Carlinhos Brown apoia causa gay, mas pede cautela com ‘excessos’

Carlinhos Brown

Para cantor, que relança ‘A Namorada’ e vai para a Parada Gay de Madrid, casais do mesmo sexo devem se beijar em público, mas sem expor a intimidade

Por Maria Carolina Maia – Veja

Nos anos 1990, Carlinhos Brown estourou com um hit sobre uma namorada que… tinha outra namorada. O caso da música A Namorada, diz ele, é baseado em uma história que viveu, quando era garoto e vendia picolé na porta de uma escola, em Salvador. Carlinhos conheceu a filha da diretora do colégio, com quem namorou até descobrir que ela tinha uma parceira.

O caso ilustra também, segundo o cantor, o seu apreço pela temática LGBT, causa que ele apoia e para a qual fez uma nova música, Orgulho de Nós Dois, que será lançada na Parada Gay de Madrid, dia 2 de julho – para a Parada Gay de São Paulo, diz nunca ter sido convidado.

“Essa é uma causa que sempre mereceu respeito.” Simpatizante, ele afirma ver avanços na realidade da comunidade gay, “mas também excessos”. “Uma coisa é você assumir qualquer desejo seu sexual, outra coisa é um cuidado com a sua sexualidade, respeitar a sua intimidade”, diz ele em entrevista a VEJA.

Deixe um comentário