e o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), aliado do presidente.

Leia maisSenadores querem saída de Temer da Presidência e realização de eleições

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: