PAPELÃO: Comício de Carlos Eduardo em Macau teve tudo e todos, menos o povo macauense

O candidato ao Governo do Estado, Carlos Eduardo Alves, realizou na noite deste domingo (16 de Setembro) uma carreata seguida de comício na cidade de Macau; Mas ao que tudo indica, e como as imagens não mentem, a movimentação foi um verdadeiro fracasso de público.

Num palanque recheado de caciques, deputados, senadores, prefeitos e ex-prefeitos que juntos somam quase 100 anos de vida pública comandando os destinos do dinheiro público, Carlos Eduardo viu, de cima pra baixo, os mesmos rostos e pessoas que o acompanham por cada cidade que vai e cada evento que participa. O comício em dado momento – e como a imagem demonstra – poderia facilmente ser confundido com uma abertura de jogos olímpicos, tendo em vista a quantidade de bandeiras sendo exibidas às “autoridades” presentes.

A cidade de Macau possui cerca de 30 mil habitantes e considerando as imagens obtidas por esta redação, é seguro afirmar que menos de 1% da população macauense foi às ruas ouvir o discurso dos Alves e das demais “lideranças”, demonstrando assim a nítida incapacidade política da oposição macauense.

Nelter Queiroz é recebido com grande festa em São Rafael

A noite deste domingo (16) ficará marcada na história política de São Rafael. Na oportunidade, o grupo de oposição liderado pelo ex-prefeito Arimateia Braz, o “Zé do Povo”, realizou uma grande festa para receber o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) e o candidato a deputado federal Benes Leocádio (PTC).

Uma grande carreata partiu da comunidade Caraú até o município. Posteriormente, os presentes saíram em passeata pelas ruas do município até o Clube Náutico Piranhas, onde foi realizado comício com a presença de várias lideranças locais e a população de São Rafael.

Em suas redes sociais o deputado se mostrou bastante entusiasmado com a movimentação: “Obrigado, São Rafael. Ontem, à festa foi linda de se ver. Toda a animação e empolgação do mar vermelho que invadiu as ruas do município para receber o amigo Benes Leocádio e a mim, mostra a força e o prestígio do grupo de oposição liderado pelo ex-prefeito Arimateia Braz”, frisou.

Queiroz também agradeceu o empenho do ex-vereador Luiz Cunha, do ex-candidato a vice-prefeito Jean Lázaro, do vereador Wagner Moura e dos demais apoiadores no município nesta reta final da campanha. “Vamos juntos, cada vez mais, fortalecer esta corrente para que possamos voltar pela oitava vez à Assembleia Legislativa”, destacou.

ESTRADA

Antes da movimentação política em São Rafael, Nelter Queiroz já havia cumprido agenda nos municípios de Itajá, Açu (comunidades Olho D’água do Piató e Poré) e Serra do Mel, localizados nas regiões Vale do Açu e Oeste.

MP investiga desvio milionário na Assembleia do RN por meio de servidores fantasmas

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte — Foto: ALRN/Divulgação

Oito pessoas foram presas e 23 mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta segunda (17). Esquema envolvendo servidores fantasmas começou em 2015.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta segunda-feira (17) a operação Canastra Real. O objetivo é apurar o desvio de pelo menos R$ 2.440.335,47 em um esquema envolvendo servidores fantasmas na Assembleia Legislativa. Ao todo, foram cumpridos 6 mandados de prisão e outros 23, de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. 

Segundo as investigações, o esquema fraudulento foi iniciado em 2015 e tem como principal integrante a chefe de Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho. Para o MPRN, Ana Augusta ocupa posição de controle ao indicar pessoas para ocupar cargos na Casa. Para isso, a chefe de Gabinete forneceu o próprio endereço residencial para constar nos assentos funcionais e nos cadastros bancários dos servidores fantasmas por ela indicados. 

Além de Ana Augusta, foram presos temporariamente por 5 dias: Paulo Henrique Fonseca de Moura, Ivaniecia Varela Lopes, Jorge Roberto da Silva, Jalmir de Souza Silva e Fabiana Carla Bernardina da Silva, todos ex-assessores técnicos da Presidência da Assembleia Legislativa. Essas cinco pessoas, que foram indicadas por Ana Augusta, tinham altos vencimentos na Casa, embora não possuíssem nível superior. 

A investigação verificou que todos os indicados possuem movimentações financeiras atípicas, recebendo mensalmente a importância líquida aproximada de R$ 13 mil. Logo após o depósito dos valores nas contas bancárias, as quantias eram integralmente sacadas. Essa movimentação financeira das contas bancárias, todas com saques padronizados, de valores idênticos, revela que os titulares não possuíam o controle de suas próprias contas. 

Leia maisMP investiga desvio milionário na Assembleia do RN por meio de servidores fantasmas

Chegou a hora do povo do Assú cobrar do prefeito Gustavo Soares

Apos um longo período de mergulho sem cumprir as promessas da campanha passada, o prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR, vai passar óleo de peroba na cara para começar a visitar as ruas da cidade para pedir votos para os seus candidatos a governador, senadores, deputado federal e estadual.

Comenta-se nos bastidores que ele vai continuar com o mesmo estilo de fazer promessas absurdas e mirabolantes para tentar enganar a população do Assú mais uma vez. 

Pronto. Chegou a hora do povo cobrar os empregos e as melhorias que o prefeito Gustavo Soares prometeu durante a campanha eleitoral de 2016 para saúde, educação e segurança pública com a criação da guarda municipal que nunca saiu do papel.

A hora de cobrar do prefeito chegou que após ser eleito aparece um duas vezes por mês na cidade e agora vai andar pelas ruas atrás de votos.

Ameaçado de ter mandato cassado, prefeito do Assú pode renunciar após as eleições

Gustavo Soares teria dito que agora vai ajudar reeleger o irmão George Soares e depois renunciaria o mandato

Com a credibilidade no fundo do poço, forte rejeição popular e ameaçado de ter o diploma e o mandato cassado pela Justiça Eleitoral, o prefeito do Assú Gustavo Soares pode renunciar após as eleições de 07 de outubro, segundo um áudio que circula entre as pessoas usuárias da rede de bate papo do WhatsApp na terra do poeta Renato Caldas.

O prefeito Gustavo Soares (PR) e a vice-prefeita Sandra Alves (MDB), tiveram suas prestações de contas da campanha eleitoral de 2016 reprovadas pelo Cartório Eleitoral, juíza eleitoral e o Ministério Público eleitoral no ano passado.

Os dois são acusados de receber doação de empresa para a campanha, contrariando assim, uma determinação do Supremo Tribunal Federal – STF, que proíbe essa prática. Gustavo e Sandra receberam doação de uma empresa do ceramista e presidente do diretório do MDB em Assú, Helder Cortez Alves, que marido da vice-prefeita.

O Ministério Público Eleitoral pediu ao juiz eleitoral do Assú, a cassação do diploma de Gustavo e Sandra, e cassação dos mandatos deles como prefeito e vice-prefeita do Assú, mas o magistrado ainda não divulgou a sentença sobre o julgamento, o que pode acontecer após as eleições do dia 7 de outubro.

Nas conversas do WhatsApp, comenta-se que o prefeito Gustavo Soares, há poucos dias teria  realizado uma reunião com auxiliares do primeiro escalão e comunicado que vai lutar para eleger o seu irmão e deputado estadual George Soares e após as eleições renunciaria o mandato, já que aguentava mais e quem quisesse que tomasse de conta da Prefeitura do Assú.

Fábio defende reeleição de Robinson e diz que adversários só falam mas não fazem

Durante reunião com apoiadores em Natal, neate fim de semana, o deputado federal Fábio Faria prestou contas do seu mandato como o parlamentar que mais trouxe recursos para o RN, especialmente para a saúde, e apresentou, também, o trabalho do Governo.

“Quem lembra das filas do Walfredo Gurgel e da falta de leitos de UTI???? Já foram investidos mais de R$ 3 milhões em emendas minhas no Walfredo e ainda consegui trazer do Ministério da Saúde mais R$ 950 milhões pro Governo do RN aplicar na reestruturação da saúde pública”, destacou.

O deputado ainda ressaltou que o Governo está vencendo a crise e colocando o RN no caminho certo.

“Agora não podemos arriscar e eleger quem só fala e nada faz, porque vai passar pelo menos uns dois anos pra poder entender o Estado. Seria um atraso. Vamos reeleger o governador que já arrumou a casa, está vencendo a crise, vai colocar 100% da folha em dia e continuar realizando obras importantes pro desenvolvimento do RN”, finalizou.

Operação do MP investiga desvio de R$ 2,4 milhões em órgão público no RN

Mandados de prisão e de busca e apreensão estão sendo cumpridos nesta segunda (17). Esquema envolvendo servidores fantasmas começou em 2015  

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta segunda-feira (17) a operação Canastra Real. O objetivo é apurar o desvio de pelo menos R$ 2.440.335,47 em um esquema envolvendo servidores fantasmas. 

A operação conta com o apoio da Polícia Militar. Participam da ação 28 promotores de Justiça, 26 servidores do MPRN e 70 policiais militares. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Natal, Espírito Santo, Ipanguaçu e Pedro Velho.

Fábio Faria participa de Carreata em Parnamirim

O deputado federal Fábio Faria (PSD) participou neste domingo (16) da Carreata da Verdade em Parnamirim, ao lado do Governador Robinson, do prefeito Taveira e da primeira dama Alda Leda.

Fábio é o parlamentar que mais trouxe recursos para o município. Foram mais de R$ 225 milhões para o saneamento que transformar a cidade de 4% para 100% saneada (obra já em andamento), 560 apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida, três novas estações do trem urbano – VLT que chegará até Cajupiranga, além de emendas para saúde e pavimentação.

TSE concede liminar autorizando candidatura de Garotinho

Resultado de imagem para TSE concede liminar autorizando candidatura de Garotinho

O ministro Og Fernandes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu liminar neste domingo, 16, suspendendo a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) que indeferiu o registro de candidatura de Anthony Garotinho (PRP), que concorre ao governo do Estado. A decisão, válida até que o mérito seja julgado, garante que o nome de Garotinho esteja nas urnas e que seus votos sejam considerados válidos.

No último dia 6, o TRE-RJ indeferiu o registro atendendo pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE). O órgão considera que Garotinho é inelegível em função de uma condenação do Tribunal de Justiça. A suspeita recai sobre desvios de R$ 234,4 milhões na área da Saúde nos anos de 2005 e 2006, quando o atual candidato era secretário de Estado. Ele nega envolvimento no caso. Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

Leia maisTSE concede liminar autorizando candidatura de Garotinho

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: