Bolsonaro demite Mandetta e escolhe Nelson Teich para o Ministério da Saúde

Mandetta deve ser demitido por Bolsonaro ainda nesta semana | ND

Após semanas de desavenças, o presidente Jair Bolsonaro demitiu o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, nesta quinta-feira, 16. O oncologista Nelson Teich vai assumir o cargo. O anúncio deve ser feito ainda nesta quinta-feira, 16.

Teich se reuniu com o presidente pela manhã, quando, segundo interlocutores do presidente, causou boa impressão. O médico foi consultor da área de saúde na campanha de Jair Bolsonaro, em 2018, e é fundador do Instituto COI, que realiza pesquisas sobre câncer. Teich teve o apoio da classe médica e contou a seu favor a boa relação com empresários do setor da saúde. O argumento pró-Teich no Ministério da Saúde é o de que ele trará dados para destravar debates “politizados” sobre a covid-19.

Em artigo publicado no dia 3 de abril em sua página no LinkedIn, o escolhido para a Saúde critica a discussão polarizada entre a saúde e a economia. “Esse tipo de problema é desastroso porque trata estratégias complementares e sinérgicas como se fossem antagônicas. A situação foi conduzida de uma forma inadequada, como se tivéssemos que fazer escolhas entre pessoas e dinheiro, entre pacientes e empresas, entre o bem e o mal”, afirma ele no texto.

Desde o início da crise do coronavírus, Mandetta e presidente vinham se desentendendo sobre a melhor estratégia de combate à doença. Enquanto Bolsonaro defende flexibilizar medidas como fechamento de escolas e do comércio para mitigar os efeitos na economia do País, permitindo que jovens voltem ao trabalho, o agora ex-ministro manteve a orientação da pasta para as pessoas ficarem em casa. A recomendação do titular da Saúde segue o que dizem especialistas e a Organização Mundial de Saúde (OMS), que consideram o isolamento social a forma mais eficaz de se evitar a propagação do vírus.

Os dois também divergiram sobre o uso da cloroquina em pacientes da covid-19. Bolsonaro é um entusiasta do medicamento indicado para tratar a malária, mas que tem apresentado resultados promissores contra o coronavírus. Mandetta, por sua vez, sempre pediu cautela na prescrição do remédio, uma vez que ainda não há pesquisas conclusivas que comprovem sua eficácia contra o vírus.

Leia maisBolsonaro demite Mandetta e escolhe Nelson Teich para o Ministério da Saúde

Prefeitura do Assú confirma suspeita do Blog e anuncia primeira morte pelo COVID – 19 em Assú


Após a postagem do Blog do VT sobre a possível morte de suspeito da COVID-19, a Prefeitura do Assú logo em seguida, divulgou em suas redes sociais de forma oficial, o primeiro óbito positivo para o COVID-19.

A gestão despreparada continua a agir de forma irresponsável e negligente, pois junto com essa nota, era para ter informado a população quais medidas foram adotadas para proteger quem teve contato tanto com o falecido diretamente, como para quem teve contato com os familiares no velório.

A população precisa estar ciente do que a Secretaria Municipal de Saúde está fazendo para evitar e conter o proliferamento do novo corona vírus, pois o Ministério da Saúde orienta que deve haver isolamento quando se mantém contato próximo com alguém infectado (ou com suspeita disso).

A Prefeitura deve estar ciente que quando negligencia dessa forma, pode estar aumentando o caso de transmissão comunitária, e ai se tornar um problema em escalas maiores, pois a transmissão da Covid-19 ocorre, em média, sete dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

Coronavírus: Allyson Bezerra e vereadores vistoriam UPA e futuro Hospital de Campanha em Mossoró

O deputado estadual Allyson Bezerra (SDD), juntamente com os vereadores Petras Vinícius (DEM) e Ozaniel Mesquita (DEM), visitou nesta quinta-feira (16) a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Belo Horizonte, em Mossoró. No local está sendo instalado o Hospital de Campanha do município para receber pacientes da Covid-19.

Allyson e os vereadores foram recebidos pela secretária municipal de saúde Saudade Azevedo. A secretária explicou aos parlamentares que o processo de instalação dos leitos dedicados aos pacientes com Covid-19 está em processo, por isso, há muito o que ser ajustado. Ela também informou que o município comprou mil testes do Coronavírus e aguarda a chegada.

Os profissionais de saúde relataram ao deputado e aos vereadores a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), a não realização de triagem dos pacientes que buscam atendimento na UPA, além do não funcionamento das salas específicas para estes pacientes.

Allyson reforçou junto à secretária que seu mandato está à disposição para contribuir com o município, especialmente em razão da pandemia do Coronavírus, que já fez 6 vítimas fatais em Mossoró. Ele também solicitou ao município atenção sobre as questões cobradas pelos profissionais da saúde da unidade.

“Estamos aqui para primeiramente dizer que estamos juntos nessa luta. Nosso mandato é do povo de Mossoró, é do povo do Rio Grande do Norte, por isso, estamos aqui para contribuir com o enfrentamento a essa crise. Fizemos essa semana uma cobrança à governadora Fátima por atenção para Mossoró. Acompanho de perto essa situação e sabemos que Mossoró tem índices preocupantes. São 6 mortos por Covid-19 e mais de 80 casos confirmados”, afirmou Allyson.

Leia maisCoronavírus: Allyson Bezerra e vereadores vistoriam UPA e futuro Hospital de Campanha em Mossoró

Prefeitura do Assú não se pronuncia de morte possivelmente causada pelo COVID-19 e população pode estar sendo infectada por negligência da gestão


Chega ao Blog do VT informação que precisa ser investigada com urgência, nos últimos dias morreu uma pessoa em Assú, e corre rumores que estava supostamente infectada pelo COVID-19, e até o momento a Prefeitura do Assú não se pronunciou por medo da reação da população, já que eles liberaram o corpo, e no enterro houve grande aglomeração.

Diante de tamanha negligência e respeito pela vida, a Prefeitura do Assú está em maus lençóis, pois pode ser penalizada civil e criminalmente caso a pessoa tenha morrido por causa do novo corona vírus, pois só no enterro, o vírus deve ter se proliferado em proporções gigantescas, já que ninguém sabia porque a gestão não se pronunciou.

Dessa forma, o blog não podia se calar diante de tal informação, que mesmo que imprecisa, deve ser esclarecida pela atual gestão, pois as pessoas só podem se cuidar quando recebem do poder público transparência e clareza.

Fundação de Bill Gates doa R$ 785 milhões para ajuda no combate à covid-19


A Fundação Bill e Melinda Gates doou mais US$ 150 milhões (aproximadamente R$ 785 milhões) destinados aos esforços no combate à covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Temos a responsabilidade de enfrentar esta crise global com solidariedade global”, escreveu Melinda Gates ao anunciar a doação em uma publicação no Twitter.

Também na rede social, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), agradeceu ao casal. “Muito obrigado Melinda Gates, Bill Gates e a Gates Foundation por seu excelente apoio ao mundo durante esta crise”, escreveu.

Leia maisFundação de Bill Gates doa R$ 785 milhões para ajuda no combate à covid-19

Deputado Hermano Morais testa positivo para novo coronavírus

O deputado estadual Hermano Morais, filiado ao PSB, está infectado pelo covid-19. Através de suas redes sociais, o parlamentar confirmou a doença e disse que, anteriormente, a desconfiança era de que ele estivesse com dengue, o que foi descartado através de exames.

Justiça suspende exigência de CPF regular para auxílio emergencial

O juiz federal Ilan Presser, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), suspendeu na noite de ontem (15) a exigência de regularização do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para a obtenção do auxílio emergencial do governo durante a pandemia do novo coronavírus.

O magistrado deu dois dias para a Caixa retirar a exigência, sob pena de multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento. Ele atendeu a um pedido de liminar (decisão provisória) feito pelo Pará, com parecer favorável do Ministério Público Federal.

O juiz destacou que a exigência estava provocando filas e aglomerações em agências da Receita Federal, contrariando medidas de distanciamento social adotadas pelas autoridades sanitárias no combate à pandemia.

“As aglomerações, com sérios e graves riscos à saúde pública, continuam a se realizar, o que tem o condão de provocar o crescimento exponencial e acelerado da curva epidêmica, para atender à finalidade exigida pelo decreto regulamentar: de que sejam regularizadas as indigitadas pendências alusivas aos CPFs dos beneficiários junto à Receita Federal”, escreveu o magistrado.

O auxílio de R$ 600,00 pode ser pedido por trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. O valor pode chegar a R$ 1.200,00 no caso de famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa.

Médico da linha de frente reforça carência na saúde e enfatiza isolamento social

A Comissão de Enfrentamento ao Novo Coronavírus da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte voltou a se reunir por videoconferência na tarde desta quarta-feira (15). Dessa vez para ouvir o depoimento do médico clínico Geral, Alderley Torres de Medeiros, que atua no Hospital dos Pescadores e na linha de frente do atendimento no Hospital Municipal de Natal. O especialista revelou a estrutura precária existente atualmente, inclusive no interior do Estado, e fez um apelo para a população permanecer em casa.

“O que nos preocupa é a questão da urgência, o agora. Estamos em uma situação que, se chegarem pacientes no Hospital dos Pescadores hoje, nesse momento, não temos estrutura para intubação. O único respirador disponível está inoperante, o fluxo de oxigênio não permite que consigamos fazer ventilação mecânica aos pacientes”, disse médico plantonista e clínico geral.

O médico fez questão de acrescentar em seguida que, se há falta de estrutura no Hospital dos Pescadores, no Hospital Municipal de Natal estão sendo realizadas obras para que a capacidade de atendimento seja ampliada, inclusive com novos equipamentos de respiração.

Questionado pelo deputado Francisco do PT sobre a realidade da estrutura de saúde pública tanto na capital como nas cidades do interior do Estado, o médico enfatizou que, mesmo com todas as iniciativas para ampliar leitos de UTIs e na compra de equipamentos, não há como vencer o Coronavírus sem o apoio da população.

“Nós recomendamos que os pacientes fiquem em casa. Essa ideia de que há medicação é tão criminosa quanto manda-lo para rua. Não é verdade que ele ficará bom com o medicamento. O poder de infecção do vírus é muito alto. Mesmo se melhorarmos a estrutura, se a população não colaborar, não teremos como resolver. Por melhor que possamos fazer”, alertou.

Leia maisMédico da linha de frente reforça carência na saúde e enfatiza isolamento social

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: