Nova política de gestão documental da AL é marcada pela digitalização

Pensando na importância de modernizar a administração dos documentos pertencentes ao Legislativo Potiguar, desde 2017 a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vem modificando a política de gestão documental e reorganizando o acervo dos arquivos da Casa.

Naquele ano, alguns servidores da Casa Legislativa participaram de um curso de gestão documental, realizado em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, e, desde então, eles vêm colocando em prática o que aprenderam no curso. Algumas culturas internas da gestão documental foram modificadas, e uma delas é a digitalização dos documentos, que vão desde documentos antigos, passando por documentos legislativos e administrativos e informações do setor de Recursos Humanos.

O assistente consultivo do Setor de Desenvolvimento, Voltaire Maia, falou sobre esse processo de digitalização, que está sendo feito de forma conjunta entre os setores de Desenvolvimento, Arquivo, Recursos Humanos e Memorial da Assembleia Legislativa. “Atualmente são trabalhadas quatro frentes de digitalização: as pastas do setor de Recursos Humanos, os documentos antigos, os documentos legislativos (projetos de lei e requerimentos) e os documentos administrativos”, disse.

Hoje a Assembleia digitaliza pelo legisdoc, software que vem sendo desenvolvido pela própria Casa Legislativa, desde 2018, e a prioridade é a digitalização dos 45 mil documentos legislativos, constantes dos períodos de 2000 a 2019.

Leia maisNova política de gestão documental da AL é marcada pela digitalização

Força-tarefa quer R$ 3 bi de Henrique Alves, Eduardo Cunha, Geddel e outras 14 pessoas

A força-tarefa da Operação Greenfield apresentou quatro ações de improbidade contra os dois ex-presidentes da Câmara dos Deputados, Henrique Alves (RN) e Eduardo Cunha (RJ), e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (BA), todos do MDB. Outras 14 pessoas também foram acusadas.

As ações cobram R$ 3 bilhões para reparação de danos causados à Caixa Econômica Federal (CEF) e no FGTS.

As ações, movidas na esfera cível, se referem a fatos que chegaram a ser denunciados pela Procuradoria na esfera criminal, pelas supostas propinas e lavagem de dinheiro, e tem como objetivo a recuperação dos supostos prejuízos à Instituição Financeira.

Leia maisForça-tarefa quer R$ 3 bi de Henrique Alves, Eduardo Cunha, Geddel e outras 14 pessoas

Programa Microfone Aberto assume liderança na preferência do ouvinte e incomoda muita gente

Comenta – se nos bastidores da política do Assú, tanto em rodas de conversas como nos grupos de whatsapp, o quanto o programa Microfone Aberto, que é o líder de audiência na Rádio 89 FM, está incomodando muita gente na cidade.

Desde que a Rádio Princesa se rendeu as vontades do Jacaré, e omite a dura realidade de abandono em que vive a cidade do Assú, tem perdido espaço e audiência, já que a população quase não tem vez em programas da emissora.

E enquanto isso, a 89 FM ganhou espaço, aumentou a equipe, e conta com alguns programas que são recorde de audiência, como o Microfone Aberto, apresentado por Adailton Amorim e Jalisson Ferreira, que caiu na graça popular, pela forma de condução do programa, colocando no ar as reclamações, e fazendo críticas responsáveis diante dos problemas que afligem não só a população do Assú, mas de todo o Vale do Açú.

A participação popular no programa, interagindo e cobrando ação dos governos municipais, já conquistou a simpatia e a credibilidade da população que tem voz e voz para falar e desabafar ao vivo sobre os problemas, e isso anda deixando gente sem sono, a começar pelo ausente prefeito da cidade, Gustavo Soares, que tem sido bombardeado nas redes sociais, através de reclamações e denúncias contra sua péssima gestão à frente do município do Assú.

A Rádio 89 FM acaba de sepultar de vez o monopólio da Rádio Princesa do Vale, que agora não passa de um fantoche nas mãos da dupla, Gustavo e George Soares.

Pequenos negócios sustentam geração de emprego pelo quinto mês no país

A geração de empregos com carteira assinada em junho veio dos pequenos negócios, pela quinta vez seguida neste ano. A análise feita pelo Sebrae a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, mostra que foram criados 52,7 mil postos de trabalho no segmento. O número de empregos criados pelas micro e pequenas empresas em junho registrou o melhor resultado para o mês nos últimos cinco anos.

Segundo o levantamento, as médias e grandes corporações, pela segunda vez consecutiva, mais demitiram do que contrataram, registrando saldo negativo de 4,8 mil empregos. Ao se agregar o resultado da Administração Pública a esses saldo, no total foram gerados no país 48.436 postos de trabalho no país.

No primeiro semestre de 2019, os pequenos negócios respondem por 387,3 mil empregos, 70 vezes maior que o saldo de empregos gerados pelas médias e grandes empresas (5,5 mil).

Leia maisPequenos negócios sustentam geração de emprego pelo quinto mês no país

UFRN busca fortalecer projeto para educação básica

O fortalecimento do projeto Educação Básica no Território Inteligente foi o tema de reunião entre o reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, e a professora do Centro de Educação (CE) da UFRN, Betânia Leite Ramalho, durante a manhã desta terça-feira, 30, no prédio da Reitoria.

A docente explicou que o nome da ação tem raiz na situação de que, para elaborar políticas públicas de educação, há a necessidade de conhecer o território no qual a escola está, e não somente as práticas realizadas dentro da instituição. “A questão da educação é também o entorno do mundo em que o estudante vivencia suas experiências, bem como a questão da utilização das tecnologias para favorecer e otimizar as práticas educacionais, com ferramentas customizadas para as necessidades do estudante e para a gestão do conteúdo, a partir da formação dos professores”, colocou Betânia Ramalho.

Ela acrescentou que a ação é parte do Smart Metropolis e que o projeto piloto está sendo colocado em prática no âmbito da cidade de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal, local onde a rede municipal já utiliza o SIGEduc, plataforma na qual há um acompanhamento pedagógico similar ao realizado através do Sigaa, com o entrelaçamento do georreferenciamento de dados da localidade a informações educacionais provenientes de diversas fontes.

Leia maisUFRN busca fortalecer projeto para educação básica

MALDADE EM ASSÚ: Cidadão precisa dormir na calçada para garantir atendimento em posto de saúde do Frutilândia


A situação da saúde na cidade do Assú está praticamente como um lixão, sem remédio, sem equipamento, sem estrutura, e o que tem já está pra ser jogado no lixo, um verdadeiro abandono. Essa é a triste realidade da cidade governada pelo turista Gustavo Soares, que vem semanalmente a cidade, filho do hitlerista Ronaldo Soares, e irmão do deputado estadual George Soares.

Só quem precisa desses serviços de saúde que supostamente são ofertados é que sabe o sofrimento e humilhação a que tem que se submeter, serviços não prestados que já foram denunciados e noticiados ao longo dos últimos 2 anos e meio, de forma continua, e ainda assim, o prefeito do Assú anda dizendo que não teme MP e nem a justiça, e na terra dos Soares quem manda é ele.

Se começa a ter uma noção, do descalabro, e a profundidade da coisa, quando um cidadão, tem que dormir na frente do posto, para garantir que seja atendido, o que é uma verdadeira humilhação, ferindo todos os direitos básicos que ele tem para ter acesso a saúde, enquanto o playboy e jovem turista almoça e janta no Bongustaio em Natal quase que diariamente, onde a média de um prato custa R$70 a R$100 reais por pessoa no restaurante.

É revoltante saber que vivemos em uma cidade, administrada de forma injusta e desigual, onde muitos esbajam dinheiro com futilidades, quando um trabalhador e pai de família, tem que passar por isso, pois o posto de saúde era para ser um local de mais fácil acesso à comunidade, onde essa comunidade e os seus cidadãos pudessem ser atendidos em diagnósticos e tratamentos mais simples, mas o prefeito e seus assessores não estão nem aí, estão rindo e achando bom da cara das pessoas de bem.

Enquanto Gustavo Soares pratica a política doente que aprendeu na família, enchendo os seus bolsos de dinheiro, e entretendo o povo com pão e circo, o povo do Assú é quem sofre com a precariedade dos atendimentos e das unidades de saúde.

A maldade dos Soares é clara, sentem prazer no sofrimento do outro, verdadeiros nazistas disfarçados de democratas e de altruístas para infligir sofrimento aos outros por puro prazer.

Ministério Público pediu bloqueio de bens do prefeito de Macau


O desastre político do prefeito de Macau, Tulio Lemos, é notório a cada dia, antes de ser eleito, cantava nos quatros cantos da cidade, que era a esperança da cidade, e com o tempo, a população percebeu que Túlio Lemos não era esperança, mas sim, a desesperança.

O prefeito que está na mira do Ministério Público já faz algum tempo, recentemente, instaurou um inquérito civil nº 113.2017.000.783, contra Túlio Lemos e também sugeriu a condenação da sua esposa Andrea Lemos, por enriquecimento ilícito e improbidade administrativa.

O desastroso prefeito Túlio Lemos, nomeou IVONEIDE DE SANTANA COSTA sem que a mesma, possuísse capacidade técnica para exercer o cargo, como moeda de troca para quitar dívidas que contraíram na campanha.

O MP pediu o bloqueio de bens do prefeito Túlio Lemos e devolução do dinheiro aos cofres públicos, com condenação do prefeito por atos de improbidade administrativa.

Governadores formalizam o Consórcio Interestadual do Nordeste

Reunidos em Salvador, capital do estado da Bahia nesta segunda-feira, 29, os governadores do Nordeste anunciaram a formalização do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Nordeste e as propostas do plano de trabalho. A reunião aconteceu no auditório do Centro de Operações e Inteligência (COI), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

As propostas contemplam ações em várias áreas da administração, como a execução de um programa para oferta de médicos para o serviço de atenção primária com a finalidade de ampliar o atendimento de saúde nas áreas mais carentes. Os governadores apoiam a proposta do Ministério da Saúde de criar um programa de médicos para o Brasil e desejam contribuir. Para isso o Consórcio vai solicitar audiência ao Ministro da Saúde.

Outra proposta é a definição de um processo único para compras pelos estados visando reduzir custos de equipamentos e matérias nas diversas áreas da administração. Ficou definido que o primeiro registro de preços será publicado neste mês de agosto.

Leia maisGovernadores formalizam o Consórcio Interestadual do Nordeste

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: