Irmão do ministro Toffoli é um dos acusados por desvio de R$ 57 milhões

Irmão do ministro Toffoli é um dos acusados

por desvio de R$ 57 milhões

ex-prefeito-marilia-jose-ticiano-dias-toffo

Ex-prefeito de Marília, São Paulo, José Ticiano Dias Toffoli (PT) foi denunciado junto com outras quatro pessoas por uso indevido do dinheiro da União (Câmara Municipal de Marília/Divulgação)

O Ministério Público Federal denunciou nesta quinta-feira cinco pessoas acusadas de desviar 57 milhões de reais de recursos repassados pela União a áreas de educação e saúde no município de Marília, no interior de São Paulo. Entre os denunciados, está o ex-prefeito da cidade José Ticiano Dias Toffoli (PT), irmão mais velho do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Antonio Dias Toffoli.

Segundo a procuradoria, o irmão do ministro movimentou irregularmente 28,8 milhões reais nos dez meses em que ficou à frente da prefeitura, entre 2011 e 2012. Ele era vice do prefeito Mário Bulgareli (PDT), também denunciado na ação, e que renunciou ao cargo após ter o seu nome envolvido em um escândalo de desvio de verbas da merenda escolar. Em depoimento, José Ticiano Dias Toffoli admitiu o uso indevido do dinheiro, afirmando que quando tomou posse como prefeito havia déficit de cerca de 8 milhões de reais no caixa do município. Segundo o MP, a dívida foi a explicação dada por Toffoli para dar continuidade às irregularidades praticadas pelo seu antecessor — Bulgareli teria desviado 28,2 milhões de reais.

Além dos prefeitos, foram denunciados os ex-secretários da Fazenda da cidade Nelson Virgílio Grancieri, Adélson Lélis da Silva e Gabriel Silva Ribeiro, que foram apontados como os operadores do esquema. O delito consistia em desviar dinheiro endereçado ao Fundo Municipal de Saúde e atividades escolares para pagar a folha de pagamento dos funcionários da prefeitura e outros gastos da máquina pública.

Autor da denúncia, o procurador da República Jefferson Aparecido Dias pediu na ação a condenação dos cinco acusados por crime de responsabilidade, que prevê pena de três meses a três anos de prisão para os gestores que usam indevidamente a verba pública. O procurador também requisitou que a Justiça os obrigue um total de 33,2 milhões de reais, referente ao montante de recursos retirados das contas sem a devida devolução.

Fonte: VEJA

PF tenta prender irmãos do ministro da Agricultura

Polícia Federal mira irmãos do ministro da Agricultura

Ministro EiGelle

Ministro da Agricultura disse não ter nenhum negócio com seus irmãos e demais envolvidos em esquema de venda ilegal de terrenos para reforma agrária

Amanda Almeida e João Valadares - Correio Braziliense

A Polícia Federal tenta prender, nesta quinta-feira (27/11), dois irmãos do ministro da Agricultura, Neri Geller, na Operação Terra Prometida. Deflagrada na manhã de hoje, a ação quer desarticular "organização criminosa responsável por fraudes na concessão de lotes destinados à reforma agrária". De acordo com a PF, a estimativa é que mil lotes da União estejam em situação ilegal.

Os irmãos do ministro - Milton e Odair - ainda não foram encontrados pela polícia, que apura a participação dos dois no esquema. Segundo a PF, o prejuízo aos cofres públicos pode alcançar R$ 1 bilhão.

Cerca de 350 policiais federais tentam cumprir 227 mandados judiciais: 52 de prisão preventiva, 146 de busca e apreensão, além de 29 medidas proibitivas. Os mandados estão sendo cumpridos no Mato Grosso (nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nova Mutum, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Itanhangá, Ipiranga do Norte, Sorriso, Tapurah e Campo Verde), Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Entre os alvos há oito servidores públicos. Estima-se que 80 fazendeiros estejam envolvidos no esquema.

"A investigação apurou que o grupo criminoso, formado por fazendeiros, empresários e grupos do agronegócio, procurava obter uma verdadeira 'reconcentração fundiária' de terras da União que haviam sido destinadas à reforma agrária. Com ações ardilosas, uso da força física e até de armas, compravam a baixo preço ou invadiam essas áreas", diz a nota da Polícia Federal.

De acordo com a PF, para a manutenção do comércio ilegal e reconcentração de terras da reforma agrária a organização criminosa usou documentos falsos, ações de vistoria simuladas, termos de desistência fraudados e dados inverídicos incluídos no Sistema de Informações de Projetos de Reforma Agrária (SIPRA/INCRA).

Os investigados responderão, na medida de suas responsabilidades, por crimes de invasão de terras da União, contra o meio ambiente, falsidade documental, estelionato e corrupção ativa e passiva. As penas podem chegar a até 12 anos de reclusão.

Justiça suspende contrato de R$ 2,5 milhões da prefeitura de São Gonçalo do Amarante com a Marca Propaganda

Justiça suspende contrato de R$ 2,5 milhões da 

prefeitura de São Gonçalo com a Marca Propaganda

Jaime Calado P

Posição da 1ª Câmara Cível revoga decisão anterior determinando até julgamento do mérito suspensão de prestação de serviços pela Marca Propaganda e Marketing ao Município administrado pelo prefeito Jaime Calado

A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, decidiu à unanimidade, conhecer e prover agravo de instrumento manejado pelo Ministério Público Estadual e revogou a decisão anterior do Juízo de primeiro grau, determinando até o julgamento do mérito a suspensão da execução de contrato de publicidade no município de São Gonçalo do Amarante.

A 1ª Câmara Cível decidiu em consonância com parecer da 19ª Procuradora de Justiça, Valdira Câmara Torres Pinheiro Costa, nos termos do voto do Relator, o Desembargador Amílcar Maia, e deu provimento ao Agravo de Instrumento, determinando a suspensão do contrato de publicidade entre a prefeitura de São Gonçalo do Amarante e a empresa "Marca Propaganda e Marketing Ltda".

O parecer da 9ª Procuradoria de Justiça defendia a revogação da decisão anterior do Juízo de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de São Gonçalo do Amarante. No seu voto, o Desembargador Amílcar Maia reconheceu que esse tipo de contrato tem um "risco de dano grave e de difícil reparação ao erário, especialmente quando se leva em conta o elevado valor disponibilizado para os serviços de publicidade do Município de São Gonçalo do Amarante, equivalente a R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais)".

A ação civil pública ajuizada pela Promotoria de Justiça de São Gonçalo do Amarante que resultou na decisão agravada, apontou irregularidades como a ausência de pesquisa prévia de preços ou estimativa prévia antecedendo licitação que tenha por objeto a prestação de serviços de publicidade.

Além disso, a ação se justificou pela razão do alto valor do serviço, como também, pelo motivo da nítida intenção de exaltar os efeitos da atual gestão municipal, em violação ao princípio da impessoalidade, conforme se extrai do roteiro para a elaboração das propostas que haveriam de ser apresentadas pelas agências.

O Relator manifestou o convencimento de que eventuais regras de exceção não dispensam a exigência de prévio orçamento detalhado para encontrar o valor médio da obra ou serviço que a administração pretenda contratar, servindo de parâmetro para orientar o gestor público. Mas, não vislumbrou a intenção de se exaltar os feitos da gestão municipal, capaz de configurar violação ao princípio da impessoalidade.

Ministério Público Federal apresenta nova denúncia contra envolvidos em corrupção no Dnit‏

Ministério Público Federal apresenta nova denúncia

contra envolvidos em corrupção no Dnit‏

DSCF2776O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte apresentou uma nova denúncia relacionada à Operação Via Ápia, deflagrada pela Polícia Federal em 2009. Os denunciados são Gledson Golbery de Araújo Maia (Foto), Fernando Rocha Silveira, Luiz Henrique Maiolino de Mendonça, Gentil Newton Evaristo Linhares e Wladimir Moreira da Silva.

O grupo é acusado de corrupção passiva e de oferecer vantagem indevida a funcionário público (Gentil e Wladimir). A nova ação penal também é resultado de desdobramentos da Operação Mão Dupla, por meio da qual se apurava o desvio de recursos públicos geridos pelo Dnit e o envolvimento de diversas empresas de engenharia no Ceará.

Durante o cumprimento de mandatos de busca e apreensão, em Fortaleza, foram localizados documentos com planilhas que faziam referência a pagamentos realizados pelos sócios da Construtora G & F Ltda. a servidores do Dnit lotados aqui no estado. Uma das planilhas encontradas na sede da empresa faz referência a "despesas operacionais" e contém uma coluna com nomes de cidades, duas delas do RN: Ceará-Mirim e João Câmara. Ao lado de tais nomes há a indicação de pagamentos de valores em favor de diversas pessoas, dentre elas os denunciados Fernando Rocha, Luiz Henrique Maiolino e Gledson Golbery de Araújo Maia, todos então servidores do Dnit.

No documento constam os nomes de "Gleidson" e "Dnit" associados ao valor R$ 4 mil, e, logo acima, o nome de "Maiolino" e "Dnit" associados ao valor R$ 2 mil. Ambos os nomes estão associados ao município de "João Câmara/RN". O nome de Fernando Rocha aparece relacionado ao município de Ceará-Mirim e à expressão "valor variável". Observada a conexão entre as investigações do Ceará e do Rio Grande do Norte, e considerando que a documentação encontrada na sede da Construtora G & F Ltda. referia-se ao pagamento de vantagens indevidas, a chamada "propina", a Justiça autorizou o compartilhamento das provas colhidas nas operações Mão Dupla e Via Ápia.

Leia mais:Ministério Público Federal apresenta nova denúncia contra envolvidos em corrupção no Dnit‏

Jornalistas elegem Ricardo Motta o melhor deputado dos últimos quatro anos

Jornalistas elegem Ricardo Motta o melhor deputado

dos últimos quatro anos

Ricardo e Kelps

Kelps Lima é escolhido o Parlamentar do Ano

Os jornalistas que atuam nos jornais, rádios, TVs, blogs e sites e que cobrem diariamente as atividades da Assembleia Legislativa elegeram hoje (27) como Parlamentar da Legislatura o presidente da Casa, deputado Ricardo Motta (PROS), e como o Parlamentar do Ano o deputado Kelps Lima (SDD).

Votaram 30 jornalistas. O presidente Ricardo Motta obteve 25 votos e Kelps Lima, 18 votos. A eleição se realiza desde o ano de 1972, quando o primeiro eleito pelos jornalistas foi o ex-deputado Roberto Furtado. Desta vez, por ser o último ano da atual legislatura, além do Parlamentar do Ano os profissionais da imprensa elegeram também o da Legislatura.

A eleição é organizada pelo Comitê de Imprensa da Casa, presidido pelo jornalista Oliveira Wanderley. "Os jornalistas escolhem aqueles que, na sua visão, tiveram um destaque durante o ano e nesta edição, na legislatura atual", afirmou.

Ricardo Motta agradeceu o reconhecimento da imprensa e disse que dividia a escolha com todos os colegas parlamentares. "Recebo a escolha dos jornalistas que integram o Comitê de Imprensa com muita humildade e, ao mesmo tempo, com muita responsabilidade. Quero agradecer o reconhecimento e dividir com todos os meus colegas deputados e deputadas. Agradecer também o apoio da Mesa Diretora às ações administrativas, sociais, institucionais e aos trabalhos legislativos. A escolha como Parlamentar da Legislatura é um incentivo para continuar trabalhando em favor do Rio Grande do Norte".

Kelps Lima disse que a escolha foi uma grande honra: "Quero agradecer aos jornalistas e também aos colegas da Casa que aprovaram projetos importantes. Este ano me dediquei muito à atividade parlamentar. Conseguimos aprovar projetos importantes, como as quatro emendas na constituição, dois projetos de lei e isso só nos estimula a tentar no próximo ano fazer um trabalho ainda melhor".

Assembleia concede medalha do mérito a personalidades de destaque no RN

Assembleia concede medalha do mérito a personalidades

de destaque no RN

ALRN D

Na sessão solene para entrega da medalha do Mérito Legislativo, realizada esta manhã (27), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta (PROS), afirmou que o Parlamento se sente honrado em condecorar as pessoas que transcenderam o individualismo em nome do sucesso coletivo, exercendo a justiça, praticando cidadania ou fazendo da iniciativa privada o caminho para a geração de empregos e a distribuição de renda para os mais humildes.

"São cidadãos e cidadãs que não se conformam em cumprir a sua vida de maneira protocolar e trivial. São homens e mulheres que dão exemplo de lisura, competência, caridade e dedicação para o desenvolvimento dos seus conterrâneos", afirmou o presidente.

A medalha do Mérito Legislativo destina-se a distinguir e condecorar autoridades, personalidades, instituições ou entidades, campanhas, programas ou movimentos de cunho social civil ou militar pela prestação de serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Estado.

O presidente disse que a Medalha do Mérito Legislativo é a legítima distinção a cidadãos e cidadãs que, exercendo com dignidade seu ofício, prestam bons serviços à população, engrandecem o nosso Estado e exercitam o seu dever de servir ao próximo.

Foram agraciadas dez personalidades, sendo nove com a Medalha do Mérito Legislativo e uma com a Medalha do Mérito Social Maria do Céu. Com o Mérito Legislativo os desembargadores Eridson Fernandes de Medeiros (TRT), Virgílio Macedo, presidente do TRE; Aderson Silvino, presidente do TJRN. Além deles, o comandante da Polícia Militar do RN, coronel Araújo, o médico Silvério Soares de Souza Neto , o radialista José Regis, Luiz Soares de Macedo Neto, ex-combatente na Segunda Guerra Mundial, jornalista Canindé Queiroz, João Francelino Filho (in memoriam) e com a medalha do Mérito Social Maria do Céu a juíza da 2ª Vara da Família Maria Neize Andrade Fernandes.

Leia mais:Assembleia concede medalha do mérito a personalidades de destaque no RN

Secretaria de Saúde de Ipanguaçu atinge meta vacinando mais de 95% das crianças

Secretaria de Saúde de Ipanguaçu atinge meta

vacinando mais de 95% das crianças 

TalesPraxedes

Em Ipanguaçu a Campanha de Vacinação contra a paralisia infantil, sarampo e rubéola vem dando prosseguimento por todo o município. Nas últimas semanas a Secretaria Municipal de Saúde do município promoveu mobilizações nas unidades básicas de saúde afim de atender a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, de 95% do público alvo.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Thales Alves Praxedes, as ações articuladas com as equipes do Programa Saúde da Família possibilitaram a ampliação do atendimento da meta. "A campanha de vacinação segue até essa sexta, pouco menos de 5% das crianças ainda precisam ser vacinadas, estamos mapeado para identificar quem são essas crianças. O município quer muito imunizar todas por acreditar que a prevenção é uma meta a ser cumprida", frisa o secretário.

Vacina  1

A campanha de imunização teve início em 8 de novembro, o público alvo desta campanha são todas as crianças de 6 meses e menos de 5 anos. Das 1.077 crianças que precisam ser vacinadas 1.052 já foram imunizadas. As crianças que ainda não receberam as doses, pais ou responsáveis podem seguir até esta sexta(28) no Centro de Saúde Tibúrcio Freire da Silveira portando a carteira de vacinação.

Leia mais:Secretaria de Saúde de Ipanguaçu atinge meta vacinando mais de 95% das crianças

Dilma sugere ao PMDB Henrique Alves para a Previdência

Dilma sugere ao PMDB Henrique Alves para a Previdência

2014- HALVES

Dilma pensa em Alves para a Previdência, mas PMDB o quer na Integração - Jorge William / O Globo

POR SIMONE IGLESIAS - O GLOBO

Para desfazer a crise criada com o PMDB ao convidar a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para ministra da Agricultura sem conversar com o partido, a presidente Dilma Rousseff sinalizou que poderá indicar o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para a Esplanada. Em conversa nos últimos dias com o vice-presidente Michel Temer e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Dilma sugeriu nomear Alves para o Ministério da Previdência, no lugar de Garibaldi Alves, primo dele, que retomará o mandato de senador.

Ao ouvir dos peemedebistas a justificativa de que a Agricultura, que será assumida por Kátia Abreu, sempre foi uma pasta cuja indicação passava pela bancada do partido da Câmara, a presidente sugeriu a troca: dar aos deputados a Previdência, anteriormente indicada pelos senadores. A equação, no entanto, não é tão simples de resolver, porque os deputados concordam com a nomeação de Alves, mas para o Ministério da Integração Nacional. A Previdência é historicamente considerada um "abacaxi", já que as medidas mais importantes dos ministros da pasta são geralmente cortes impopulares de benefícios.

Ao sinalizar que dará a Henrique Alves uma vaga na Esplanada, Dilma contraria o que vinha dizendo aos seus auxiliares logo após as eleições: que não faria um Ministério de derrotados nas disputas estaduais. Mas ela já indicou o senador Armando Monteiro (PTB), que perdeu o governo de Pernambuco, para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Henrique Alves foi derrotado no Rio Grande do Norte. Mais dois senadores peemedebistas que perderam eleições para o governo nos seus estados trabalham para garantir um espaço no Ministério: o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (AM), e o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE).

Em conversa entre Dilma e Temer, ficou acertado que, em princípio, o PMDB terá seis ministérios: três indicados pelos senadores, e outros três indicados pela bancada da Câmara ou pela direção do partido. Dilma conseguiu de Renan Calheiros o acordo de que Kátia Abreu, que vinha sendo considerada cota pessoal da presidente, seja uma indicação dos peemedebistas do Senado. Dilma deixou claro a Renan que a nomeação de Kátia para a Agricultura é "muito importante" para ela e que, apesar das reações contrárias que surgiram após o vazamento da indicação, não deverá mudar de ideia.

— Depois de perceber a confusão que criou convidando Kátia para a Agricultura, a presidente propôs a troca desse ministério passar a ser uma indicação do Senado, e a Previdência, com Henrique, da Câmara — contou um peemedebista da cúpula.

Com Garibaldi e Edison Lobão (Minas e Energia) fora da Esplanada, o partido definirá se Vinicius Lages — indicado por Renan — permanece no Turismo, ou se emplaca Braga ou Eunício na pasta.

— Estou voltando, porque ninguém se perde no caminho de volta — disse ontem Garibaldi, ao circular pelo Senado.

Leia mais:Dilma sugere ao PMDB Henrique Alves para a Previdência

Procurador quer começar a investigar políticos neste ano

Procurador quer começar este ano a investigar políticos

apontados no esquema de corrupção na Petrobras 

rodrigo-janot-20130410-04-size-598

Janot diz que indícios oferecidos por delatores bastam para abrir inquéritos. Parlamentares citados como beneficiários de esquema só podem ser investigados com autorização do Supremo

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, espera abrir ainda neste ano os primeiros inquéritos para investigar políticos apontados como beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras desvendado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Com o fim dos depoimentos do doleiro Alberto Youssef, que decidiu colaborar com a Justiça, Janot acha que já tem indícios suficientes para pedir a abertura de inquéritos contra parlamentares e autoridades que só podem ser investigados com aval do STF (Supremo Tribunal Federal).

Não há data certa para a apresentação dos pedidos, uma vez que os depoimentos de Youssef se encerraram na terça-feira (25) e ainda precisam ser homologados pelo relator do processo no STF, ministro Teori Zavascki. Autoridades que acompanham o caso acreditam que esse processo deve levar cerca de 15 dias.

Segundo a Folha apurou, com os depoimentos do doleiro e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que também colabora com a Justiça, Janot entende que já é possível ter uma visão global dos crimes, principalmente o de corrupção, não sendo necessário aguardar outras delações ainda em curso ou sendo negociadas para dar início aos processos no Supremo.

Costa e Youssef apontaram dezenas de políticos como beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras, incluindo deputados, senadores, ministros e governadores, mas a maior parte dos nomes não veio a público ainda, porque os depoimentos são sigilosos.

Políticos ligados ao PT, ao PMDB, ao PP e até ao oposicionista PSDB foram mencionados nas delações, segundo a Folha apurou. Entre os parlamentares que teriam recebido propina, Costa citou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), de acordo com a revista "Veja". Os dois negam a acusação.

Leia mais:Procurador quer começar a investigar políticos neste ano

Ministro da Justiça diz estar 'submetido a fogo amigo e inimigo'

Ministro da Justiça diz estar 'submetido a

fogo amigo e inimigo'

cardozo didasampaioestadao511287

Presidente Dilma Rousseff decidiu manter Cardozo no Ministério da Justiça, apesar de críticas no PT, que o batizou de "pelicano" - o mais tucano dos petistas - Dida Sampaio/Estadão

VERA ROSA / BRASÍLIA - O ESTADO DE S.PAULO

Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo está sob fogo cerrado, que parte tanto do PT, seu partido, quanto dos opositores tucanos. "No PSDB um deputado já me chamou de sonso e operador do submundo e agora setores do PT e da base aliada dizem que eu não controlo a Polícia Federal", afirmou ele. "No fundo, as pessoas acham que só inimigos devem ser investigados; os amigos, não."

A presidente Dilma Rousseff decidiu manter Cardozo no cargo, apesar de críticas no PT, que o batizou de "pelicano" - o mais tucano dos petistas. Questionado se sentia-se queimado pelo fogo amigo durante a operação que escancarou um esquema de corrupção na Petrobrás, Cardozo abriu um sorriso: "Não é fogo amigo, nem inimigo. Fogo é fogo".

Sentado num antigo sofá oriundo do Palácio do Catete, no Rio, ele conta que o móvel precisou ser resgatado às pressas da biblioteca do ministério, na segunda-feira. A troca foi necessária depois que o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, quebrou o pé do outro sofá que estava no gabinete, ao esparramar-se sobre ele. "O clima na PF anda pesado", brincou Cardozo. Leia os principais trechos desta entrevista concedida ao Estado:

Políticos e dirigentes do PT dizem que o sr. não controla a Polícia Federal e alguns chegaram a afirmar que deveria deixar o cargo. Como o sr. reage às críticas?

Em geral, o mundo político não entende o papel do ministro da Justiça diante de instituições policiais que atuam de maneira autônoma. Quando houve o caso do cartel dos trens e do Metrô de São Paulo, eu era acusado de instrumentalizar tanto o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) como a Polícia Federal para atacar o PSDB. Então, no PSDB um deputado me chamou de sonso, vigarista e operador do submundo. Agora, setores do PT e da base aliada dizem que eu não controlo a PF. Não é uma coisa nem outra. No fundo as pessoas acham que as investigações têm de ser direcionadas, que só inimigos devem ser investigados; os amigos, não.

Sente-se vítima de fogo amigo?

Eu estou submetido a fogo amigo e inimigo. Fogo é fogo.

Leia mais:Ministro da Justiça diz estar 'submetido a fogo amigo e inimigo'

Central do Cidadão de Alto do Rodrigues inaugurada

Central do Cidadão de Alto do Rodrigues inaugurada

2-17-640x448

A cerimônia de inauguração da Central do Cidadão no município de Alto do Rodrigues, no vale do açu, aconteceu na tarde desta quarta-feira (26), com a presença do prefeito Abelardo Rodrigues, da governadora Rosalba Ciarlini, dos secretários de Infraestrutura Kátia Pinto, Justiça e Cidadania, Julio César Queiroz, Coordenador Estadual do Procon, Ney Lopes Junior, Diretor Geral do Detran RN, Willy Saldanha, além de vereadores, lideranças locais e a população. (Fotos: Sueldo Cabral)

A Central do Cidadão foi uma parceria realizada entre governo do estado e município para atender uma demanda diária de 400 pessoas de Alto do Rodrigues e da região circunvizinha. A Central do Cidadão já realizou 100 milhões de atendimentos em todo o Rio Grande do Norte.

4-12-640x448

Antes da inauguração da unidade, as demandas da região do oeste eram supridas apenas pelos municípios de Assu e João Câmara. "Agora o povo de Alto do Rodrigues terá serviço de qualidade em sua própria terra. A Central do Cidadão é a casa de vocês", declarou a Governadora.

7-6-Copia-640x448

A Chefe do Executivo falou ainda, sobre o aumento do número de unidades de Procon Estadual no Rio Grande do Norte desde o início de sua gestão. "Quando assumi, só havia Procon estadual em Natal. Hoje, o estado conta com unidades no Seridó, Vale, Agreste e Oeste. Trabalhamos muito e estamos conseguindo deixar as regiões do estado muito melhores do que encontramos", garantiu.

4-8-640x428

O prefeito Abelardo Rodrigues destacou em sua fala que a Central do Cidadão atenderá um público acima de cem mil habitantes das cidades de Alto do Rodrigues, Pendências, Carnaubais, Ipanguaçu, Afonso Bezerra, Porto do Mangue, Macau e Guamaré. "Estamos entregando esta bela casa ao povo da nossa região", concluiu.

Fábio Faria comemora aprovação da PEC que aumenta repasse ao FPM

Fábio Faria comemora aprovação da PEC que

aumenta repasse ao FPM

121113Sos municipios - zeca ribeiro 5

Com 349 votos a favor, os deputados aprovaram, nesta quarta-feira (26), o segundo turno da PEC 426/14, que aumenta em 1% o percentual que a União deve repassar ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O segundo vice-presidente, Fábio Faria (PSD/RN), foi um dos defensores da proposta.

"As contas dos municípios chegaram a um ponto crítico. Essa crise se arrasta há anos e tem como principais causadores a queda no repasse que é dado pela União e o aumento das responsabilidades atribuídas às cidades. Trouxemos a discussão para essa Casa com a realização de uma Comissão Geral, em novembro no ano passado, motivados pelo movimento SOS Municípios, que começou no RN", relembrou o parlamentar.

Faria também lembrou que esse é apenas um passo na busca pela recuperação financeira dos municípios. O parlamentar defende uma mudança na repartição das riquezas entre todos os entes da federação.

De acordo com a PEC, o percentual repassado ao FPM, que atualmente é de 23,5%, deve aumentar para 24,5%. O aumento será feito em duas etapas, metade em julho de 2015 e o restante em julho de 2016.

MPE e MPF ajuízam ação contra Município e empresa que executa enrocamento em Ponta Negra

MPE e MPF ajuízam ação contra Município e empresa

que executa enrocamento em Ponta Negra

2014 DSC 1217 editada exportada

Em coletiva à imprensa representantes do Ministério Público Estadual e Federal apresentam direcionamentos relativos à obra da praia, como a ação com pedido de liminar ajuizada ontem

O Ministério Público Estadual, representado pela Promotora de Justiça Gilka da Mata, e o Ministério Público Federal, pela Procuradora da República Clarisier Azevedo de Moraes, concederam entrevista coletiva à imprensa na manhã de hoje (26), na Procuradoria-Geral de Justiça, para detalhar os motivos pelos quais ajuizaram ação civil publica com pedido de liminar contra o município de Natal e a Empresa Construtora Camillo Collier Ltda relacionada à obra do enrocamento de rochas na praia de Ponta Negra.

A ação foi ajuizada a fim de prevenir e corrigir problemas ambientais consequentes da mà execução da obra de enrocamento da praia de Ponta Negra, mas principalmente para garantir a estabilidade da estrutura até o final do processo de engordamento da praia. "Os pedidos da antecipação de tutela visam garantir que não vamos ter pedras rolando, que o calçadão não vai cair", esclareceu a Promotora de Justiça Gilka da Mata.

Dentre irregularidades apontadas, a ação ajuizada ontem destaca que a empresa demandada utilizou na obra que visa garantir a sustentação do calçadão, rochas com peso muito inferior ao previsto pelo projeto autorizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb). Este determinava que as rochas da carapaça, região que receberia o maior impacto das ondas do mar, deveria pesar entre 1,3 a 2,3 toneladas.

Leia mais:MPE e MPF ajuízam ação contra Município e empresa que executa enrocamento em Ponta Negra

Assú recebe ações do Casa das Palavras

Assú recebe ações do Casa das Palavras

Cine Pedro Amorim

O projeto itinerante percorre o interior do Estado realizando atividades culturais

O município de Assú recebe entre os dias 26 e 28 de novembro o projeto itinerante Casa das Palavras. A idéia é oferecer ao município visitado uma vasta programação cultural, valorizando as artes e os artistas potiguares. O projeto irá percorrer várias cidades do Estado, e Assú foi escolhida para ser o ponto de partida.

A abertura oficial acontece nesta quarta, às 19h, no Teatro Pedro Amorim e contará com a apresentação da Orquestra de Cruzeta, do Maestro Humberto Dantas (Bembem). Na quinta-feira (27) é a vez do poeta cordelista Antônio Francisco e da apresentação da peça O Mágico de Oz, pelo grupo Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, também no Teatro. O encerramento acontece na sexta-feira (28) com o Coral formado pelos integrantes da Oficina e pela Orquestra Filarmônica Cristovam Dantas de Assú.

Durante os três dias serão ministradas oficinas de Xilogravura, com Gilvan Lopes, de Cordel, com Aldaci de França, formação de coral, com a Maestrina Leninha Campos e de Contação de História, com o Programa Bale. As atividades acontecem pela manhã e pela tarde. As oficinas de Cordel e Xilogravura acontecerão no Auditório do Sebrae. A Oficina de Contação de História será no Auditório da Secretaria de Educação. A Oficina de Formação de Coral será no Teatro Pedro Amorim.

Leia mais:Assú recebe ações do Casa das Palavras

Medalha do Mérito Legislativo reúne autoridades na Câmara dos Deputados

Medalha do Mérito Legislativo reúne autoridades

na Câmara dos Deputados

261114medalha-kassab2

No Salão Negro do Congresso Nacional, foi realizada a cerimônia de entrega da Medalha do Mérito Legislativo da Câmara dos Deputados. Por indicação do segundo vice-presidente da Casa, Fábio Faria (PSD/RN), um dos homenageados deste ano foi o ex-prefeito e presidente do PSD, Gilberto Kassab.

"Kassab foi deputado federal, prefeito da maior cidade do país e inaugurou uma nova forma de fazer política com a criação do PSD. Apesar de optar por apoiar o governo federal, ele não o fez em troca de cargos. Com a condução do Kassab, o partido alcançou a quarta maior força da Câmara dos Deputados e tem feito parcerias com base no que é bom para o país", justificou o deputado na entrega da medalha.

261114medalha-marcos

A cerimônia que é realizada desde 1983, homenageou, neste ano, 49 personalidades e instituições que tem colaborado para o fortalecimento do país e do Poder Legislativo. O deputado Fábio Faria também usou a oportunidade para homenagear o ex-combatente potiguar Lourival Lucas da Silva, que lutou durante dois anos na 2ª Guerra Mundial. Por causa da idade avançada, aos 93 anos, Lourival foi representado na cerimônia pelo filho Marcos Freire.

261114medalha-marcos2

"Lourival é um exemplo da dedicação de uma geração de combatentes que lutou em condições tão adversas para representar o país na Segunda Guerra Mundial", ressaltou o parlamentar.

Saúde de Assú segue com campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo até sexta, dia 28

Saúde de Assú segue com campanha de vacinação contra

paralisia infantil e o sarampo até sexta, dia 28

vacina-polio

O município do Assú segue até a próxima sexta-feira, dia 28, com a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. De acordo com a Secretaria de Saúde do Assú, o município trabalha para vacinar 3.615 crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias) ou, no mínimo, atingir uma cobertura vacinal de pelo menos 95% do público-alvo.

Para manter a erradicação da poliomielite e garantir a eliminação do sarampo no Brasil, é fundamental que todas as crianças dentro da faixa etária indicada sejam vacinadas. Neste propósito, a Secretaria de Saúde do Assú mantém ativados postos de vacinação funcionando nas Unidades Básicas de Saúde do município e, ainda, no Posto Central, localizado no Centro Clínico (bairro Dom Eliseu). A recomendação é de que os pais procure o posto de saúde mais próximo e não podem esquecer de apresentar a carteira de vacinação da criança.

A poliomielite e/ou paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança, quando infectada, não morre, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso e provocam paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores.

O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas vermelhas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar. A única forma de prevenção da doença é a vacinação.

Assessoria de Projetos Especiais (Sec. de Governo)- Prefeitura Municipal do Assú/RN - Alderi Dantas

Ministério Público lança campanha de enfrentamento à violência contra mulher

Ministério Público lança campanha de enfrentamento

à violência contra mulher

2014 DSC 1136 editada exportada

O Ministério Público Estadual, por meio do Núcleo de Apoio à Mulher Vítima de Violência Domestica e Familiar (Namvid), realizou na tarde de hoje (25), na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, o lançamento da campanha pelo enfrentamento à violência contra a mulher, com o tema "16 dias de ativismo: porque é preciso continuar".

A iniciativa do Namvid, que começa hoje e vai até o dia 10 de dezembro, segue a campanha mundial pelos 16 dias de ativismo a favor do fim da violência contra a mulher e também faz parte do projeto "Rede mulher, fortalecer para garantir", que propõe promover o fortalecimento de rede de enfrentamento às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

O evento contou com a presença do Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima, representantes do judiciário, do poder legislativo e executivo estadual e municipal, defensoria pública, entre outros.

O Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis, destacou a iniciativa dos envolvidos na campanha que combate a realidade da violência contra a mulher. "Temos todos que unirmos forças para sair desse ranque vergonhoso, no qual coloca o Brasil sendo um dos países mais violentos contra a mulher no mundo. Precisamos de movimentos como esse, não só 16 dias, e sim o ano todo", pontuou.

Leia mais:Ministério Público lança campanha de enfrentamento à violência contra mulher

Prefeitura do Assú divulga Nota de Pesar

Prefeitura do Assú divulga Nota de Pesar

A prefeitura do Assú divulgou uma nota de pesar lamentando a morte ocorrida após acidente envolvendo um veículo que presta serviço para Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

O acidente ocorreu entre uma Van e uma Motocicleta na BR 304, próximo a comunidade de Acauã, município de Ipanguaçu, por volta das 21h50min, desta terça-feira, 25. A Sra. Janaina Nóbrega Fernandes, de 33 anos, faleceu no local.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE PESAR

É com profundo pesar que recebemos a notícia desta tragédia que consterna nossa comunidade.

Diante da imensurável dor e inestimável perda, a Prefeitura do Assú se irmana à família e amigos da Sra. Janaina Nóbrega Fernandes, rogando a Deus conforto espiritual para todos neste momento difícil.

Prefeitura do Assú

26 de novembro de 2014

Dilma sanciona lei que alivia dívidas de Estados e municípios com a União

Dilma sanciona lei que alivia dívidas de Estados

e municípios com a União

brasil-dilma-rousseff-baixa-20141120-001-size-598

Nenhum dos dois vetos ao texto afeta o artigo que garante a correção retroativa das dívidas contraídas antes de 1º de janeiro de 2013

Por VEJA

A presidente Dilma Rousseff sancionou, com dois vetos, a lei que altera o indexador das dívidas de Estados e municípios com a União. A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União. A medida é um pleito antigo de governadores e prefeitos. O texto, de autoria do Executivo, foi aprovado pela Câmara ainda em 2013 e passou no Senado no começo deste mês. Nenhum dos vetos afeta o artigo que garante a correção retroativa das dívidas contraídas antes de 1º de janeiro de 2013.

Em vez do Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) somado aos juros de até 9% ao ano, o cálculo da dívida passa a ser feito pelo Índice Geral de Preços ao Consumidor (IPCA), com juros de até 4% ao ano, limitados pela taxa Selic. Serão 180 municípios e sete Estados diretamente beneficiados pela medida.

A mudança deve permitir uma retomada gradual na capacidade de investimento de prefeituras e governos estaduais. No final de 2013, a dívida total era de 481,1 bilhões. A previsão é de que Estados e municípios zerem seus débitos até 2030. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o comprometimento com pagamento da dívida é de 3,5 bilhões de reais anuais.

Dilma vetou o 1º artigo do texto, que alterava regras para concessão de benefícios ou incentivos tributários por parte de entes públicos. E também o artigo que determinava que encargos calculados para títulos federais deviam ficar limitados à taxa Selic.

Secretária Maira Leiliane pode ser o nome do PT para disputar a Prefeitura do Assu em 2016

Secretária Maira Leiliane pode ser o nome do

PT para disputar a Prefeitura do Assu em 2016

Maira Leiliane

Maira e o prefeito visitando o "Projeto CRAS nos Bairros e Comunidades – Vivenciando Ações de Integração"

Enquanto o empresário Patrício Júnior e o presidente da Câmara de Vereadores Breno Lopes travam uma luta interna para se viabilizarem como candidatos a prefeito do grupo governista nas eleições de 2016, a secretária de Desenvolvimento Social e Habitação do Assú, Maira Leiliane, filiada ao Partido dos Trabalhadores – PT, é apontada nos bastidores do poder como a opção feminina na disputa da sucessão do prefeito Ivan Júnior.

Bem articulada e competente, Maira Leiliane que vem realizando um excelente trabalho como integrante da equipe do primeiro escalão do governo municipal, poderá ser o nome do PT a ser indicado no processo de escolha do candidato a governista que será deflagrado a partir de meados de 2016, quando o prefeito Ivan Júnior, do PROS, que vai coordenar o processo, dará o sinal verde para as conversas e reuniões que definirão o nome do escolhido.

Parceiro leal da administração municipal, o PT, ficou animado com a votação consagradora da senadora eleita Fátima Bezerra, que obteve mais de 19 mil votos e por isso, entende que entre os partidos que hoje integram o grupo governista, os petistas têm chance de indicar um nome como pré-candidato a prefeito ou a vice-prefeito do Assú nas eleições de 2016.

Com a vitória de Fátima para o Senado, os petistas de Assu ganham discurso, força e prestígio para pleitear um lugar na chapa governista. Na campanha de 2008, o PT indicou o advogado Alberto Luis de Lima Trigueiro, companheiro de chapa do então candidato a prefeito Ivan Júnior. Em 2012, o PT abriu mão para o PMDB indicar o vice. Portanto, não é de hoje essa boa relação de convivência política.

O processo de escolha para o candidato a prefeito do Assú não será uma tarefa fácil para os grupos governistas e oposicionistas. O deputado do PR, George Soares terá problemas para manter unido o grupo de oposição se continuar com a sua obsessão de ser de novo o candidato a prefeito apenas para satisfazer uma ambição pessoal e familiar, excluindo do jogo os nomes de vários aliados com capacidade e competência.

Já o prefeito Ivan Junior também terá dificuldades de fazer o seu sucessor se não ouvir seus aliados. Para manter coeso na base governista, os atuais partidos que hoje integram o grupo, o prefeito vai precisar de muita habilidade, muita conversa e jogo de cintura, para evitar uma desagregação e o esfacelamento do grupo nesse processo que tem ingredientes como inveja, ambição e outros tipos de sentimentos menores.

Deputados articulam aumento de salário no Congresso e no Executivo

Deputados articulam aumento de salário no

Congresso e no Executivo

LF7A CDeputados

Projeto em elaboração prevê elevação de 26% no contracheque de senadores, deputados, presidente e ministros

ERICH DECAT - O ESTADO DE S. PAULO

Os parlamentares querem elevar a partir de janeiro seus próprios salários, além dos vencimentos da presidente Dilma Rousseff, do seu vice, Michel Temer, e dos 39 ministros. A previsão é de reajuste de R$ 26.723 para R$ 33.769. O aumento tem como base o acumulado dos últimos quatro anos do índice oficial de inflação (IPCA), que segundo os técnicos é de 26,33%.

Os congressistas, além dos salários, têm direito a apartamento funcional ou auxílio-moradia de R$ 3.800 e verba indenizatória de até R$ 41 mil para deputados e R$ 44,2 mil para senadores.

O mais recente aumento dado aos congressistas e aos integrantes do Executivo federal ocorreu em dezembro de 2010.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), admite a elaboração do projeto. "Tem que ter o aumento. Em toda a legislatura que se encerra, você tem que aprovar o aumento para o próximo ano. Isso é constitucional. O último aumento foi há quatro anos."

O artigo da Constituição citado por Alves é o 49, que trata das competências do Congresso. O texto prevê a fixação de subsídios idênticos para deputados federais, senadores, presidente e vice-presidente da República. No entanto, não há obrigatoriedade de se fazer reajustes no fim de cada legislatura.

Leia mais:Deputados articulam aumento de salário no Congresso e no Executivo

Investigação vê rede de operadores do PMDB na Petrobrás

Investigação vê rede de operadores do PMDB na Petrobrás

Fluxo-esquema-LavaJato

Força-tarefa da Lava Jato conclui que sigla, ao contrário de PP e o PT, tinha várias frentes que se beneficiavam do esquema na estatal

ANDREZA MATAIS E FÁBIO FABRINI - O ESTADO DE S. PAULO

O PMDB tinha uma rede de operadores na Petrobrás para desviar recursos de contratos com empreiteiras, segundo as investigações da Operação Lava Jato. Ao contrário do que ocorria com o PP e o PT, no PMDB havia várias frentes que se beneficiavam do esquema, cada uma com seu interlocutor nas diretorias da estatal.

As investigações indicam que o modelo peemedebista na Petrobrás reproduzia a organização descentralizada do partido, loteado por diversos caciques, e principal aliado do governo. Cada operador atuava para um padrinho, reportando-se a uma pessoa ou grupo de poder, e não à legenda como um todo.

Em depoimento à Justiça, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa admitiu que além de operar para o PP, que o indicou ao cargo, também passou num determinado momento a atender o PMDB. O ex-diretor disse que começou a repassar dinheiro a peemedebistas após acordo para permanecer no cargo. A barganha foi a saída encontrada por ele para conter investida de uma ala da legenda, que se articulou para derrubá-lo da cúpula da companhia petrolífera.

A negociação com o PMDB ocorreu quando Costa se afastou por meses do cargo para tratar uma doença adquirida em viagem à Índia. Segundo interlocutores, após voltar ao Brasil, o então diretor teve uma infecção generalizada e chegou a ser desenganado pelos médicos. Aproveitando-se da vacância, uma ala do partido teria se articulado para substituí-lo pelo ex-gerente executivo Alan Kardec.

No depoimento, Costa contou que, depois de recuperado, esteve em Brasília e costurou o apoio à sua manutenção no cargo com um político do PMDB. Nessa época, o então deputado José Janene, seu padrinho, já estava enfraquecido por causa do seu envolvimento com o mensalão. Paulo Roberto precisava do PMDB para continuar no cargo.

Leia mais:Investigação vê rede de operadores do PMDB na Petrobrás

Presidente da CPI da Petrobrás é indicado para o TCU

Presidente da CPI da Petrobrás é indicado para o TCU

EA Vital do Rego

Nome do senador Vital do Rêgo (PMDB- PB) foi apresentado pelo líder da sigla no Senado, Eunício Oliveira e teve o apoio de 40 parlamentares por meio de líderes partidários

RICARDO BRITO - O ESTADO DE S. PAULO

O presidente das duas CPIs da Petrobrás do Congresso, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), foi indicado no início da noite desta terça-feira, 25, para ocupar uma cadeira de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), na vaga aberta com a aposentadoria de José Jorge. A indicação foi apresentada pelo líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), à Secretaria-Geral da Mesa do Senado e contou com o apoio de 40 senadores, por meio dos líderes de partidos e de blocos partidários.

Vital do Rêgo é considerado um fiel aliado da presidente Dilma Rousseff (PT), chegando até a concorrer ao governo da Paraíba para garantir um palanque para a petista no Estado na eleição deste ano (terminou a disputa em terceiro lugar). O peemedebista está em seu primeiro mandato no Senado e, além de comandar atualmente as duas CPIs sobre a Petrobrás, preside a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a mais importante comissão da Casa. Ele também presidiu a CPI do Cachoeira em 2012, que terminou com um relatório sem ter sugerido o indiciamento de qualquer pessoa.

O projeto de decreto legislativo com a indicação de Vital, protocolada às 19h22, seguiu para análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Nesse colegiado, ela terá de ser aprovado e, posteriormente, também pelo plenário do Senado. Se passar, posteriormente, seguirá para apreciação da Câmara dos Deputados. Todas as votações, como prevê o regimento interno para casos de indicações de autoridades, ocorrem em votações secretas.

Caso seu nome seja aprovado pelo Congresso, Vital do Rêgo, que tem 51 anos, poderá ficar no tribunal até os 70 anos, prazo limite para que uma pessoa permaneça no serviço público federal pelas regras atuais. Ou seja, poderia atuar na Corte, se não quiser sair antes, até setembro de 2033.

Leia mais:Presidente da CPI da Petrobrás é indicado para o TCU

Oposição pede no Supremo a suspensão da tramitação da LDO

Oposição pede no Supremo a suspensão da

tramitação da LDO

esplanada-ministerios-ricardo-stuckert-size-598

Parlamentares alegam que a aprovação da manobra fiscal significaria um "cheque em branco" à presidente, depois de sua administração ter deteriorado as contas públicas

Marcela Mattos e Laryssa Borges,VEJA, de Brasília

Depois de uma tumultuada sessão de votação na Comissão Mista de Orçamento na noite desta segunda-feira, partidos governistas e de oposição traçaram ao longo do dia estratégias para impedir a votação nesta terça do projeto que altera o cálculo da meta de superávit fiscal de 2014 e que oficializa a manobra do Palácio do Planalto para descumprir o patamar mínimo de economia para pagar juros da dívida pública, conhecido como superávit primário.

A presidente Dilma Rousseff aguarda a conclusão desta votação para oficializar a nova equipe econômica, mas aliados governistas pretendem utilizar o projeto, considerado crucial para o novo mandato da petista, para barganhar melhores espaços no primeiro escalão do governo e negociar pastas mais expressivas na reforma ministerial.

Do lado oposicionista, o PSDB recorreu nesta terça ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar suspender a apreciação do projeto e ameaça, caso a manobra seja confirmada pelo Congresso, entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) para anular todo o processo. Para os partidos de oposição, a aprovação da manobra fiscal significaria um "cheque em branco" à petista depois de ela ter conduzido um governo que recorreu frequentemente a maquiagens nas contas públicas. No limite, caso não cumpra a Lei de Diretrizes Orçamentárias, o governo pode ser punido com sanção criminal por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

"Não há espaço para mais desonerações no orçamento público, pois o mesmo já se encontra comprometido pela irresponsabilidade fiscal do governo federal neste ano de 2014", disse o PSDB, ao apresentar mandado de segurança no STF. "O que pretende a senhora presidente da República ao promover a alteração legislativa em comento, adequando a lei à atual realidade econômico-financeira do país, é fugir à sua responsabilidade", completa o partido.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) com as metas de execução orçamentária para 2014 estabelecia originalmente patamar de superávit primário de 116,07 bilhões de reais e permitia abatimento máximo de 67 bilhões de reais para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e desonerações tributárias. Se aprovado, o novo projeto não prevê mais teto para abatimento, o que abre espaço para que a União não economize um centavo para pagar juros da dívida e até feche o ano em déficit.

"Se houver esse remanejamento sem o adequado cumprimento da meta fiscal, aquele que proporcionou a medida incorre em crime de responsabilidade. Permitindo que se modifique a lei para que a presidente Dilma seja anistiada, os efeitos serão sentidos na população brasileira, que vê os empregos deixando de ser gerados e um país deixando de ser confiável", disse o senador Aécio Neves (PSDB-MG). O tucano lembrou ainda que durante as eleições cobrou do governo o equilíbrio nas contas públicas e o controle dos gastos. "E a resposta era que as contas estavam em ordem e equilibradas. Enganaram os brasileiros durante a campanha", afirmou ele.

Vetos — Antes da votação do projeto da manobra fiscal do governo, deputados e senadores precisam votar, em sessão do Congresso Nacional, 38 vetos presidenciais que obstruem a pauta. O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), contrariou os argumentos da oposição e decidiu que a votação será feita em blocos e em cédula de papel, na sessão desta terça-feira. A discussão deverá ser longa, já que os parlamentares da oposição poderão argumentar sobre cada veto individualmente. "Não vamos individualizar veto por cédula, porque o regimento não permite isso", disse Renan ao responder as questões de ordem apresentadas pelos oposicionistas. O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), reclamou dizendo que a decisão é "inaceitável".

Escolas de Assú serão contempladas com presentes do Papai Noel dos Correios

Escolas de Assú serão contempladas com presentes

do Papai Noel dos Correios

Campanha-Papai-Noel-dos-Correios-2014

O Natal está próximo e uma das tradições dessa data tão especial é a campanha das cartinhas e presentes do Papai Noel dos Correios, promovida há 25 anos em todo o Brasil. Nesse ano, a cidade de Assú será contemplada mais uma vez e os alunos de três escolas municipais terão a oportunidade de escreverem para o bom velhinho e pedirem os seus merecidos presentes.

As três escolas contempladas em 2014 são: Escola Municipal Georgino Avelino, na Comunidade Areia Branca Piató, E. M. Romualdo Matias Cabral, no bairro de Casa Forte e a E. M. Sinhazinha Wanderley, no bairro de Bela Vista. "Fora os estudantes desses colégios, os Correios abrirão vez para as crianças da comunidade escreverem suas cartinhas para o Papai Noel", explicou a gerente dos Correios de Assú, Iris Cabral de Araújo.

As cartinhas já estão disponíveis para adoção na agência dos Correios de Assú e os presentes podem ser entregues até o dia 05 de dezembro.

Os interessados em realizar o sonho desses pequenos, podem mobilizar vizinhos, colegas de trabalho, amigos e familiares para colaborarem com o Papai Noel dos Correios. A Instituição se responsabiliza pela remessa do presente à escola onde estuda a criança ou à residência. Independente da obtenção do presente solicitado, todas as crianças receberão uma carta-resposta do bom velhinho.

25 anos

Em 2014 a campanha Papai Noel dos Correios completa 25 anos. A campanha tem por objetivo responder às crianças que escrevem ao Papai Noel por meio do envio da carta-resposta e atender, dentro do que for possível, aos pedidos de presentes de natal das crianças em situação de vulnerabilidade social.

A campanha contempla, além das cartas das crianças da sociedade que escrevem diretamente ao Papai Noel, as cartas de estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.

É priorizado o atendimento de cartas que indiquem condição socioeconômica familiar condizente com a campanha.

SEACOM/Assessoria de Imprensa - PMA

Henrique Alves será indicado pelo PMDB para integrar o segundo mandato de Dilma

Henrique Alves será indicado pelo PMDB para integrar

o segundo mandato de Dilma

Henrique Alves MMMM

Atual presidente da Câmara Federal está na lista de indicações elaborada pela cúpula peemedebista

Não adianta mais o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (PMDB), derrotado para o governo do Estado na última eleição, afirmar que irá passar os próximos quatro anos dedicando-se ao exercício do empresariado, conforme afirmou recentemente. Em discussão a portas fechadas, o vice-presidente da República, Michel Temer, o presidente do Senado, Renan Calheiros, e o futuro presidente da Câmara, Eduardo Cunha, fecharam a lista de indicações de ministeriáveis do PMDB para o próximo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ao todo, o PMDB deverá ser contemplado com seis ministérios. Segundo informações veiculadas esta manhã pela imprensa nacional, Michel Temer, Renan Calheiros e Eduardo Cunha se acertaram, num encontro que tiveram a três, acerca da divisão dos ministérios que cabem ao PMDB da Câmara e do Senado. "Ficou acordado que Eduardo Cunha, por exemplo, indicará o nome de Henrique Eduardo Alves. Temer quer fazer Eliseu Padilha ministro também. O PMDB do Senado ficaria, além da vaga já certa para Kátia Abreu, com as indicações de Eunício Oliveira e Eduardo Braga", destaca o jornalista Lauro Jardim, da revista Veja.

Não se sabe, porém, para qual ministério Henrique seria indicado. É certo que o peemedebista, em que pese ter perdido a eleição e sua indicação para o primeiro escalão do governo federal ser uma espécie de prêmio de consolação, não se mostra receptivo a um ministério de somenos importância, como o Turismo. Segundo o jornalista Claudio Humberto, sondado para a pasta, Henrique torceu o nariz e chegou a considerar ofensa. Afinal, como presidente da Câmara dos Deputados é um político influente em Brasília. A parceria com o governo Dilma Rousseff, em torno de votações importantes neste ano, deveria credenciá-lo a pastas mais essenciais, como Integração Nacional ou Saúde.

Leia mais:Henrique Alves será indicado pelo PMDB para integrar o segundo mandato de Dilma

Pagina 1 de 217