fbpx

Assembleia Legislativa lança campanhas “Outubro Rosa e Lenço Solidário”

No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a cada dois minutos uma mulher é diagnosticada com câncer de mama. Até 2022, a estimativa é que sejam diagnosticados 66 mil casos novos. O mesmo instituto estima 1.130 novos casos da doença no Rio Grande do Norte em 2021, sendo mais de 50% diagnosticados já em estágio avançado.

Pensando em chamar a atenção da sociedade para o tema, a Frente Parlamentar da Mulher da Assembleia Legislativa lançou oficialmente o “Outubro Rosa” e a campanha “Lenço Solidário” de arrecadação de lenços, durante solenidade realizada nesta segunda-feira (04).

Ao abrir os trabalhos, a presidente da Frente Parlamentar da Mulher, deputada Cristiane Dantas (SDD) destacou que o câncer de mama é um dos desafios no cenário atual de pandemia no Brasil, por ser o tipo de câncer que mais acomete as mulheres. “Por isso, é muito preocupante saber que a pandemia dificultou ainda mais a vida das mulheres em sua rotina de saúde, na realização dos exames de rastreio, visto que quando descoberto no início, há mais de 90% de chance de cura”, disse.

Sobre a campanha “Lenço Solidário”, Cristiane explicou a importância de a sociedade participar. “A doação de lenços para as mulheres carentes que estão em tratamento tem o objetivo de devolver a autoestima a essas pacientes em um dos momentos mais delicados da vida”, justificou.

Presente à solenidade, mesmo em período de licença maternidade, a deputada Eudiane Macedo (Republicanos) destacou a importância do Outubro Rosa na disseminação da informação sobre o diagnóstico precoce. “Quanto mas se dá visibilidade ao tema, mais chance as mulheres portadoras do câncer de mama, que ainda não sabem, têm de serem curadas”, ressaltou.
A mamografia de rotina é o método mais eficaz para o diagnóstico do câncer de mama em estágio inicial, possibilitando a cura em mais de 90% dos casos. O exame é indicado para mulheres assintomáticas, ou seja, sem anormalidades na estrutura mamária. Ainda de acordo com o Inca, a mamografia periódica permite uma redução de cerca de 30% na mortalidade por câncer de mama em mulheres de 40 a 69 anos.

Leia maisAssembleia Legislativa lança campanhas “Outubro Rosa e Lenço Solidário”

Coronavírus: incidência da doença volta crescer em Assú

A reabertura das atividades econômicas e festivas pode estar estimulando o crescimento da Covid19 no Rio Grande do Norte, inclusive em Assú e Região.

Nos últimos três dias Informações, não oficiais, dão conta da crescente procura de pessoas pelas UBS – Unidades Básicas de Saúde em todas as regiões do Estado, inclusive Vale do Açu.

Na cidade de Assú, nos últimos dias, a UPA tem recebido um número crescente de pacientes acometidos por sintomas do Coronavírus e muitos testaram positivo para o Covid19.

Fonte: Nelson Dantas

Com queda do WhatsApp, veja como usar SMS, Telegram, Signal, Twitter e Discord

O WhatsApp, aplicativo de mensagens mais popular do Brasil, está fora do ar desde o começo da tarde desta segunda-feira (4). O app caiu junto com o Facebook e Instagram, todos pertencentes à rede social de Mark Zuckerberg.

Existem alternativas ao WhatsApp, conheça os recursos:

SMS: somente texto; não depende de internet
Principal ferramenta de troca de mensagens da era pré-WhatsApp, o SMS ainda tem o seu lugar hoje em dia. Ele não depende de conexão com a internet, somente do sinal do celular (que não precisa estar conectado à rede 4G, por exemplo).

O serviço é pago na maioria das operadoras, mas vale conferir o seu plano oferece algum pacote de envios diários. Algumas ofertas incluem SMS ilimitados a um preço baixo por dia.
Por SMS é possível enviar mensagens de texto para qualquer número de celular. O envio de imagens ocorre pelo chamado MMS, que pode custar mais caro e muitas vezes demora para chegar – e vídeo nem pensar.

Telegram: texto, foto, vídeo e áudio; depende de internet e cadastro é feito com número do celular
O Telegram tem praticamente todas as funções do WhatsApp (há quem prefira ele pelos recursos adicionais, como grupos com milhares de membros e agendamento de mensagens). Ele funciona por meio de uma conexão com internet (Wi-Fi, 4G ou 3G).

Lá você vai encontrar figurinhas, opção de mensagens de áudio, vídeo, foto. Também é possível realizar chamadas de voz ou vídeo.

É preciso que os contatos de sua agenda também tenham o aplicativo instalado, já que a conta é aberta pelo número de telefone.

Veja como fazer o cadastro:

  • Baixe o aplicativo para Android ou iPhone;
  • Abra o app e toque em “Comece a conversar”;
  • Selecione o código do seu país (o Brasil é +55) e o DDD da sua cidade;
  • Em seguida, digite o seu número de celular e toque em “Próximo” (ícone de seta);
  • Você receberá um código por SMS para confirmar o número;
  • Informe o código recebido para criar a conta.

Signal: texto, foto, vídeo e áudio; depende de internet e cadastro é feito com número do celular

Leia maisCom queda do WhatsApp, veja como usar SMS, Telegram, Signal, Twitter e Discord

Maior hospital público do RN tem corredores lotados de pacientes à espera de cirurgias ortopédicas

Hospital Walfredo Gurgel tem vários pacientes internados nos corredores à espera de cirurgias ortopédicas. — Foto: Cedida

Maior hospital público do Rio Grande do Norte e unidade de referência para atendimentos de traumas, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel passou a manhã de segunda-feira (4) com corredores lotados de pacientes em macas. Alguns deles, esperam há uma semana por cirurgia.

O motivo do problema seria o fim do contrato do governo do estado e da prefeitura de Natal com outros hospitais privados que recebem parte da demanda de cirurgias ortopédicas – como o Hospital Memorial e a Clínica Paulo Gurgel.

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte reconheceu dívidas de pagamentos nos meses de setembro e agosto, o que impediu a renovação do contrato encerrado no último dia 30 de setembro. Desde então, os serviços estão paralisados.

A pasta informou que vai realizar reuniões para negociação do pagamento durante a tarde desta segunda-feira (4). Somente no início da tarde, havia 18 pessoas no centro cirúrgico do Walfredo Gurgel.

A autônoma Fernanda Magalhães acompanha a mãe de 85 anos, na unidade. A idosa, que mora em Serra Caiada, quebrou o fêmur ao cair da cama, na última sexta-feira (1º). Passou um dia no corredor do hospital e foi colocada em um quarto, mas ainda não tem previsão de quando será cirurgiada.

“Ela está esperando a cirurgia que não tem previsão de quando vai fazer. Passou um dia no corredor, no outro dia é que foi para o quarto. Fica reclamando de dor”, contou a filha.

Edileuza Paulino acompanha o irmão de 33 anos há uma semana na unidade. Ele quebrou a clavícula em um acidente de moto e segue no corredor.

“Queremos uma resposta, porque é muito sofrimento para o paciente e para todos. Os profissionais aqui fazem o que podem, mas não dão conta”, afirmou.

G1RN

WhatsApp, Instagram e Facebook ficam fora do ar nesta segunda-feira

Os aplicativos de Mark Zuckerberg estão passando por instabilidades nesta segunda-feira (4). Usuários do WhatsAppInstagramMessenger e Facebook relataram nas redes sociais que os serviços pararam de funcionar no início da tarde desta segunda — tanto na versão web (para computadores) quanto nos aplicativos para celular.

Segundo o site DownDetector, que monitora sites e apps que não estão funcionando, 38% dos problemas mais notificados no WhatsApp têm relação com o envio de mensagens, bem como no Messenger, enquanto os feeds do Instagram e do Facebook não carregam.

O Instagram e o WhatsApp, em sua versão web, apresentam uma mensagem de erro “5xx Server Error”, código que indica um problema de comunicação entre o servidor de origem e o dispositivo de rede. Já o Facebook mostra a sua tradicional mensagem de “desculpe, algo deu errado”.

Em nota enviada ao CNN Brasil Business, o WhatsApp afirmou que “está investigando o motivo dessa instabilidade” e que irá “compartilhar novidades” assim que tiver completado a investigação.

Em seu perfil oficial no Twitter, o app de mensagens completou que “está ciente de que algumas pessoas estão enfrentando problemas com o WhatsApp no momento”. “Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal e enviaremos uma atualização aqui assim que possível”, afirmou.

Facebook também usou o Twitter para se posicionar sobre a situação.

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, disse a empresa.

Instagram, por sua vez, afirmou que a rede social e “seus amigos estão passando por um momento difícil”. “Tenha paciência conosco, estamos trabalhando nisso”, disse a empresa.

CNN Brasil

Nelter Queiroz cobra do Governo do RN a correção de mais provas no concurso da Polícia Civil do RN e formação de cadastro de reserva

A melhoria da segurança pública do Estado é pauta constante do mandato do deputado Nelter Queiroz (MDB) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Neste sentido, atendendo pleito de comissão formada por aprovados no concurso da Polícia Civil do RN, o parlamentar solicitou, ao Governo do Estado, a derrubada de uma cláusula de barreira existente no certame.

“No edital do último concurso para a Polícia Civil está prevista uma cláusula de barreira que limita o número de candidatos que terão a redação da prova corrigida. No entanto, essa previsão que limita o número de candidatos aptos ao curso de formação, prejudica o objetivo final do certame, isso porque é comum a evasão entre os candidatos após esta etapa de formação, que acabam sendo nomeados em outros concursos, haja vista de se tratar de um processo longo”, destacou o parlamentar.

Ainda segundo Nelter, se a mencionada a cláusula for derrubada o concurso da Polícia Civil do RN poderá realizar mais correções de redações e permitir que mais candidatos aptos passem da primeira para a segunda fase do certame, possibilitando ainda a formação de um cadastro de reserva para futuras nomeações sem a necessidade de um novo concurso, que geraria ainda mais custos e novas burocracias ao Estado.

“Sabe-se que o custo do concurso da Polícia Civil deve alcançar a marca dos R$ 5 milhões e, nesse sentido, o aumento no número de redações corrigidas gera um maior aproveitamento dos recursos e dos candidatos aprovados no certame em curso, do contrário o certame representará uma despesa ineficiente e ineficaz, já que não atenderá nem 10% do déficit da Instituição”, pontuou o deputado, lembrando também que o Estado sofre com grande déficit do efetivo da  Polícia Militar,  que atualmente só tem em torno de 6 mil policiais (46% do necessário) quando o ideal seriam 13 mil servidores.

VAGAS

Nelter Queiroz lembra que no concurso da Polícia Civil de 2020 o número de inscritos para os cargos foram de: 32.239 para agentes, 24.079 para delegados e 4.724 para escrivães, totalizando cerca de 61 mil inscritos a concorrer no certame e que esse quantitativo já foi drasticamente reduzido devido ao alto índice de faltosos, que chegou a 46%, nas provas.

Leia maisNelter Queiroz cobra do Governo do RN a correção de mais provas no concurso da Polícia Civil do RN e formação de cadastro de reserva

Kelps Lima pede recuperação asfáltica da Rota dos Engenhos, em Ceará-Mirim

O deputado estadual Kelps Lima (SDD) apresentou requerimento solicitando o recapeamento asfáltico da RN-160, no trecho que vai do município de Ceará-Mirim até o entroncamento da BR- 01 Norte, denominada de Rota dos Engenhos.

“O roteiro dos engenhos no município de Ceará-Mirim é o grande atrativo da região. Esse roteiro conta a história da atividade da cana de açúcar no vale do rio Ceará-Mirim, com sua arquitetura marcante do Século XIX e início do século XX”, destacou o deputado.

Além de destacar o potencial da região, Kelps ressalta a importância do turismo como gerador de empregos e renda no Rio Grande do Norte.

“A retomada da atividade turística no nosso estado precisa primeiramente de boas vias de acesso aos locais. A falta de manutenção da RN-160 faz com que as empresas de turismo não incluam o roteiro em seus pacotes de viagens, prejudicando fortemente o potencial da região”, conclui.

Cristiane Dantas solicita policiamento na região do Forte dos Reis Magos

Com o objetivo de melhorar a questão da segurança no entorno do Forte dos Reis Magos, a deputada estadual Cristiane Dantas (SDD) apresentou requerimento solicitando reforço no patrulhamento policial para o equipamento turístico localizado na capital do estado.

“O cenário hoje é de completo abandono, não existem mais comerciantes na área e os banhistas ou turistas que se aproximam do Forte dos Reis Magos correm riscos constantes de assaltos”, justificou a parlamentar.

Após três anos, as obras de restauração da Fortaleza dos Reis Magos – um dos principais pontos turísticos e históricos de Natal – foram concluídas, mas o Governo do Estado anunciou que o prédio só deve reabrir para visitação do público em dezembro.

O equipamento ainda não recebeu documentos como o Habite-se e o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que certifica que um edifício segue as normas de segurança contra incêndio.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: