fbpx

Moradores do Trapiá sofrem com estradas intrafegáveis e descaso da Prefeitura do Assú

O prefeito Gustavo e a vice Fabielle que irão realizar o São João mais caro dos últimos 30 anos, deveriam ter vergonha na cara, porque vão proporcionar shows em praça pública enquanto as ruas e estradas vicinais se deterioram a cada dia, mais e mais.

Agora quem tá sofrendo é a comunidade do Trapiá, que devido as chuvas, as estradas pela falta de manutenção, ficam piores, gerando transtorno, com carros que trafegam e ficam presos no lamaçal.

Se a Prefeitura do Assú realizasse a manutenção e recuperação das estradas, principalmente, nos pontos mais críticos, garantiria a segurança, trafegabilidade e mobilidade daqueles que circulam diariamente por esses locais.

Diante disso, moradores estão fazendo vídeos mostrando a realidade e a falta de respeito dessa gestão com as comunidades rurais, deixando a população a mercê da sorte, porque se alguém fica preso durante a noite, será um problema ainda maior.

Bastava Gustavo e Fabielle tirar uma banda do cronograma e destinar esse valor para realizar esse serviço na comunidade. Mas eles não estão nem aí.

Número de casos de covid cresce 338% em 10 dias

O Rio Grande do Norte registrou, nas últimas 24 horas, 421 casos confirmados de covid-19. O número é o maior após a onda da ômicron. Dez dias atrás, o número registrado em 24 horas foi de 96 casos. O aumento é de 338%.

O crescimento nos casos registrados de covid-19 motivaram o Governo do Estado a emitir portaria sugerindo a utilização de máscaras em locais fechados, incluindo escolas, e que a população retome os cuidados com higienização das mãos. Apesar da medida não ser obrigatória, ela foi acompanhada por outros órgãos no Rio Grande do Norte, como o Tribunal de Justiça e a Assembleia Legislativa.

Apesar do aumento nos casos confirmados, não houve aumento no número de hospitalizações ou óbitos. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública, nenhuma morte foi registrada nas últimas 24 horas. Já sobre as internações, o Rio Grande do Norte teve 9 pedidos para leitos em unidades de saúde públicas. Ao todo, o Rio Grande do Norte tem 19 pacientes internados em leitos críticos da rede SUS.

Ainda segundo dados da Sesap, nos últimos 30 dias, o Rio Grande do Norte teve cinco mortes em decorrência da covid-19, com 29 internações nas em 17 unidades de saúde voltadas ao atendimento de pacientes acometidos pela doença na rede pública.

Alerta

A média móvel semanal de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) cresceu 39,5% entre a primeira e a última semana de maio, segundo o boletim InfoGripe divulgado nesta quinta-feira (9) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Entre os dias 29 de maio e 4 de junho, foram registrados no País 7,7 mil casos da síndrome.

A Fiocruz informa ainda que, se for considerada apenas a população adulta, com 18 anos ou mais, a estimativa é que esse crescimento tenha sido de 88,7%. Entre as crianças, os casos se mantêm estáveis em patamar considerado alto e continuam mais associados ao vírus sincicial respiratório (VSR).

Leia maisNúmero de casos de covid cresce 338% em 10 dias

Hidratação e perda de peso: entenda como a água ajuda no emagrecimento

A água corresponde a 70% da composição corporal de uma pessoa, e é imprescindível para manter as funções do organismo em pleno funcionamento. A quantidade e a frequência de consumo indicadas para manter uma boa hidratação, no entanto, ainda causam dúvidas.

“Em média, nosso corpo produz diariamente sete litros de líquidos, englobando saliva, suco gástrico, entre outros, enquanto que no intestino absorvemos cerca de nove litros de água, gerando um déficit de dois litros. Por isso, recomendamos, no mínimo, estes dois litros como ideal para o consumo diário”, explica a nutróloga do Hospital Albert Einstein e co-fundadora da ONG Obesidade Brasil, Andrea Pereira.

Durante o processo de emagrecimento é preciso mudar o estilo de vida e os hábitos. Por isso, é importante ser orientado por especialistas de educação física, endocrinologistas e nutricionistas

A utilização de remédios, chás emagrecedores e diuréticos sem prescrição médica pode ocasionar efeitos colaterais e gerar consequências irreversíveis e, até mesmo, fatais.

Alguns famosos medicamentos são comercializados legalmente e sem a necessidade da retenção de receita. No entanto, não significa que sejam seguros ou eficazes. Pessoas com comorbidades, como hipertensão, diabetes ou hepatite A, alergias ou que tomam outras medicações podem ter sérios problemas, mesmo com os emagrecedores mais “naturais”.

Por isso, só devem ser consumidos quando há indicação médica. Entre os riscos do uso indiscriminado estão dependência química, efeito sanfona e alterações gastrointestinais, cardíacas e renais.

A maioria desses remédios age em receptores cerebrais, reduzindo o apetite e aumentando a saciedade. Alguns também agem como diuréticos, auxiliando na eliminação de líquidos corporais.

Leia maisHidratação e perda de peso: entenda como a água ajuda no emagrecimento

Renda dos brasileiros cai para o menor patamar desde 2012

O rendimento mensal real da população teve queda recorde e atingiu o menor patamar da série histórica, iniciada em 2012. Dados divulgados nesta sexta-feira (10/6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a redução de beneficiários do Auxílio Emergencial durante a pandemia fez a renda cair.

No ano passado, a renda média mensal domiciliar per capita foi de R$ 1.353. É o menor valor em 10 anos, considerando a série histórica da pesquisa iniciada em 2012. As informações constam na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) de 2021.

A pesquisa aponta queda generalizada entre as diversas fontes que compõem a renda do brasileiro na passagem de 2020 para 2021 — efeito da pandemia de Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

Ao contrário do que parece, a inflação não é de todo mal. Quando controlada, é sinal de que a economia está bem e crescendo da forma esperada. No Brasil, por exemplo, temos uma meta anual de inflação para garantir que os preços fiquem controlados. O que não pode deixar, na verdade, é chegar na hiperinflação – quando o controle de todos os preços é perdidocoldsnowstormv/ Getty Images

Inflação é o termo da economia utilizado para indicar o aumento generalizado ou contínuo dos preços de produtos ou serviços. Com isso, a inflação representa o aumento do custo de vida e a consequente redução no poder de compra da moeda de um país.

Em outras palavras, se há aumento da inflação, o dinheiro passa a valer menos. A principal consequência é a perda do poder de compra ao longo do tempo, com o aumento dos preços das mercadorias e a desvalorização da moeda.

Existem várias formas de medir a inflação, contudo, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o mais comum deles.

Leia maisRenda dos brasileiros cai para o menor patamar desde 2012

IMD abre 790 vagas para alunos de ensino médio da rede pública do RN; veja cursos

O Instituto Metrópole Digital, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN), abriu inscrições para cursos técnicos em Tecnologia da Informação (TI). São 790 vagas destinadas a estudantes do ensino médio da rede pública do RN.

As inscrições podem ser feitas pelo site da Comperve até o dia 18 de julho, sem pagamento de taxa.

A iniciativa é fruto de uma parceria do IMD com a Secretaria Estadual de Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer. Para esta chamada, não haverá a realização de prova. A seleção será baseada na média das notas de matemática e português do 9º ano do ensino fundamental. O resultado final será divulgado no dia 21 de julho.

Gratuitos e ofertados no modelo semipresencial, os cursos técnicos têm vagas abertas para Natal, Angicos, Caicó, Mossoró e Pau dos Ferros.

Na capital potiguar, serão oferecidas formações em Informática para Internet, Redes de Computadores, Eletrônica, Automação e Jogos Digitais.

Nas cidades do interior, os cursos serão de Redes de Computadores, com exceção de Pau dos Ferros, onde serão ministradas aulas de Informática para Internet.

Das 790 vagas, 550 são para Natal e 60 para cada um dos outros municípios.

O IMD destaca que, nas cidades do interior, as aulas dos cursos técnicos acontecerão exclusivamente à noite, em parceria com a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) e com o Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres).

Em Natal, as atividades terão turmas dos períodos matutino, vespertino e noturno.

Durante toda a formação, os alunos são acompanhados por profissionais do IMD, responsáveis por conduzir atividades pedagógicas e oferecer conteúdo de maneira flexível e direcionada, tanto on-line como presencial.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: